punhetando o amigo

Transei com meu melhor amigo

Boa noite galera, tranquilo? Para minha primeira história irei contar a primeira vez que transei com meu melhor amigo

Minha esposa o vizinho e o amigo

Depois que ela deu pro vizinho em 2007, ela deu mais três vezes pra ele. Duas semanas depois que rolou a transa. Cheguei em casa as 22:00. Maria estava dormindo com uma lingerie rosa. Como era quinta feira, ouvi vozes no vizinho o Edvaldo, fui até lá e deixei Maria dormindo. Encontrei o Edvaldo conversando com um amigo.Entrei e sentei na cadeira e começamos a papear. O amigo dele era grande, uns 1,80 ou mais. Um tempo depois meu vizinho perguntou pela esposa, falei que ela estava dormindo. Aí ele perguntou com aquela camisola. Disse não com uma lingerie. O amigo dele olhou pra ele sem entender nada e ele pra mim. Aí eu disse, vamos lá vou mostrar pra vcs. O amigo levou um susto, o Edvaldo chamou vamos, e fomos. Abri devagar a porta, eles entraram e fechei. Quando eles entraram no quarto e viram ela de bruços dormindo de lingerie. O Edvaldo tirou o pau pra fora devia ter uns 20 cmts e começou a se mastubar. Falei pro

Fazendo dogging em chaçará com amigos do corno manso

Sou Raquel, 41 anos (não sei se é a idade, porém estou com um atração por rola grossa), casada a 6 aninhos e liberado a 1, moreninha clara, peitinhos grandes, bundinha média e do cúzinho abrangente.

Dividindo gostoso a mulher do meu melhor amigo

Meu nome é Mateus, moreno,1.70 de altura ,33 anos,rola grossa de 22 cm.Depois de tantos contos que já li e muitas punhetas tocadas, decidi compartilhar com vcs algo que me aconteceu essa noite.

Minha namorada queria um travesti

Moro em campo grande ms, sou Marcelo decendente de japones, 1,75 78 kilos em forma, tenho um pau normal de 15 cm, namoro com Bruna, cabelos castanhos compridos, 1,60, 58 kilos, bunda linda e durinha, peitos medios, cinturinha fina, bucetinha depilada e uma cara de menina travessa, ela é psicologa, as vezes acho que é por isso que ela tem a cabeça tão aberta para todo tipo de sacanagem. Nossa vida sexual é bastante agitada, toda vez ela goza varias vezes, ela adora gozar pelo cú e sempre bebe toda minha porra, ela tambem gosta de transar com outras mulheres, uma vez comemos a prima dela que queria aprender a dar o cuzinho. A ultima novidade de Bruna foi querer transar com um travesti, no começo fiquei meio constrangido com a proposta, mas como ela sempre enfia o dedo no meu cú e adora ficar lambendo ate me fazer gozar disse: -Vamos amor, quero ver vcs transando, vc adora me ver com outras mulheres tbm e isso é normal, é muito gostoso, me dá isso de presente. Depois de muito insistir e muita dedada acabei aceitando. Em um domingo depois de beber um pouco ela veio novamente com a mesma conversa, tomamos banho e resolvemos dar umas voltas na cidade, acabamos caindo em um bar onde sabiamos que tinha algumas bonecas, logo que chegamos vi uma loira linda de 1,65, olhos verdes corpo perfeito que ficou me olhando, Bruna percebeu e ficou toda animada: -Vc gostou daquela? -Ela é bem bonita, acho que vai ser ela mesmo. Fernanda era seu nome, ela nos viu conversando e olhando para ela e logo se aproximou, convidamos ela para se sentar a nossa mesa, bebemos e a conversa foi ficando animada, ela nos contou que era cabeleireira e estava a pouco tempo em CG, logo Fernanda e Bruna pareciam grandes amigas. Estava ficando tarde e a convidamos para beber uma saideira em minha casa, logico ela aceitou na hora com um belo sorriso e passou a mão em minha coxa, pagamos a conta correndo e fomos para casa. No carro as duas se sentaram no banco de tras, Bruna estava muito animada, meio bebada e toda excitada, mas parecia um pouco envergonhada, Fernanda para quebrar o gelo pegou o rosto de Bruna e a beijou, logos as inibições foram deixadas de lado e Bruna apertava os seios siliconados enquanto isso Fernanda ja levantava a sainha de Bruna e foi enfiando a mão dentro da calcinha, logo dedilhava sua bucetinha que pingava: -Marcelo, parabens sua namoradinha é uma bela putinha. Bruna beijava e gemia baixinho com as pernas abertas para facilitar: -Ai me chama de putinha, amor chega logo para agente brincar junto. Nisso ja estavamos na esquina de casa, quardei o carro e fomos direto para a sala, as duas se sentaram no sofa e continuaram com os amassos, peguei uma cerevja e fui oferecer para as duas que se levantaram deram uns goles e vieram bem juntinho de mim, agarrei as duas pela bunda e beijei Bruna que quase me engoliu: -Eu tbm quero um beijo desses -Vai Ma, beija ela Sem pensar duas vezes tasquei um longo beijo na boca daquele travesti, Bruna adorou, ja estava com a mão dentro da calcinha esfregando sua bucetinha. -Ai Má que lindo esse beijo ta me deixando louca. -Era isso que vc queria? Então vamos fazer tudo o que vc quiser. Fernanda foi no banheiro e logo fui arrancando a roupa de Bruna, logo ela reapareceu só de calcinha e já veio do nosso lado dando um beijo a tres maravilhoso, as duas se agaixaram e arrancaram minha calça e tirando meu pau para fora e engolindo inteiro, uma depois a outra, uma chupava a cabeça e a outra passava a lingua pelo pau todo, Bruna como sempre lambeu o dedo e veio brincar com meu cú, a boneca sorriu: -Ah ele gosta de um dedo na bundinha? -Ele adora quando eu enfio o dedinho ou um consolo na bunda dele. -Hj vai levar uma coisa bem melhor no rabo. Bruna olhou para mim e com um sorriso foi enfiando o dedo -Vai amor, hj vc vai saber o que eu sinto quando vc come minha bunda. Meu corpo tremeu nessa hora, só de pensar já me fez quase gozar, puxei Fernanda que ficou em pé do meu lado: – Fe agora quero chupar esse seu pinto, mostra para gente. Minha namoradinha tirou sua calcinha mostrando um pau de 17cm um pouco mais fino que o meu, Bruna adorou estar de frente para aquelas duas picas e engoliu aquela nova pica ate a garganta depois começou a alternar as chupadas as vezes colocava os dois na boca e tocava uma siririca, fernanda beijava meu pescoço e passava as mãos nas minhas costas ate chegar na minha bunda, ela lambeu a ponta do dedo e ficou brincando com o meu cuzinho virgem, aquilo me deu um tesão enorme e nos beijamos gostoso, o tesao era enorme e logo estavamos socando as picas na garganta: -pega um pouco no meu pau Má -da uma pegadinha amor Agarro aquele pau e começo a punhetar, estranho sentir um outro pau na mao, tao quente e macio, pulsando, Fernanda fecha os olhos e morde o labio inferior, seguro firme em seu pau e fico punhetando, depois de uns dez minutos Bruna se levanta e pede para que eu me deite, ela vem por cima e senta lentamente no meu pau, ela fecha os olhos e deixa deslizar cada centimetro, o tesão esta estampado no seu rosto, nem acredito que uma mulher tão linda possa ser tão sacana. Fernanda vem do nosso lado e Bruna abocanha seu caralho enquanto olha para mim, elas vem chegando cada vez mais perto do meu rosto, Bruna geme cada vez mais alto com o pau na boca, seu corpo começa a tremer todo e logo goza como louca no meu pau, ela tira o pau da boca e me da um longo beijo salgado e melado. -quero experimentar sua boca no meu pau. Bruna com meu pau dentro de sua buceta me olha com a cara mais sacana do mundo e pede -Da uma chupadinha, quero ver meu macho chupando uma rola Meio sem graça seguro o páu e começo lambendo a cabeça, Bruna me ajuda a lamber aquele pau, sem tirar os olhos de mim, ela segura o pau e enfia dentro da minha boca, e começa a subir e descer na minha rola, meu pau parecia que ia explodir de tão duro, Fernanda puxa meu cabelo e começa a foder a minha boca -Ai que boquinha gostosa, ele ta gostando desse pau na boca -Isso chupa, chupa esse pauzão gostoso Má nessa hora comecei a enfiar um dedo no cu de Bruna e outro no de Fernanda, que da um tapa na cara de Bruna que grita -Ai caralho, to gozando, não para, me fode Logo cai sem forças sobre mim -Ai putinha gostosa ta gozando no pau dele, mas ainda nao acabou, vou fazer vc gozar pelo cu tambem. Bruna ofegava sobre meu pau, nem tinha forças para qualquer reação, Fernanda tira o pau melado da minha boca e vai chupar meu saco e o cu de Bruma, que da umas gemidas, ela coloca o pau na entrada do cu e vai entrando lentamente, eu sinto os dois paus se esfregando dentro de Bruna, enquanto eu abro sua bunda para receber melhor aquele pau, que geme e seu corpo todo mole nao apresenta nenhuma reação, parece uma boneca sendo usada sem nenhuma resistencia, Fernanda da estocadas firmes sem dó no cú, nos pegmaos o ritmo e Bruna goza, grita, xinga e esperneia, ficamos meia hora dentro dela socando sem parar, ela parece que desmaia com os dois paus latejando dentro. Ficamos meio preocupads e saimos de dentro, eu tiro ela de cima de mim e damos uns tapas em sua cara, ela meio desorientada, parecia estar gozando ainda, e passando os dedos em seu cu e na buceta diz: -Caralho vcs me arregaçaram, nao aguento mais gozar, agora quero ver vcs fudendo, Má come o cu dela que nem vc faz comigo, Fernanda cai de boca no meu pau e suga com força, tenho que arrancar o pau de sua boca para nao gozar, coloco ela como um franguinho, aponto o pau em seu cú e vou entrando lentamente, ela adora, fecha os olhos, morde os labios -Mete no meu cu, me fode, ai que pau gostoso, mete no meu cuzinho bem gostoso, não para -Come essa puta, mete no cu dela, mete sem dó. Ela se ajoelha do nosso lado e enfia um dedo na minha bunda. -Amor ta gostando, ta com tesão no rabinho tambem? -soca no meu cu, mete esse pau na minha bunda que depois vou fazer o mesmo com vc. Achei estranho, mas muito excitante, enquanto eu socava com força Bruna enfiava mais um dedo na minha bunda, ela nem se mexia meus movimentos ja davam o ritmo, meu pau entrando no cu da boneca e aquela mulher linda me fudendo, Fermamda logo gozou pelo
rabo e Bruna nao parava de socar os dedos no meu cu, gozei dentro do cu de Fernanda, sai de dentro dela e as duas vieram limpar meu pau. No banho eu agarrava as duas, nos masturbavamos, colocamos a Bruna apoiada na parede e davamos tapas na sua bunda, ela adorava apanhar. -Ai minha buceta ta tao molhada, bate na minha bunda, bate na minha cara, bate na sua puta. Logo Fernanda pegou ela por tras e enfiou seu pau no cu dela, enquanto eu a pegava pelo percoço e dava uns tapinhas na sua cara -ta gostoso puta, vai gozar com o pau no cu? Era isso que vc queria? Ela gemia enquanto era erabada sem dó, quando ela estava quase gozando grita. -ai to gozando vc tem que experimentar esse pau no cu tbm, A Boneca me olha sorri, tira o pau de dentro do cú, passa a mao em meu rosto puxa meus cabelos ate seu pau e enfia tudo na minha boca -ai que delicia chupa essa pica. -isso Má, eu sabia que vc ia adorar. -chupa viadinho, chupa tudo que vai entrar no seu cu Fiquei envergonhado e cheio de tesão, nessa hora já desisti e resolvi que ia fazer de tudo, saimos do banho e fomos para o quarto, me colocaram deitado, de frango assado, Bruna chupou meu cu e chupou o pau da Fernanda, que apontou a cabeça do pau no meu rabo e foi enfiando devagar, vi estrelas, quis parar, mas as duas não deixaram e continuaram a enfiar, a dor e o tesao se misturando, ela enfiou tudo ate o fim bem devagar ate eu me acostumar com aquela rola no meu rabo: -Olha Já ta tudo dentro amor, vc ta todo atoladinho. Logo a dor começou a virar prazer, o pau começou a se movimentar bem devagar e rola começou a entrar e sair do meu cu. -Ai que tesão come essa bundinha virgem. -Ele ta gostando de levar no rabo. -Ai amor ta gostoso, pede para ele enfiar mais. Eu estava timido, mas devo confessar que aquilo tudo estava muito gostoso, aquele pau entrando e saindo de dentro de mim e minha namorada me chupando. -Vai, pede mais rola. -Vai soca essa pica. -Ai amor, que delicia ver vc levando na bunda -Amor ta muito gostoso, deixa eu chupar sua bucetinha Bruna senta no meu rosto e aproveita para chupar minha pica enquanto Fernanda bate uma punheta para mim, ela tira o pau de dentro e da para Bruna chupar e depois enfia tudo de uma vez no meu rabo. -Vai come ele com força -É pica que vc quer, então toma. Nisso ela começa a enfiar mais rapido e com mais força, socando ate seu saco bater em minha bunda. -Ai espera, come ele de quatro. Fernanda tira o pau e com violencia me coloca na posição, aquilo tudo de estar sendo usado, de não ter mais o controle da foda estava me deixando louco, ela enfiava em mim e eu já queria mais, enpurrava minha bunda contra seu pau e rebolava. Bruna entrou em baixo de mim e começou a me chupar, eu não queria gozar para prolongar aquele prazer, Fernanda socava com força e senti quando seu pau começou a inchar e gozamos os dois juntos, não agunetei e cai de lado na cama, Fernanda ainda veio com o pau na minha boca: -Vai seu gostoso, limpa todo meu pau. Bruna limpa o meu e depois veio me dar um beijo delicioso. Foi dificil depois disso tudo ter que levantar e levar Fernanda em casa, de volta por causa do tesão ainda comi o rabo de Bruna novamente que confessou ter adorado tudo aquilo, fiquei meio encanado por ela poder me achar viado, mas ela disse que isso não significava nada e que me amava ainda mais. depois ficamos bem amigos de Fernanda e ainda rolou muita putaria.

Dando no Carnaval Para Três Pauzudos

No carnaval do ano passado em um grande bloco na região da Bela Vista, fui beijada por um rapaz maravilhoso que logo me convidou para ir ao apê dele que ficava ali perto, claro que aceitei o convite. Quando estávamos chegando no prédio onde ele morava ele me perguntou se não haveria problema em chamar mais 2 amigos para nossa festinha. Mais uma vez não me fiz de rogada e concordei.

Minha Esposa sendo fudida por dois

Estava de viagem ao RJ na qual a previsão era ficar por lá duas semanas para resolver alguns problemas pessoais, porém consegui resolver esses problemas em uma semana, minha esposa estava impaciente para minha volta, porém não avisei nada a ela que já tinha resolvido tudo então peguei meu carro e fiz a viagem de retorno para outro estado onde resido com o intuito de fazer uma surpresa para minha linda esposinha, após uma longa viagem ao entrar na rua onde moro notei a moto de um amigo nosso parada em frente a nossa casa até ai tudo bem, pois esse amigo é bem chegado a nós, mas fiquei com a pulga atrás da orelha, pois eu iria ficar fora por uns dias, estacionei o carro e fui entrando em casa bem devagar sem fazer barulho logo no corredor já vejo uma peça de roupa atirada no chão e escuto alguns gemidos… entendi na hora o que tava acontecendo e fiquei meio bolado.

Minha Primeira vez com Raul

Me chamo Lucas, hoje tenho 32 anos. Sou moreno claro, tenho 184 de alt,95kg,olhos e cabelos castanhos, o que ire relatar aqui aconteceu quando eu era adolescente tinha meus 17 anos.

O Porteiro

Meu nome é Pedro e tenho 23 anos, mas este fato aconteceu ano passado, quando eu tinha 22. Moro com minha mãe em um apê aqui no RJ já faz uns 5 anos, desde quando meus pais se separaram. Como já estamos há um tempo aqui, acabei pegando amizade com todos os porteiros daqui.

Ela foi meu presente de aniversário

Se tem uma coisa ruim em se fazer aniversário no começo ou no final do mês é que normalmente é o período que estamos mais zerados em se tratando de grana. No começo desse mês eu completei mais um ano de vida e como nos demais anos, a carteira estava vazia e não tinha a possibilidade de fazer nada para comemorar no final de semana que estava próximo. As mensagens de felicitações apareciam o tempo todo via e-mail e demais aplicativos de conversa que utilizo das amizades que fiz no decorrer dos tempos e junto, vinham os convites para sair, beber, festejar e tudo aquilo que estava impossibilitado de fazer. Quem me conhece mais de perto sabe que tenho uma enorme resistência em aceitar que me paguem as coisas ou sair de casa completamente sem dinheiro, rejeitei todos os convites, prometendo que no outro final de semana compensaria a todos e sairíamos para comemorar juntos!

Se descobrindo uma putinha – Parte 3

Vamos a terceira parte e a maior delas, na quinta-feira à noite quando chegou em casa Pedro me agarrou loucamente fizemos um sexo delicioso depois entre risos ele contou tudo que leu no grupo que não exclui do celular dele e também chamou minha atenção por ter feito arte com colegas de trabalho dele Pedro também ficou incrédulo se Claudio acreditaria que teria mesmo feito aquilo mas que na sexta-feira como estaria com ele de manhã na empresa deixaria o telefone perto sem bloqueio para que se o Claudio mexesse visse sem senha e endossasse minha arte também disse que tinha aprontado para mim eu tentei de todas as formas descobrir o que ele tinha aprontado mas ele não contou por nada só ria e

Uma fantasia do marido do casal bi tímido

Olá, amigos, estou aqui para contar mais uma fantasia, mas desta vez é minha, apesar de saber que é algo que a excita muito. Novamente, somos um casal maduro, 45 anos, pessoas normais, não somos super em nada. Para saber um pouco mais sobre nós e nossas fantasias, sugiro ler nossos contos anteriores.

Comi a amiga da minha mãe

Olá gente, me chamo Paulo, hoje tenho 21 anos e vou contar uma história que aconteceu comigo em 2009 quando eu tinha 19 anos. Moramos minha mãe e eu, sozinhos, num apartamento na Barra da Tijuca no Rio de Janeiro, meus pais se separaram quando eu tenha 5 anos de idade, por isso moro só com minha mãe. Bom, minha mãe tinha 43 anos na época, tem um corpaço, freqüenta muito academia e curte sair a noite, dançar, beber, por isso tem muitas amigas do mesmo perfil, caso da Cristina que é a personagem principal deste fato que ocorreu comigo e que foi muito bom. Era domingo, sou flamenguista roxo, o Flamengo jogaria a ultima partida de brasileirão daquele ano, contra o grêmio, se vencesse, e venceu, seria campeão, fui para o maraca com os amigos e depois saímos para comemorar, ficamos até umas 4 e meia da madruga zoando e comemorando, fiquei meio alegre por causa da bebida, mas não estava bêbado, tava tranqüilo. No mesmo dia, minha mãe foi a uma festa de uma amiga, aqui na barra mesmo, e como Cristina morava um pouco longe minha mãe falou para ela dormir La em casa. Assim que chegaram minha mãe tomou um banho e logo apagou em seu quarto, Cristina e eu ficamos conversando um pouco na cozinha, nem vimos a hora passar, eu estava conversando com ela mas não conseguia tirar os olhos daqueles peitos lindos, ficava sem graça pq Cristina percebeu várias vezes que eu estava olhando, mas eu tava louco naqueles peitos, ela tava com um vestido preto de festa, não era muito curto, mas o decote era sensacional, juntava aqueles peitos grandes com uma marquinha de biquíni que me deixava maluco, aquela loira era maravilhosa, 45 anos, baixinha, com um peitao lindo, um par de coxas grossas e um pezinho(sou louco por pés) num salto alto, com unhas francesinhas, fiquei realmente louco. Bom, voltando a história, já eram 6 da manhã Cristina disse que queria tomar um banho e dormir e disse que não tinha levado roupa pra dormir, pediu que eu entrasse no quarto da minha mãe e pegasse alguma roupa para ela enquanto ela tomava banho, assim fiz, ela foi para o banheiro e eu fui até o closet da minha mãe pegar algo pra ela vestir, lógico, percebi que era minha chance de ver aquela mulher deliciosa com uma roupinha muito curta, peguei um shortinho curtíssimo de um tecido levinho, tipo seda, sei La, e uma blusinha no mesmo material, que deixava a barriga de fora e tinha um leve decote, conjuntinho de dormir mesmo, típico. Feito isso, fui até o banheiro, bati na porta e disse para Cristina que estava com a roupa que iria deixar pendurada na maçaneta, ela disse que não, que a porta estava aberta e eu podia entrar para deixar a roupa dentro do banheiro, fiz isso, quando entrei fique DOIDO, vi uma loira deliciosa dentro do Box, com aqueles peitos lindos, biquinho rosinha, e uma bocetinha com um moicaninho que me deixou de pau duro na mesma hora, ela percebeu meu estado, e me olhou com uma cara de puta e perguntou: – oq que foi ? nunca viu uma mulher pelada Paulinho ? fala sério – com um sorriso sínico no roto – já vi algumas, mas uma dessas é a primeira vez Cristina riu e me mandou trancar a porta do banheiro, fiz na mesma hora, ela abriu o blindex e me chamou com os dedos, entrei de roupa e tudo, nem percebi que estava vestido, ela me empurrou na parede e me beijou durante uns dois minutos com a água caindo sobre nós, parou e me disse: – Você acha que eu não percebi você olhando pros meus peitos o tempo todo seu garoto abusado ? hahahhaha – eu sei que você percebeu, mas eu não conseguia parar de olhar pra eles – e agora ? vai ficar só olhando ? Na mesma hora agarrei aqueles peitos lindos, eu mamava naqueles biquinhos rosados como se fosse uma criança recém nascida, estava maluco de tesão, meu pau tava quase rasgando a bermuda. Cristina agarrou meu pau e começou a bater uma punheta frenética, batia muito forte no meu pau, tava uma delícia, mas de repente puxou meu cabelo com força e tirou minha cara daquels peitões e disse: – Adoro um bebezinho gostoso assim mamando nos meu peitos, mas agora eu que vou mamar um pouquinho. Abaixou e caiu de oca no meu pau, que boquete foi aquele, eu nunca tinha transado com uma mulher tão mais velha, fiquei maluco, ela me chupava tão gostoso, lambia minhas bolas, batia com meu pau na cara, cuspia nele, tão gostoso que eu não agüentei, gozei muito na cara e na boca dela, nunca tinha gozado daquele jeito, foi uma delícia. Quando gozei, Cristina me olhou, ainda de joelhos, com a cara cheia de porra e disse: – O bebezinho não agüentou, foi ? pode agüentando que eu não to correndo o risco de perder a amiga só por isso não, quero meter, e quero meter muito. Ela se levantou, limpou o rosto, se secou, me secou todo, e falou: – Me leva pro seu quarto, bebezinho Saímos do banheiro, pelados, como se não tivesse ninguém em casa, minha mãe estava ali do lado, apagadassa, mas fomos. Chegando no quarto, Cristina deitou de barriga pra cima com as pernas abertas e me olhou com uma cara que dizia tudo, mergulhei naquele bocetinha, chupei de um jeito que nunca tinha chupado, como se fosse a melhor coisa do mundo, e realmente era, chupei muito! rapidinho meu pau já estava igual uma pedra denovo, fiquei de joelhos em frente a ela, puxei um dos pezinhos e comecei a chupar, lambia cada dedinho, lambia as solinhas, Cristina, com sua carinha de puta, esfrega o outro pé na minha pica, como que me punhetando, adooro isso, fiquei maluco, Ela percebeu, virou, ficou de quatro e falou: – Vem bebê, vem meter na titia, vem Meti naquela boceta com tanta vontade que ela deu um gritinho, na hora nem pensei, meti sem camisinha mesmo, socava com tanta vontade, puxava seu cabelo, batia naquela bunda deliciosa, tava maravilhoso. Depois de um tempo naquela posição, pedi para Cristina vir por cima, queria ver aqueles peitos balançando, ela veio, quicou como uma cachorra, deitava em cima de mim e esfregava aqueles peitos lindos na minha cara, batia muito na minha cara, me chamava de bebezinho, depois pediu: – Vem comer a titia de ladinho, vem bebezinho Fui igualzinho ela mandou, tava uma delícia, metia de ladinho, ela virava a cabecinha e eu metia e chupava aquela linguinha gostosa, transamos por uns 50 minutos quase, eu não tava mais agüentando, ela já havia gozado duas vezes, falei que iria gozar, ela na mesma hora tirou meu pau e disse: -Veeem bebê, goza nos peitões da titia, eu sei que você adora, dá leitinho bebezinho. Enchi aqueles peitos de porra, gozei muito, bem grosso, ela esfregou a porra por todo os seus peitos e depois me olhou com cara de safada e lambeu as mãos e os dedos para sugar todo meu leite, deu um beijo na cabeça do meu pau e disse: – Boa noite bebezinho, vou tomar um banho de verdade agora e vou mimir, aliás, já passou da hora do bebe dormir também. Isso aconteceu de verdade, adoro ler contos e resolvi publicar a minha história, a mulher que quiser me conhecer é só me add no MSN, tenho 21 anos hoje, sou sarado, cabelo raspado preto, olhos castanhos claro, sou bem dotado, tenho webcam pra vc conferir tudo isso. MSN é [email protected], as vezes da problema e os convites não chegam, por isso, entre no meu Orkut com esse mesmo e-mail e me mande o seu MSN, ou deixe por aqui nos comentários. Espero que tenham curtido. Beijão

Meu chefe virou putinha

Me chamo Paulo, e vou tentar contar com os detalhes a minha melhor transa.

Comendo a mulher do policial !

Vou contar a vocês como passei a comer a mulher de um policial. Eu estava aguardando para marcar uma consulta médica para minha filha e na fila percebi a minha frente uma mulher aparentando uns 25 anos, e comecei a apreciá-la. Percebi que ela aos poucos se mostrava indignada, foi quando notei que atrás de nós alguns rapazes falavam mal de policiais. Então vi a oportunidade de me puxar assunto.

Dando Para 3 Safados No Carnaval

No carnaval do ano passado em um grande bloco na região da Bela Vista, fui beijada por um rapaz maravilhoso que logo me convidou para ir ao apê dele que ficava ali perto, claro que aceitei o convite. Quando estávamos chegando no prédio onde ele morava ele me perguntou se não haveria problema em chamar mais 2 amigos para nossa festinha. Mais uma vez não me fiz de rogada e concordei.

Comi a Mulher do Sócio do Meu Pai

Oi, meu nome é Gean(Fictício) 26 Anos atualmente, sou um moreno de 1.83M Tenho belos traços, a famosa mistura da mãe loira, com o negão! hahah enfim…

Primeira vez no motel dando o cuzinho

Vim aqui relatar tudo de gostoso que rolou na primeira vez que eu fui no motel. Hoje tenho 20 anos, mas na época eu só tinha 18.

De Esposa Crente e Comportada e á uma Putinha safada

O Fato que vou contar agora já aconteceu a alguns meses, mais revela e muito como passei a gostar de descobrir a verdadeira mulher(desejo, vontade sem medo de repreensão ou qualquer coisa do genero) que existe dentro de cada uma, a propósito me chamo Ricardo, 1,79, 85kg, pika grossa, com veias saltando,,, vamos ao que interessa….

Meu marido me flagrou dando a boceta

Olá a todos, meu nome é Mariana e esta é continuação da história “esposa dando o cuzinho pra outros”… Quando eu casei passei a desconfiar que tivesse um corno manso e acabei dando a boceta pra outros, porém eu tinha medo de contar, mas depois que passei a dar no prédio onde morava vi que eu estava perdendo tempo e meu marido não sabendo que a esposa rebola pra outro tudo bem. Mas acontece que me mudei pra uma casa longe do prédio e apesar das indiretas ele nem desconfia, então é claro vou continuar dando pra outros.

Fui passivo de 16 num Gangbang

Me Chamo Felipe, tenho 33 anos, 1.72m, 73kg, malhado, barba por fazer, jeito de homem e o plus, sou extremamente submisso. Minha realização e tesão está em satisfazer ativos safados e sacanas que metem sem dó, piedade e de forma bem sacana.

Fui dominada e abusada

Me chamo Alice, 23 anos mulata, 1,63m 62kg seios médios durinhos, coxas grossas e bumbum grande.

Me descobri corno dentro da minha propria casa

Ola somos um casal de Camboriú SC,somos nos,ela loira olhos verdes 171 de altura 52 kg uma linda gaucha,eu moreno claro 180 de altura 90 kg.