pediu pra comer o cu

Minha namorada pediu pra eu comer o cuzinho dela

Tínhamos marcado de nos encontrar as 19:30h, logo depois de eu sair do trabalho

A coroa pediu uma pizza e ganho uma rola

Bem vamos ao que importa , meu nome e renato moro no rio de janeiro tenho 22 anos ,tenho um 1 , 80 sou moto boy trabalho em uma pizzaria na zona sul do rio de janeiro apesar de trabalha na pizzaria ternho corpo ate legal me lembro que quando começe a trabalha nesse ramo engordei a vera eu tinha 80 kilos passei a pesa 93 kilos mais com muita malhação e muita corrida na praia voltei a pesa 82 kilos.

Meu marido descuidou, virou corno

Sou Carla, mulher de 36 anos tipo atraente e bonita, em forma, profissionalmente satisfeita, adoro sexo em todas as suas possibilidades e sempre havia sido fiel ao meu marido. Até há algum tempo ele nunca houvera dado motivos para trai-lo ou desejar ter outro homem. Sou multiorgásmica, sempre fui assim desde a adolescência, namorei muitos rapazes e sempre exigi o máximo em nossas transas, máximo em qualidade – que na juventude não era tão boa – mas, principalmente em quantidade. Quando conheci meu marido, o Ailton, me apaixonei de cara e tivemos uma relação plena durante namoro, noivado e grande parte de nosso casamento. Mesmo durante a faculdade e o período de residência (fizemos medicina) estávamos sempre prontos um para o outro. Hoje estamos formados, exercendo nossa profissão e juntos há 16 anos.

Puta a pedido do Corno em Curitiba

Faz algum tempo que não publicava minhas aventuras, nem sempre os casais ou casadas desejam que que escrevam o que aconteceu, mas este especificamente a esposa me pediu e fez questão que eu escrevesse.

A Corretora Casada e Fiel Foi Mostra os Imóveis, e eu Mostrei Outra Coisa Pra Ela

Estava a trabalho no Rio, aproveitei para ver alguns locais para locação, quem me atendeu e ficou de mostrar imoveis era Aline, cabelo longo bem cuidado e bronzeada, no primeiro dia estava com vestido longo, mais que mostrava um belo corpo, e uma boca que parecia bem provocante..mais bem parecia bem comportada.. rs

Arrombando o cuzinho da cunhada

Olá Sras. e Srs, tudo bem com vocês? Primeiramente, gostaria de agradecer a quantidade e-mail enviadas por leitores elogiando meus contos, fazendo perguntas ou até mesmo enviando fotos de suas aventuras (não publicarei os nomes aqui por respeitar o pedido de sigilo). Muito obrigado! Conforme pedido, segue mais uma historinha vivida com a minha ex-cunhada, com quem curti muitos bons momentos. Sou um cara que adora ver filmes e videos pornôs e muita coisa que vejo ali, procuro fazer com minhas parceiras. Certa vez, vi um video que me deixou maluco…rs. Pra variar, a historinha não fazia sentido nenhum, aliás, pra que historinha, não é? Duas amigas estavam sentadas em uma banqueta, na frente de um bar, uma delas com uma saia tao curta que sua bunda ficava a mostra! Um cara estava observando ao longe a conversa e

Tentação, Difícil ver, tocar e não comer

Podem me chamar de Cacau, tenho hoje 25 anos, na época eu tinha apenas 19, minha irmã que vou chama-la de Lilian, tinha acabado de fazer 18 anos, eu tenho 1.76, olhos castanhos, cabelos curtos, nada de anormal e lindo no meu corpo, ao contrário da minha irmã, Lilian despontava os olhares gulosos de muitos dos meus amigos, eu nunca antes do ocorrido, nunca tive maldade apesar de vê-la quase sem roupas, isso mudou num final de semana quando estávamos sozinhos em casa, aos 17 ela já saia com amigas, bebia e chegava tarde, meus pais achavam que ela nem era mais virgem, eu e Lilian

Prazeres de uma viagem

Sempre gostei de viajar para lugares afastados dessa minha vida que tenho aqui,

Era para comer mas fui comido

Sempre tive tesão por travestis desde o primeiro vídeo que assisti. Aquela voz rouca somada àquele jeito único de se comportar e a forma provocante de olhar sempre me deixam de pau duro. Rabo grande, liso, que aguenta a pressão e um pau pra brincar. Resumindo, acho que bonecas desse tipo foram feitas pra gente brincar com carinho e cuidado. Só que é muito difícil de encontrar com uma. Via muito em anúncios de jornal e aquelas descrições rápidas já me deixavam imaginando coisas.

Os Pedreiros me comeram gostoso

ESTAVAM REFORMANDO A CASA DE MINHA VÓ, E EU SEMPRE IRIA PRA LÁ PRA AJUDAR ELA NOS AFAZERES MAIS PESADO, MAS UMA DIA MINHA AVÓ FOI FAZER UM EXAME EM RIO PRETO FIQUEI RESPONSÁVEL PELA CASA E PEDREIROS.

O cuzinho da prima lésbica

Quem nunca focou no rabão da prima gostosa?? Ana era filha do meu tio Gerson, que constantemente frequenta minha casa por ser um irmão bem chegado do meu pai, e Ana a acompanhava em todos os momentos. Nós duas não passávamos tanto tempo juntas, eu ficava na minha, preferia comer ela com os olhos, com as roupas que ela usava, me dava tanto tesão que as vezes não aguentava, e tinha que correr pro banheiro pra bater aquela siririca.

Dois machos pra mim – Parte 1

Claudião, meu novo maridão, me esperava com um jantar simples, e com uma proposta: que tal se convidava o Bruno ?

Pra matar a curiosidade dei gostoso pro meu Avô Tarado

Ola pessoal meu nome é Sonia, mas todos me chamam de Soninha safadinha, tenho 21 aninhos sou baixinha tenho 1,65 com 56 kg, sou moreninha com cabelos pretos compridos até aos ombros, tenho seios médios e bumbum grande, minhas coxas são bem grossa sendo a parte que mais gosto em meu corpo.

Vinguei da minha madrasta e dei meu cuzinho pro meu papai roludo

Olá pessoal me chamo gaby tenho 22 anos, morena clara, 1,68 de altura, cabelos ondulados sempre tive um corpo escultural, tenho um pouco de vergonha. Mais vou tentar descrever com veracidade o que aconteceu comigo a uns 11 anos atrás.

Fui comer e acabei viciado em dar

Sou prestador de serviços e enacminhado para atender empresas

Comendo o rabo da minha cunhada safada

Me chamo Willian , tenho 32 anos e 1, 90m de altura e sou um homem grande em todos os sentidos rsrs. Sou casado a 3 anos com Elaine, 35 anos e seios fartos, e temos uma vida sexual bastante ativa. Minha esposa tem uma família bem grande com muitos irmãos e uma irmã que sempre tive vontade de foder desde a época que namorávamos, pois minha esposa caiu na besteira um dia bêbada, de me dizer que a irmã dela adorava dar o cuzinho. O nome da minha cunhada é Maria, ela tem 37 anos, 1, 70m, seios turbinados e uma bunda bem durinha. Ela casada com o Jorge, um cara bem legal, e eles tem 4 filhos. Sempre fiquei imaginando que o fato deles terem 4 filhos e de ela adora dar o cu que a Maria devia ser uma mulher muito fogosa e tarada. Sempre vamos na casa da minha cunhada e sempre que estou por lá eu fico secando aquele rabo gostoso dela e muita das vezes percebo que a vadia esta sem calcinha, um tesão só. Minha cunhada e minha esposa são muito ligadas e conversam quase que diariamente pelo telefone e eu que não sou besta muita das vezes finjo que estou dormindo e fico só escutando a conversa das duas. Certa vez percebi que a conversa tomou um rumo diferente e achei aquilo extremamente interessante. Minha cunhada estava contando a minha esposa que um antigo

Me fingi de bêbado para comer mãe

Ola me chamo Walisson, moro com meus pais e uma freira minha mãe se chama Vilma, e pra ser sincero e uma coroa em maneira, esse feito que ocorreu foi atualidade.

Minha namorada deu pra mim e para meu melhor amigo

Estavamos em um churrasco com uma galera imensa, a maioria todos casais e o único que estava sozinho era meu amigo Welton. Como ele tinha acabado de terminar um noivado de anos, ele estava meio triste dai minha namorada que se chama Elaine, teve a idéia de ligar para uma amiga dela para vir ao churrasco e conhecer Welton. Ai passado alguns minutos Eliane estava na festa trazida, pelo pai dela. Ai Welton e Eliane acabaram ficando juntos e no fim do churrasco com todos já bem alcolizados, Eliane pediu para levarmos ela embora, mas tinhamos q ir juntos, pois ela ñ poderia chegar sozinha com Welton em sua casa. Ai como eu queria ficar bebendo mais um pouco, deixei Elaine ir junto com os dois, pois

Virei corno em Curitiba

Chamo-me Alex, moro em Curitiba, sou moreno claro, 1,89m, 92 kg e 19 cm. Através de outros contos tenho oportunidade de conhecer casais, casadas e solteiras em busca de realizar suas fantasias, sempre com sigilo, educação e descrição para não comprometer ninguém.

Realizando minha maior fantasia…dar pra muitos

Sempre quis transar c muitos homens ao mesmo tempo, mas nunca pensei q realizaria essa fantasia ate que um dia….

Cdzinha dando pra dois da faculdade

Meu nome é Léo, tenho 25 anos, sou gay assumido e adoro ser cdzinha, o conto que vou relatar foi quando eu estava na faculdade, tinha 19 anos, estudava em outra cidade, então morava sozinho numa casa de aluguel, amava isso, pois podia me produzir, levar vários macho pra lá, fazer uns showzinhos no Skype rs, eu sempre ia “normal” pra faculdade, porém ia de calcinha por baixo, tinha pouquíssimas cuecas, todos sabiam que eu era gay porém não sabia que eu era CD, até que uma sexta, peguei o ônibus pra voltar pra casa e vi que entrou dois meninos da faculdade, não conhecia, porém sempre via no ponto, como o ônibus tava cheio, fiquei entre os dois, um atrás e o outro na frente, eles estavam com shorts sem cueca, dava pra ver o volume maravilhoso, o que estava atrás começou a dar umas leves encoxadas e eu provocava mais, até que ele me encoxou bem e pegou na minha cintura, ali eu percebi a intenção dele, dei uma leve abaixada na calça e uma

Coroa come uma novinha na praia

Felipe, engenheiro civil, casado, papai de 2 adolescentes, estando no afastamento da família, na praia do Guarujá, como não viu nenhum automóvel na garage, por sentir-se fora da estação, achou que não havia ninguém nos apartamentos acima e abaixo do seu, e se pôs realizar alguns serviços importantes, removendo alguns material, mesas, sofás e fixando alguns quadros nas paredes usando uma furadeira, no momento em que escutou batidas no abrigo de tok, tok, tok vindos do afastamento acima do seu. Logo após o interfone tocou e ele pode escutar uma voz feminina bastante adamado advento do outro lado, avisando-o de que ele não aparecia sem companhia e que aparecia fazendo bastante agitação e se podia corporificar o trabalho mais tarde. Desculpas pedidas, Felipe, combinou acabar o serviço em outra momento no qual ela não estivesse no afastamento. 2 dias em seguida, por acaso ou aprimorado do destino, já com os serviços realizados, os deuses resolveram presenteá-lo, cruzando o seu caminho com a moradora do afastamento acima do seu. Ao abrir a acesso do ascensor, Felipe deu de cara com uma aprazível jovem de dezoito anos, indo para a praia de boina grande sobre a cabeça, óculos escuros, com a parte de cima do biquíni alaranjado, modelando perfeitamente seus pequenos seios e a parte de baixo abafado pela canga similarmente da mesma coloração, com uma alforje na mão, um conserva astro na outra, cadeirinha na mão. Por isso, ele deduziu ser a moradora do afastamento do achar-se de cima e se pôs a exigir desculpas pelo o agitação, etc,etc,etc… logo após, já no saguão do bloco, se prontificou a provocar seus arranjo a praia aproveitando a aberta para conhece-la melhor. Já instalados e acomodados na aria com o conserva astro bem acomodado ela lhe perguntou: Já terminou o seu trabalho? – Efetivamente, já. Agora é apenas abronzar essa praia deliciosa. -Você é de no qual? Sou da agitação oeste de São Paulo e você? – Sou do Morumbi. E a menina, continuou: -Você faz o que dá vida? -Sou engenheiro civil, e foi aí que ele percebeu que ela gostava de abordar, por isso perguntou o que ela fazia sozinha na praia, e a escutou dizendo que havia acabado o treino médio e por duas vezes tentará entrar na aptidão de medicina, porém não abiscoitou sucesso e por isso resolveu levar o ano para estudar e como aparecia cansada resolveu levar uns dias de relaxamento no afastamento dos pais. Perante disso ela início a agiotar de tudo sobre a vida dele e acabou o surpreendendo perguntando: -Casado há bastante tempo? -Não, também não. Estou me dedicando aos pesquisas, já me formei e agora estou fazendo pós-graduação, uma vez que pretendo permitir aulas na aptidão, por causa disso estou aqui para arejar a cabeça… – Você é bem novinha né? Quantos anos? -Dezenove e você? – Tenho 35 anos. Você precisa ter vários garotos aos seus pés…já que é uma criança bastante bonita. -Eu não estilo de garotos mais novos, eles são bobinhos demais, estilo de homens maduros, e com actuação de homem inclusive, que não fique enrolando. Nessa coisa, Lucia, deixou cair o livro que aparecia lendo. Nessa momento, Rafael, ficou abalado visto que se tratava do primeiro volume da terno, Cinquenta Tons de Borralho, da inglesa E. L. James, acontecimento artigo de fundo sem precedentes que conquistou uma az de fãs em volta do mundo, ultrapassando a marca inédita de 40 milhões de exemplares vendidos por todo o mundo. No Brasil, mais de 900 mil livros foram comercializados em 80 dias, uma média de 468 exemplares por momento. -Sério? Ama homens mais velhos? -Geralmente efetivamente, porém na realidade, para mim o que importa é a cabeça do homem, não a idade, é que na maior parte dos garotos, a idade faz efetivamente a diferença, porém não é uma arquétipo. -Já ficou com homens bastante mais velhos que você? -Claro! Já fiquei com um homem de trinta e oito, com um de quarenta e 2, um de quarenta e nove… Nossa!!!-Estou abalado com você viu! E segurando o livro nas mãos continuou dizendo: uma menina mente aberta, que conversa bem, bonita e que ama bibliografia erótica. -Obrigado…você similarmente é bastante charmoso. Você similarmente curte este forma de gênero literário? Ela disse isto olhando-o com uma cara de safadinha, um olhar de tarada e com certeza aparecia com a buceta fervendo. – Não apenas estilo de ler, porém assim como também escrevo contos eróticos e publico-os em sites especializados. Ah é? Pode me mudar o direção do site? –Passo efetivamente. Rafael já aparecia de pau difícil e tentava de qualquer forma acobertar, porém a garotinha queria deixá-lo mais excitado também: -Nossa, olha aqui, já me queimei um tanto… Disse isto puxando a parte de cima do biquini para ele analisar a diferença na pele, aproximadamente que acusando os bicos de seus peitos…meu deus que menina dos infernos, pensou Rafael. E em seguida, mostrou a parte de baixo: -Olha aqui… E puxou a parte de cima da xoxotinha para baixo, similarmente aproximadamente acusando os pelos pubianos, aí ele não aguentou: -Deixa eu analisar mais…abaixa mais um pouquinho vai, quero analisar, e passou a mão em sua barriguinha e ela deixou ele alisá-la. Em seguida ele perguntou se ela não queria sair dali e dirigir-se para o seu afastamento acessar o site dos contos eróticos, ela disse que não, uma vez que seus pais estavam para alcançar para lhe realizar uma visitinha e que iriam ainda que também no inclusive dia e, então, a noite ele poderia ir em seu afastamento, após a saída dos pais. Trocaram o algarismo dos celulares e Felipe, mal poderia acreditar até de noite, foi permitir um afundamento para acobertar o tesao e a impaciência. À noite chegou e meio aflito ele foi no afastamento da menina que também aparecia de biquíni, o recebeu com beijinhos no anverso. Por isso ele disse: -Você é bastante afrodisíaco, possui um modo de garotinha bagunçado com mulher. Efetivamente por causa disso sou uma ninfeta não é inclusive? Rafael se aproximou e colocou a mão na parte de baixo do biquíni que ela usava abaixando-o aos poucos até que apareceu os pelos da xoxotinha dela, pelos loirinhos, uma alienação. Ela deitou-se no sofá já toda oferecida, e ele tirou todo o seu aparência de praia e começou chupando os bicos rosadinhos dos seus seios, uma maravilha…uma criança safadinha que queria deixa-lo adoidado de agradar. Rafael desceu até a buceta e a chupou bem bom enfiando a dialeto dentro daquela piriquita apertadinha, e é evidente, ela não era cabaço, porém ele queria chupá-la bastante. Depressa tirou seu pau para fora e sem camisa-de-vênus introduziu aos poucos seu bimba até a portinha de ouro, enfiou devagarzinho, uma vez que queria senti-lo entrando naquela buceta novinha…foi no momento em que ela o surpreendeu dizendo: -Gosta de alimentar-se uma novinha né…ama trepar com uma mulher mais nova? Que possui idade para ser sua filha né? Nessa coisa ele já tinha enfiado meio da pica lhe. -Claro que eu estilo, estilo de alimentar-se uma garotinha aproximado você, gostosinha e abundância de fogo na buceta. Nessa coisa penetrou-a e comeu-a no pai e mamãe e em seguida ela ficou de quatro, sem que ele precisasse exigir…e ele socou a vara com violência e desta vez a ouviu delirando… e ele disse: -E você ama um coroa né? E bombando mais acelerado… -Gosta de um homem casado e adestrado te consumindo todinha, não é inclusive? –Aiiii, eu adoro isto, um coroa, mete mais bom…vai fode minha bucetinha que está fervendo querendo achincalhar vai… Rafael a tirou achincalhar em sua rola e em seguida, na momento que ele ia esporrar, tirou e gozou na sua assento deliciosa. Depressa foi tomar um banho e puxou-a para baixo do chuva similarmente…mais uma vez chupou inteirinha aquela bucetinha… não se cansava de chupar e abalançar-se a rola, e ficaram na maior putaria ao longo horas, deixando a xoxota assada de tanto foder, e no final no momento em que ele apa
recia já querendo ir ainda que…querendo não né…ele tinha que ir, deu desejo outra vez e tirou a rola e colocou próximo de sua boca, ela não pensou duas vezes e abocanhou-o chupando bastante o cacete, as bolas, e ele socava forte até na sua garganta, colocava o bimba inteirinho dentro de sua boca, e bombava, segurando-a pelo cabelo, chamando-a de cachorra, putinha safada, querendo esporrar na sua boquinha para o serviço ficar completo e ela lambendo…até que esporrou, lambuzando o seu anverso todo com o seu leitinho. Naquela noite Rafael ficou abatido de tanto fazer sexo com aquela criança novinha e no dia posterior dormiu até meio dia. À noite, foi a vez dela lhe realizar uma visitinha em seu afastamento. Aparecia atraente, cheirosa, de banho adotado, com uma sainha blue jeans e blusinha. Rafael lhe ofereceu um vinhozinho e ela disse que adorava. Por isso serviu uma caneco e ela tomou. Gostou e começaram a abordar e ingerir mais enquanto assistiam um filme de amor com algumas cenas bem picantes, adotado a aptidão. Em seguida que o casal do filme tinha transado, Rafael olhou para ela e viu que sua respiração aparecia forte. Ela o olhou e disse que o filme era bastante bom e que tinha ficado “emocionada”. Pediu para ele aplicar a mão no seu tórax para analisar seu coração e pegou a mão e colocou lá. Se olharam nos olhos e ele foi para cima dela e deu-lhe um adorável em sua boca, no que ela similarmente retribuiu. Com a mão também no seu tórax ele começou a pegar nos seus seios durinhos e ela a mudar a mão em sua coxa próximo do seu afiliado, absoluto como ferro. Vendo que aparecia sem corpete, foi logo tirando sua blusa e observou seus seios pularem em sua frente e se pôs a apalpá-los, mamá-los, chupá-los, com ela deitadinha no sofá. Como uma bebedeira no calor ela geme bom e pede para não acabar. Ao inclusive tempo Rafael com a mão abaixa sua fora e vê que sua calcinha já está encharcada. Tirou a fora deixando-a apenas com a calcinha que era uma tanguinha atraente e continuou chupando seus seios deliciosos, lambendo os biquinhos e mordendo-os de rápido. Em seguida disso, foi descendo até alcançar na sua bucetinha. Passou a mão por cima da calcinha e a tirou e viu que a bucetinha, raspadinha, sem nenhum pelinho, também aparecia meio assada, automático da foda da noite antecedente. Rafael abriu suas perninhas e caiu de boca naquela xoxotinha atraente. Hummmm… que delicia que aparecia. Bastante cheirosa e gostosa. Toda molhadinha e ela passava a dialeto lhe todinha e a chupava bom, arrancando gemidos. Ela delirava de atração e não se aguentou bastante gozando em poucos minutos na boca dele que sorvia o seu melzinho com bastante agradar. Sem necessitar aconselhar, ela ficou de 4 com a bundinha bem empinadinha, em uma nítida apresentação de que queria provocar rola no cuzinho. Rafael cai de boca e inicia a beijar toda sua assento atraente. Abre e vê seu cuzinho rosinha piscando para ele, implorando para ser carcomido, devorado, dilacerado. Com toda a experiência de um homem adulto, ele passa a linguinha no abertura e ela se delira de agradar falando que aparecia adorando aquela coisa tudo. Ele chupa mais um tanto e não aguentando mais aponta a cabecinha do pau para o cuzinho e vai empurrando para dentro da sua bucetinha molhada. O cacete já sabia o caminho e vai entrando devagarinho sem defensão até abandonar as bolas na assento com ela gemendo alto e ele bombando, cada vez mais acelerado, enquanto a ouve gemer de atração. Em seguida dessa preliminar ele atilho o pau da xaninha toda lambuzada e bota na entradinha do cuzinho e vai empurrando e como ela está bastante excitada e relaxada ele vai entrando. Ela faz carinha de dor, porém não pede para acabar. Adestrado, ele mete lentamente até as bolas. Descansa um tempinho e inicia a bombar de novo de rápido. Ela vai gostando da foda e inicia a rebolar de novo. Não atraso bastante aparecia metendo bom no cuzinho dela e ela pedindo para abalançar-se mais acelerado que iria achincalhar. Ele falou que similarmente já aparecia chegando, por isso ela pediu para gozarem

Comi minha cunhadinha safada

Há mais ou menos 1 ano, meu irmão caçula começou a namorar. É claro que eu sempre dei muito apoio ao relacionamento dos dois, até porque ela é uma gata! Mas é aí que começa o problema…

Meu cunhado me comeu

Vou usar nomes fictícios para preservar a identidade dos envolvidos, afinal se trata de uma história real.