mulher lambe cu de homem

Me descobrindo lésbica com minha filha safada

Oi gente, meu nome é Melissa e hoje vou narrar uma experiência que aconteceu com uma conhecida minha que tem muita timidez para escrever e conversar sobre o fato ocorrido. É minha primeira vez escrevendo aqui,

Puta de todos, liberei geral! Agora não tem volta – Parte final

Me perdoem pela demora em escrever o final mas foram dias corridos após o carnaval com muitas aventuras que conterei aos poucos depois, então na primeira semana de fevereiro nós fomos embora porem voltaríamos duas semanas depois para o carnaval, eu estava o mês todo fora de casa mas ela estava impecável, tenho uma auxiliar que me ajuda nos afazeres de casa que é maravilhosa que apesar da idade avançada ela não deixa nada a desejar e aquele mês tinha nos mudado, meu esposo havia se descoberto um corno manso e eu uma putinha, descasamos e terça-feira logo cedo fui para minha caminhada “sem calcinha é claro a pedido dele” e com a tradicional roupa de academia, tudo normal, olhares gulosos de alguns, invejosos de outras dois rapazes que sempre corriam lá se aproximaram para um papo durante a

Homem casado que se sentiu atraído pelo amigo gay da academia

Sou casado tenho 2 filhos e moro em Cuiabá,tenho 45 anos e trabalho como pracista de automóveis,em uma concessionária autorizada,estilo de me cuidar no geral,sou afetado com meu visual e frequento uma academia,já há 3 anos.

Meu marido descuidou, virou corno

Sou Carla, mulher de 36 anos tipo atraente e bonita, em forma, profissionalmente satisfeita, adoro sexo em todas as suas possibilidades e sempre havia sido fiel ao meu marido. Até há algum tempo ele nunca houvera dado motivos para trai-lo ou desejar ter outro homem. Sou multiorgásmica, sempre fui assim desde a adolescência, namorei muitos rapazes e sempre exigi o máximo em nossas transas, máximo em qualidade – que na juventude não era tão boa – mas, principalmente em quantidade. Quando conheci meu marido, o Ailton, me apaixonei de cara e tivemos uma relação plena durante namoro, noivado e grande parte de nosso casamento. Mesmo durante a faculdade e o período de residência (fizemos medicina) estávamos sempre prontos um para o outro. Hoje estamos formados, exercendo nossa profissão e juntos há 16 anos.

Presente de aniversário

Seu moreno! tenho uma esposa maravilhosa,baixinha bunda grande um cusinho apertadinho e uma buceta linda depiladinha não gosta de se exibir mas gosta de me agradar, gostamos muito de praia o que mais gosto da praia é ver ela de biquíni, para enfiar todo o biquíni em sua bunda e ficar deitada para fazer marquinha e para provocar os homens da praia .Sempre quando transamos eu pergunto se ela topa dar para outro na minha frente,percebo que ela fica mais molhadinha e mete com muita mais vontade e me pede para comer seu cuzinho e gozar dentro,ela topa tudo na cama chupa maravilhosamente bem, Vamos ao que interessa o meu sonho sempre foi de ir a uma casa de swing e ver ela trepando com outro na minha frente,no meu aniversário eu pedi de presente a comemoração em uma casa e ela me deu,ela foi com

Dando pro irmão na despedida de solteiro

Maria com 31 anos gostosa, branca, sempre com a bucetinha depilada e os seios médios pontudos, já tinha dados algumas vezes. Então o irmão dela, Carlos ia casar e me convidou pra uma festinha de solteiro. Chegou o dia, fui pra casa dele, cheguei lá, estava o Carlos e mais quatros amigos. Começamos a beber, tinha cerveja, vodka e outras bebidas, ele comprou uns tira gostos. Lá pelas dez da noite já estávamos meios bêbados, quando um colega dele disse não tem uma mulher pra vc Carlos.

Casada loira. Chupei muito na época da faculdade

Esta é uma experiência real.

Puta a pedido do Corno em Curitiba

Faz algum tempo que não publicava minhas aventuras, nem sempre os casais ou casadas desejam que que escrevam o que aconteceu, mas este especificamente a esposa me pediu e fez questão que eu escrevesse.

Mamãe, o amante dela e eu

Quando entraram no restaurante, quem estava lá se admirou com a beleza da curvilínea mulher acompanhada por um senhor e um jovem alto e robusto. Eles se dirigem para a área externa arborizada.

Doces e Desejos

Quando vim morar em São Paulo, logo comecei a trabalhar em uma pequena distribuidora de doces que vendia no atacado e no varejo. Apesar de a empresa ser pequena, a loja era relativamente grande e tinha um deposito de redistribuição que funciona nos fundos. Como eu não tinha profissão definida, minha função era auxiliar geral, e o meu primeiro dia de serviço, junto com mais duas colegas, foi como repositor de mercadorias. As duas meninas eram simpáticas, bonitas e prometiam ser uma boa companhia de trabalho.

Sexo anal é simplesmente demais

Tenho 24 anos e gostaria de contar para vocês minha experiência com o sexo anal. Um dia, conheci Pablo na academia que freqüento à noite. Durante o dia trabalho em um hospital da grande Porto Alegre (sou enfermeira). Pablo é um gato de 1m82 e 94 quilos de muito músculo. É um tipo de homão pra ninguém botar defeito, de cabelos e olhos castanhos, também claros.

Negro arrombando o cu virgem da esposa safada

O que passo a narrar não decorre de uma mente ficcional, pois aconteceu na realidade. Embora o meu casamento de 25 anos estivesse transcorrendo sem grandes problemas conjugais, do ponto de vista sexual, estava frio como a Sibéria. Eu e minha esposa mantínhamos apenas diálogo formal, para consumo da sociedade. Na cama raramente tínhamos qualquer tipo de contato, tal era o desinteresse de ambas as partes. A nossa vida sexual anterior a este período era bastante convencional. Embora praticássemos sexo com alguma frequência, não aconteciam práticas mais ousadas. Oral era o mais convencional possível e anal nem pensar. Era o papai com mamãe com pouquíssimas variações. Apesar de tudo mais imaginei que a minha esposa pudesse me trair. Não me parecia ser o perfil dela. Não apresentava quaisquer traços de uma mulher fogosa e sedenta por sexo.

Aprendendo a Gozar com a Prima Lésbica

Minha primeira experiência lésbica aconteceu quando estava no colegial.

Sendo enrabado pela minha mulher

Ola, sou casado tenho filhos e sou hétero, minha mulher é totalmente careta e nosso sexo é aquele normalzinho e tradicional, mais eu sempre tivi vontade de fazer algo mais. Um determinado dia estava tocando uma punheta quando tive a curiosidade de tocar meu cú, comecei fazendo uma massagem e gostei. Logo depois comecei a colocar o dedo, e depois desse dia sempre repeti. Mais a vontade de ter um prazer mais intenso só foi aumentando, foi quando tive a idéia de fazer inversão de papeis. Procurei nos classificados e achei uma profissional que fazia a inversão. Liguei pra ela e marquei. No dia cheguei lá e ela foi logo espalhando na cama vários consolos para eu escolher. Escolhi um médio que tinha uns 15cm mais ou menos, ai ela colocou a cinta e começou um boquete delicioso, foi chupando meu pau e derepente começou a lamber meu cú, que delicia. Logo e seguida ela pegou um gel lubrificante e espalhou sobre mim, fiquei de quatro e ela começou a meter o consolo no meu cuzinho, foi colocando bem devagar e conforme ia metendo o ritmo ia aumentando. Estava uma delicia, ai pedi para ela me comer de frango assado pois eu queria ver aquele pau de borracha arrombando meu rabo, eu gemia de prazer, estava me sentindo uma vadia, e ela me chamava de puta. Ai ela deitou na cama com aquela rola para cima e eu entendi, fiquei por cima dela e fui sentando naquele mastro. Comecei a cavalgar naquele pau olhando pra ela. Fiquei cavalgando naquele pau por uns 15 minutos quando senti que ia gozar. Foi quando sai e coloquei meu pau na boca dela para gozar, enchi sua boca de porra. Foi uma experiência maravilhosa e sempre que posso eu repito. Adoro dar meu cú para mulheres e se alguma mulher se interessar é só entrar em contato. Moro na grande Vitória-ES. Mais que fique bem claro, só curto mulher, não gosto de homem. [email protected]

Dando gostoso pro pai de minha amiga

Oii tudo bem? Me chamo Angela e o fato que vou contar ocorreu a três anos atrás, na época tinha acabado de me mudar com minha família para uma cidadezinha muito pacata na região de Campinas. A cidade era pequena chamada Cosmópolis, pouco mais de 70 mil habitantes.

Aventuras desonrosas

Eu sou Hélio, tenho 33 anos, solteiro e bem gostoso, trabalho como funcionário público e sou um bon-vivant incorrigível, sou hétero e só tive aqueles famigerados troca-troca na adolescência com um primo mas depois me senti abusado por ele, embora não tenha rolado penetração, só felação e esfregação mesmo, mesmo assim mesmo tendo passado muito tempo não digeri bem aquilo.

Papai enfiou gostoso no meu cuzinho

Essa é mais uma história de incesto que vocês já devem ter lido muito, e como sou louca por esse assunto desde que transei com meu pai, resolvi contar meu relato para vocês e espero que gostem.

Dei minha esposa para o meu amigo no jantar

Eu e minha esposa Claudia somos casados há vários anos. Ela é morena, olhos verdes, corpo tipo “boazuda”, com as curvas nos lugares certos, peso normal para a altura.

A Noiva Gostosa na despedida

Oi, eu sou a Andresa e tenho 28 anos. Sou morena clara peitos grandes e durinhos natural tenho uma bucetinha da forma que todos homens gostam surreal molhadinha e resolvi publicar meu conto aqui, porque vou me casar ano que vem com corninho do meu noivo se você não leu os outros contos não perca tempo corre e ler.

O Inesquecível Aniversário de Minha Esposa Gostosa

Vera completou 30 anos em plena sexta-feira. Como todo bom marido, apesar de me policiar para não deixar passar em branco, só quando cheguei em casa me dei conta que não comprara nenhum presente para minha amada.

Vingança de um Esposa traída

João estava casado com Mara há vários anos e sua relação ia muito bem. Ela tinha 32 anos e tinha cabelo castanho escuro longo e liso, olhos castanhos, pele branca e um rosto bem bonito. Tinha as pernas bem torneadas e seios médios. Cuidava bem do corpo e em geral se vestia discretamente. sempre tinha sido fiel a ele e nunca tinham tido maiores problemas. Até que, um dia, Mara descobriu através de amigos que o seu marido a tinha traído com outra mulher. Eles tiveram várias discussões, estava furiosa e decidida a não perdoá-lo, apesar de que ele lhe dizia que faria qualquer coisa para que isso acontecesse. Depois de um tempo, ela parou de falar no assunto mesmo continuando a se sentir contrariada. Era mulher de pulso forte e não deixaria aquela desfeita passar em branco. Depois de um mês do acontecimento, o marido sentia que o assunto parecia enterrado, ela sorria normalmente e já não dava mais sinais de lembrar-se de nada. Mas num dia, após o jantar, sentaram ao sofá e, de repente, voltou ao tema da traição de João. Porém, desta vez não demostrava raiva, inclusive sorria discretamente: “Querido você lembra que

Traindo gostoso o meu marido com um colega de trabalho

Sou casada, hoje tenho mais de 35 anos e trabalho como relações publicas e aconteceu comigo foi ha alguns anos com um colega de trabalho,Tudo começou quando consegui um emprego em determinada empresa cujo nome não importa nesse momento, e esse colega foi o encarregado de me ensinar a função que não era dificil mas ele era todo atencioso talvez por eu ser mulher, só que não sou tão atraente assim, sou branquela mas, tenho um corpo bonito apesar de, não ser assim tão magra, mas sei que sou bastante admirada pelos homens quando passam acho que é porque sempre usava roupas muito discretas e salto, aço questão de passar uma imagem séria mesmo porque já não era nenhuma jovenzinha . E por essa imagem de mulher séria quem me olha jamais imaginaria que eu um dia seria capaz sair com outro homem que não meu marido… Na verdade, explicitamente nunca tive essa intenção e Nunca tive fantasias a esse respeito também mas um dia acabou acontecendo com um amigo de trabalho.

Foi sem pensar, mas dei para meu patrão

Meu nome é Marcella, tenho 23 anos.. E o que vou relatar aconteceu tem 2 anos.. Trabalho em um escritório de uma empresa de ração. Meu patrão, o Leonardo, “Léo” para nós que trabalhamos é um coroa simpático, porém muito reservado.

Comendo a mulher do policial !

Vou contar a vocês como passei a comer a mulher de um policial. Eu estava aguardando para marcar uma consulta médica para minha filha e na fila percebi a minha frente uma mulher aparentando uns 25 anos, e comecei a apreciá-la. Percebi que ela aos poucos se mostrava indignada, foi quando notei que atrás de nós alguns rapazes falavam mal de policiais. Então vi a oportunidade de me puxar assunto.