meu amigo comendo minha esposa

Minha esposa vira exibicionista nas férias

Me chamo Antônio e tenho 40 anos. Minha esposa se chama Carla, uma linda morena de Goiás. Cabelo preto liso de Índia, pele morena, pernas bem torneadas, corpo de violão, linda bunda e peitos médios e empinadinhos. Ela tinha 30 anos e a gente estava casado fazia 2 anos.

A mulher do meu amigo!

O dia em que conheci Marcela(fictício) começou meu drama. Não pensem que estou colocando a culpa nela não. Afinal que culpa tem essas mulheres de serem gostosas por natureza. Quem sou eu para condenar uma mulher como ela que gosta de se vestir sensualmente como aliás deve se vestir toda mulher gostosa.

Levando chifre da esposa

Boa noite hoje vou contar como como realizei minha fantasia. Vou resumir para não fica muito longo o conto. Meu nome e Kratos e da minha esposa e Tatiana. Quando eu trepava com minha esposa eu sempre falava que queria ver ela dá pra outro cara mas tinha que ser um cara roludo pica maior que a minha se não eu não aceitaria.

Minha Esposa sendo fudida por dois

Estava de viagem ao RJ na qual a previsão era ficar por lá duas semanas para resolver alguns problemas pessoais, porém consegui resolver esses problemas em uma semana, minha esposa estava impaciente para minha volta, porém não avisei nada a ela que já tinha resolvido tudo então peguei meu carro e fiz a viagem de retorno para outro estado onde resido com o intuito de fazer uma surpresa para minha linda esposinha, após uma longa viagem ao entrar na rua onde moro notei a moto de um amigo nosso parada em frente a nossa casa até ai tudo bem, pois esse amigo é bem chegado a nós, mas fiquei com a pulga atrás da orelha, pois eu iria ficar fora por uns dias, estacionei o carro e fui entrando em casa bem devagar sem fazer barulho logo no corredor já vejo uma peça de roupa atirada no chão e escuto alguns gemidos… entendi na hora o que tava acontecendo e fiquei meio bolado.

Fantasia sensual da minha esposa puta tarada

Olá amigos, esse é o meu primeiro relato, espero que gostem. Casada há 7 anos com um homem incrível, charmoso, sensual, sempre nos demos bem na cama. Desde o namoro sempre adorei explorar o corpo do meu amado, seduzi-lo, colocando roupas sensuais só para ele, colocando calças apertadas e rachando a buceta me exibindo pra ele, vestindo fantasias etc.. Certo dia enquanto ele trabalhava eu o esperei vestida de colegial com um pirulito na boca, toda maquiada cheirosa. Sou morena clara, olhos claros, uma boca carnuda que adora brincar, lamber o corpo do meu esposo. Transamos quase que diariamente, sempre tive muito fogo na cama. Confesso que sempre desejei meu esposo como um todo, só de olhar para ele já tenho vontade de tirar sua roupa e encaixar aquele pau dentro de mim. Na hora do sexo nunca tive vergonha, já fiz meu esposo enfiar além do seu belo pau, também brinquedos, gosto que me arrombe, já pedi para ele enfiar os dedos da mão na minha buceta e ele se empolgou tanto que quase enfia o braço, gritei de dor mas foi uma dor gostosa. Frequentamos casas de swing mas nunca fizemos troca de casal, embora isso já tenha passado por nossa mente confesso. O meu desejo por esse homem é tanto que me excito só de olhar. Gosto muito de dominar também, com ele deitado começo com uma massagem, acaricio seu pau, dando beijinhos, vou aos poucos colocando a língua passando pela cabeça daquele pau gostoso, chupo muito, desço para as bolas fico lambendo e acariciando seu bumbum.. Sou fissurada no bumbum do meu esposo. No início ele não deixava eu nem chegar perto mas depois da minha insistência ele foi deixando, com ele deitado de barriga pra cima acaricio seu pau com as mãos, abro suas pernas, passo a língua pelo seu bumbum até chegar no cuzinho dele que sou gamada, começo a lamber em movimentos circulares e vou colocando a língua no cuzinho dele pedindo pra ele dar umas piscadinhas, e vou tirando e colocando a língua naquele rabinho gostoso e percebo que seu pau fica muito molhado, daí vou enfiando meu dedinho ele fala: aiiii! Isso me deixa ainda mais excitada, sinto minha buceta toda úmida, tiro o dedo do cuzinho dele e coloco na minha buceta toda molhada, meu dedo fica lambuzado daquele tesao todo que eu tava sentindo, então enfio esse dedo deslizando com o mel da minha buceta no rabinho dele e dessa vez entrou mais fácil e gostoso e ele gemeu… Fiquei louca, comecei a socar meu dedinho no cu do meu marido e com a outra mão bati punheta pra ele, senti seu pau escorrendo de tensão, meu grelinho latejava de tesão, até que não aguentei aquele pau molhado e sentei em cima dele, entrou tão gostoso deslizando de tão molhados que estávamos. Ele me comendo com o rabinho melecado da minha buceta, enquanto eu sentava no pau dele com ele deitado ele abriu as pernas, percebi que queria que eu socasse o dedo naquele cu gostoso, eu louca de tesão, quis colocar dois dedos e ele disse tá doendo amor, eu disse ah é… Então toma, soquei ainda mais com força cada vez mais força. Meu esposo tremia de tesão, enquanto eu pulava naquele cacete gostoso fodendo minha buceta eu fodia o rabinho dele, eu falava quer ficar arrombado, ele disse, quero. Daí soquei três dedos, e quatro falei pra ele estou arrombando você, quero meu marido arrombado e ele gemia. Foi tanto tesão que gozei várias vezes sentando em cima dele, meu grelinho tava tão duro, peguei a mão dele e coloquei no meu grelo, ele me fodia e eu fodia ele, vi meu gostoso suar de tesão. .. Quanto mais eu colocava os dedos ele pedia mais, meti os cinco dedos da mão, senti um tesão muito grande em arrombar meu esposo, aquele cu aberto, eu lubrificado com o gozo da minha buceta, sentada no pau, pulando que nem uma puta, e fodendo ele. Até que ele disse não aguento mais, vou gozar…. E me encheu de porra. Mas foi tanto gozo mais tanto que senti minha buceta cheia daquele líquido gostoso jorrando dentro de mim, ele gozando dentro eu com os dedinho no rabinho dele, engoli tudo aquela porra com minha buceta. Gente somos muito tarados um no outro. Amo dar e foder meu esposo. Ah! Tenho muitas experiências com ele com inversão. E muitos contos gostoso e picantes que depois relato. Beijos amores.

Meu Primo comeu a minha esposa safada

Este conto é bem bacaninha com certeza vai dar tesão em quem ler com atenção quero o leitor dentro do conto, foi enviado pra mim pelo Carlos , são muitos que recebo ,mas como disse vou escrevendo , ah eu tenho tempo para escrever e adoro , enquanto isso tem contos meus mesmo que eu ainda vou escrever ,pois bem ele veio narrado assim:

Comendo a namorada do meu filho

Meu nome é Marcos tenho 50 anos 1,75 moreno. Essa história aconteceu aos uns 3 anos atrás e me arrependo até hj do que fiz, mais é muito difícil para qualquer homem da minha idade resistir uma menina bonita com 19 anos . Me casei duas vezes no primeiro casamento tenho um filho chamado Samuel hoje ele tem 23 anos, era véspera de natal liguei para ele e disse iria passar o natal na casa da minha da minha mãe e perguntei se ele iria ele que sim e que estava ansioso para apresentar a sua namorada então eu minha atual esposa fomos cedo para ajudar preparar tudo para noite de natal, por volta de umas 21:00 Samuel chega com sua namorada o se nome é Priscila uma morena linda de cabelos cacheados aparentando ter uns 18 ou 19 anos e muito simpática e bonita então meu filho nós apresentou, nesse dia bebemos todas até que deu meia noite e todos da família nós abraçamos, lá para da 1 da manhã fui pegar um cerveja que ficava no freezer

Minha Esposa Fazendo Programa

O casal estava esperando no local combinado, em uma rua de boates e motéis de alta rotatividade. Léa (nomes fictícios) estava com uma mini-saia e blusa de botão sem sutiã, bem ao estilo das várias garotas que “trabalhavam” nas ruas da região, mas sem a pintura exagerada e vulgar no rosto. Enquanto esperavam, muitos homens olharam com volúpia para ela, alguns disseram coisas como “gostosa”, e dois chegaram a perguntar o preço e em que horário ela estaria alí disponível.

Dei minha esposa para o meu amigo no jantar

Eu e minha esposa Claudia somos casados há vários anos. Ela é morena, olhos verdes, corpo tipo “boazuda”, com as curvas nos lugares certos, peso normal para a altura.

Comi a Mulher do Sócio do Meu Pai

Oi, meu nome é Gean(Fictício) 26 Anos atualmente, sou um moreno de 1.83M Tenho belos traços, a famosa mistura da mãe loira, com o negão! hahah enfim…

Comendo a esposa e dando pro marido

Olá , Moro em São Paulo ,Tenho 33 anos e sou casado,adoro mulher,mas vou contar uma fantasia que eu adoro.

Esposa do meu primo e o montador de móveis

Boa noite essa é mais uma história real que vou contar infelizmente não tive participação rsrsrs.

Comendo a diarista casada

Olá me chamo lobo sou de Recife tenho 42 anos não sou gostosão como todos aqui sou gordinho casado . Vamos lá . Estou afastado do trabalho como a esposa trabalha o dia todo fico só em casa um tédio daí resolvi entrar no chat da bol daí conheci uma pessoa com o Nick de diarista. Conversamos trocamos contato e fomos conversando pra saber quanto seria a faxina e tal foi quando ele falou e eu perguntando como ela se vestia pra trabalhar e tal e ela falou que de short e blusa e perguntei já ela já tinha ficado com algum patrão e tal e ela no princípio falou que não que era casada que não faria isso . Mas fomos trocando mensagens até que um dia chamei já que fico só o dia todo . Ela e uma coroa

Comendo a marcilene casada

Olá me chamo deco tenho 32 e vou contar outras de minhas lindas aventuras sexuais,estava numa festa com minha namorada num cantinho bem aconchegante e logo os amigos vieram me comprometendo e Carlos era um grande amigo meu de longa data,me apresentou sua esposa marcilene e logo vi que era linda e gostosa,Me deu uma encarada de safada e disse,ele fala muito de Vc rsrsrs,daí minha namorada pediu PR levá-la em cada pois não estava bem,e avisei a Carlos que retornaria,voltei e ficamos conversando e sua esposa não parava de me olhar nos olhos Carlos foi ao banheiro e ficamos só nos dois e ela me disse,olha Carlos falou tudo de vc PR mim,que vc é safado é gosta de trair sua esposa,Logo percebi o que a safada tava querendo e depois fui direto,por que está dizendo isso?ela disse que tinha muita vontade de me conhecer melhor,daí marcamos PR o dia seguinte,a safada já estava no lugar direitinho,entrei no seu carro,e logo fiquei cabreiro com o endereço,Se tratava de sua casa,e falei,Ou vc é louca?aq não poxa,ela pegou na minha mão e puxou PR casa e logo na sala me deparei com uma cena louca,Carlos todo amarrado no sofá,fiquei assustado,mais ele disse vc não cantou minha mulher?agora faça seu papel de safado,daí a gostosa ficou peladinha na minha frente e disse o corno vai ver a mulher dele sendo errabada por seu amigo,só tem cu PR vc a buceta e do meu marido tá?ok tirei minha roupa e logo a conversa mudou de rumo quando viu o tamanho da caceta,nossa vou dar meu não,seu pau e grande e grosso,mamou segurando com as duas mãos e dizia que rola gostosa😏,Carlos olhava e dizia vc não vai machucar minha bebezinha não

Minha esposa e os intercambistas

Olá, me chamo Carlos, sou casado com a Tatiana. Moramos em Governador Valadares, somos casados a 11 anos e já vivemos algumas experiências de sexo muito boas. Mas, o que aconteceu no mês passado foi a situação mais excitante vivida por mim (e mais pra ela) em nossa relação.

Me descobri corno dentro da minha propria casa

Ola somos um casal de Camboriú SC,somos nos,ela loira olhos verdes 171 de altura 52 kg uma linda gaucha,eu moreno claro 180 de altura 90 kg.

Comendo a Linda Mulher Do Corno

Olá pessoal, neste conto real que vivi não mencionarei nomes por discrição, não tenho porque prejudicar alguém. Sou de Palmas-To, moro aqui ja tem 5 anos. Adoro essa Cidade. Então tudo começou numa sala de bate papo, onde encontrei um Nick ( Casada quer M Bi ), sem ter muita esperança perguntei se procurava somente mulher, e logo veio a resposta ” Depende se o cara for bonito “, nossa daí me animei e já logo fomos para o msn. Conversamos um pouco até pegar confiança e logo convidei para que abríssemos a cam. Nossaaaa, eu fiquei loko em ver o quanto era linda. Uma loira de uns 1,68 alt, e uns 60 kilos, olhos claros e muito educada. Fomos conversando sobre sacanagens e ela disse que o marido e ela estava saindo demais com outros casais e ela ficava só mamando o dedo devido o fato do outro não a fuder de forma que a satisfaria. E quando eles saiam com outro casal o marido dela aproveitava mais com a outra do que ela com o outro, porque ela nunca teve sorte de pegar um cara que a fudesse pra valer. Bom até então eu não quis fazer propaganda sobre meu jeito, que por sinal sou muito safado na cama e muito discreto na sociedade. Marcamos de nos encontrar, nos conhecemos escondido do marido dela. Nada aconteceu alem de um simples beijo quente. Um dia num sabado eu ja estava dormindo quando meu celular toca. Era ela, pedindo que eu fosse no motel onde eles estavam, me falou o numero do quarto e o motel. Eu desconversei e dessa vez não fui. Passou uns 4 dias liga no meu celular ele o marido dela perguntando se eu queria ou não fuder a mulher dele, e que era para dizer naquele momento se não ele arrumaria outro. Eu logo aceitei e marcamos um lugar onde eles estariam, isso tudo sem que a esposa dele soubesse. Tramamos uma supresa pra ela. Encontramos num barzinho, eles ja estavam e eu cheguei sentando na mesa como se os conhecesse a anos. Ela levou um grande susto e ele sorriu pra ela dizendo, ” olha aí o macho que voce tanto queria”. Não gosto muito de ficar fazendo propagando enganosa, mas não sou do tipo de se jogar fora, tenho 1,82 alt, 78 kg, olhos azuis, pele clara e malhado, 30 anos. Ele o marido tinha 40 anos e ela 34. Tomamos varios copos de cerveja e ele disse que era para eu ir com ela num taxi os dois atras, e que era para eu ir dando uns amassos nela no taxi até chegar no motel, ela ficou louka de tesão. Daí ele ia de carro somente quando nós ligassemos para ele dizendo o motel e o quarto que estavamos, e que era para ele chegar e ver eu engatado nela de 4 quando ele entrasse no quarto. Entramos no taxi e comecei a beija-la, literalmente lamber sua boca e chupar sua lingua, sugando tudo até deixar ela com respiração ofegante. Ela estava de vestidinho curto e fui passando a minha mão na perna dela lisa depois nos seios, algo que adoro numa mulher quando de repente ela abre as pernas, pega minha mão e coloca de uma vez na sua buceta que estava pingando e muito quente. Nesse momento meu pau estourou de tão duro dentro da calça e logo ela abaixou, abriu meu ziper e começou a chupar meu cacete enquanto eu fazia carinhos em sua buceta com meus dedos. O taxista sabia o que tava acontecendo mas nada fez. Ela chupava e gemia ao mesmo tempo. Colocava tudo na sua boca e quando estava tudo dentro ela esperava um pouco, decia a saliva e depois ela subia bem devagar, ela realmente sabia como chupar. Ela chupava como uma puta de verdade. Quando chegamos no motel entramos no quarto e ja ligamos pra ele. eu já estava chupando a buceta dela que por sinal é uma delicia e é algo que amoooooo fazer, é chupar uma buceta bem xeirosinha, eu chupava e lambia alternadamente. dava uma mordidinha de leve na pele da sua bucetinha depois lambia, depois a coloquei de quatro e chupei sua buceta e lambí até chegar no cuzinho, e quando fiz isso ela urrou de tesão. Ela me puxou porque não aguentava de tesão e meti nela deitada primeiro, quando ouvimos o carro entrar na garagem coloquei ela de quatro de frente para a porta e quando ele chegou ele viu ela gemendo e falando nome dele e chamando ele de corno. Dizendo que ele abandonou ela deixando na mão de outro macho, e agora ela tava dando a buceta para outro e que ele teria que ficar calado e vendo. Confesso que fiquei meio receioso de qual seria a reação dele, mas simplesmente ele sentou pegou uma cerveja e tirou o cacete pra fora e ficou se masturbando e olhando. Depois ele ajoelhou e implorou para que ela me desse o rabo, porque ele queria ver ela se deliciar com meu cacete no cuzinho dela. Ela disse que sim, que deixaria por uma condição. De ele comer a buceta dela enquanto eu coloca no cuzinho, e assim ele fez. Ela ficou de 4 eu por cima e ele deitado. Arregaçamos ela todinha. Depois ela ajoelhou na cama e ficou mamando meu cacete e o dele alternado e gozamos na cara dela. Depois disso ficamos amigos e fui varias vezes na casa deles. Mas é uma outra história. quem gostou e quiser me adicionar no msn, vamos conversar sobre nossas realizações reais e as que queremos fazer. [email protected]

Fui de outro macho na frente de meu marido

Olá meu nome é Karla e não aguentei e voltei aqui depois de um tempo pra relatar o que fiz com meu maridinho na festa de um amigo dele. Pra quem não me conhece tenho 24 anos, sou sarada e malho muito por isso tenho uma bundinha sarada, pernas grossas e seios durinhos. adoro praia e quando estou afim de sexo adoro caminhar na praia Camboinhas em Niterói, onde moro com um micro biquini só pra deixar os marmanjos babando de vontade de me comer. Enfim,mas o que vou relatar aconteceu num fim de semana a poucos dias uma festa na casa de um amigo de meu marido.. Era quinta feira quando meu marido chegara de uma viagem de trabalho e eu subindo pelas paredes doida pra ser bem comida, mas ele nada, me evitou na quinta e na sexta chegando tarde apenas disse que estava cansado que nem jantaria. Iria tomar banho e direto dormir pois estava um bagaço. Fiquei muito danada da vida, havia feito depilação na minha xaninha e no meu cuzinho achando que seria naquela sexta mas mais uma vez ele me deixou na mão. E antes de dormir foi me dizendo que no sábado iriamos na festa de Arthur, seu amigo de trabalho( que eu não conhecia). Não acreditei, o cara chega em casa depois de quase 15 dias fora, eu doida pra dar muito e ele nada e ainda arruma uma festa pro fim de semana. Fui dormir muito p.. da vida e cheia de tesão. Acordei no sábado e para minha surpresa meu marido havia saído deixando um recado com minha empregada que foi no trabalho por causa de uma emergência mas que chegaria no fim da tarde. Eu não estava acreditando, fiquei tão nervosa que nem comi nada voltei pra cama e dormir até as 16:00hrs. Acordei e dei de cara com meu marido me olhando com uma rosa na mão e me dando pediu desculpas pois havia chegado na quinta e estava tão cansado da viagem que nem na sexta pode me dar atenção mas que depois da festa no domingo seria todo meu. Sorri e disfarcei dizendo que não tinha nada e que amei a rosa. Ele me deu um beijo que me fez ficar meladinha, e achando que rolaria alguma coisa me decepcionei mas uma vez e assim derrepente ele falou que estava morredo de fome e que iria comer alguma coisa. Pensei, “eu sou a comida e vc nem aí seu burro!!!’ Já eram quase 21:00hr e eu acabara de me arrumar. Como estava cheia de tesão eu nem pensei e coloquei um vestidinho preto que tenho bem curtinho com uma micro calcinha e com um saltinho que realçava mais ainda minha bundinha e pernas. Quando meu marido me viu foi logo dizendo que eu estava um tesão. Hum, que bom pensei, derrepente depois da festa ele até que poderia me comer, eu adoraria. Chegamos a festa em 15 minutos, era num condomínio na Av. Central perto de nossa casa. Fomos recebidos pelo amigo de meu marido e sua esposa. Pedro e Ana eram seus nomes( fictícios).Nossa que casal bonito. Pedro era um homem enorme, quase 2 metros, moreno olhos expressivos e um tesão. Sua esposa Ana não ficava a trás, era também morena e tipo mulherão, toda gostosa, estava com um vestido que deixava suas pernas bem definidas e grossas a mostra e um decote que meu marido não conseguia tirar os olhos. Notei que Pedro também me observava de cima a baixo e na minha condição( no cio) rsss já viu né, veio logo os pensamentos de como seria eu ter aquele homem enorme só pra mim. Estava uma noite muito gostosa, o dia tinha sido quente mas ao anoitecer começou a rolar uma brisa deliciosa. Meu marido me abandonou com a Ana e foi conversar com outros conhecidos e num determinado momento a Ana me pediu licença dizendo que iria resolver uma coisa e logo voltaria. Nesse momento o Pedro apareceu com uma taça de vinho me oferecendo, aceitei e começamos a conversar. Ele além e bonito e todo gostoso era um sedutor, começou a me elogiar e até ousado, para meu espanto ele sem cerimônia disse que se eu de roupa era boa sem ela… Eu fiquei sem ação, não disse nada, mas aquilo mexeu comigo na hora e ele percebeu e sentindo que eu não falara nada continuou e disse que meu marido era um cara de sorte em ter uma mulher como eu. Olhei procurando meu marido e vi que ele havia sumido de onde estava-mos. Voltei meus olhos para o Pedro e ele já estava com uma garrafa de vinho na mão e foi colocando mais em minha taça. Olhei pra ele e já como tesão que estava falei que eu não poderia beber muito, pois eu perdia a noção e fazia coisas que normalmente não as faria. Ele chegou bem perto de mim e ao meu ouvido sussurrando baixinho pergunta o que por exemplo? Eu fiquei toda arrepiada e paralisada, minha xana estava toda melada só de estar naquela situação, com um homem que acabara de conhecer tendo meu marido e a sua esposa por perto e o papo indo pra um lado fraco meu. Olhei mas uma vez em volta e não vi meu marido e pra falar a verdade eu torcia para não ve-lo, aquele desconhecido até então estava me pegando sem me tocar. Voltando para o Pedro que foi logo completando minha taça novamente. Por favor Pedro eu não posso beber mais. Fiquei curioso pra saber como vc fica depois de beber um pouco de vinho. Olhei pra ele e disse. Cuidado a Ana ou meu marido podem aparecer e nos pegar falando coisas que eles não vão querer ouvir. Não se preocupe eles devem estar juntos também, e quem sabe falando o mesmo papo que o nosso. Meu marido e sua esposa? Sei, e dei uma risada. Pedro me olha e pergunta se eu já havia conhecido a casa. Disse que não e ele então me convidou para conhece-la. Depois de me mostrar toda a casa ele me levou para a parte de trás, onde tinha a piscina e ao fundo um pequeno portão. Pedro me pegou pela mão, me deixando mas melada ainda só em me tocar. A quenturinha na barriga já dava o sinal que eu estava a ponto de perder o controle, o vinho já estava fazendo efeito eu não sabia se conseguiria me segurar. Vem Karla quero te mostrar um lugar muito gostoso da casa. Olhei pra ele e mas uma vez perguntei pela esposa e pelo meu marido. Não se preocupe daqui a pouco agente volta e abriu o portão e me levou por um caminho que dava numa mata. O lugar era pouco iluminado, havia apenas alguns espotes de luz envolta do caminho. Fomos chegando a uma cabana de madeira bem rustica, linda, e nesse momento Pedro antes de entrar na varanda me faz um sinal de silêncio e se coloca atrás de mim e vai me conduzindo devagar até chegarmos perto da janela que está aberta. Ouço gemidos e fico curiosa pra ver o que era e para minha surpresa vejo meu marido deitado na cama sendo chupado pela Ana. Ela lambia feito uma doida e volta e meia engolia todo o pau dele. Fiquei parada e nesse momento Pedro encosta seu pau na minha bunda e me abraça dizendo em meu ouvido. Quer fazer o mesmo? Já estava cheia de vontade, quando vi meu marido sendo chupado pela Ana a vontade aumentou mais ainda e não pensando duas vezes me virei pra ele e disse. Quero! Faz tudo o que quiser comigo. O cara ficou louco, me tascando um beijo de lingua que me deixou tonta. Colocou suas mãos enormes por baixo do meu vestido e apertava minha bunda e dizia que queria me fuder todinha. Me afastei dele e fui abrindo sua calça. Seu pau deu um pulo pra fora e nem acreditei no que via. Era enorme e com uma cabaçona que fiquei imaginando na hora se aguentaria aquilo tudo. Segurei com as duas mãos e ainda sobrava pau. Apertei e olhava a cara de Pedro que gemia e pedia pra eu colocar logo na boca. Antes, ainda segurando o seu pau olhei pela janela e vi meu marido chupando a Ana que gemia e dizia um monte de besteiras. Fiquei doida de ver a quilo e ouvi-la e virando pro Pedro me abaixei um pouco e coloquei seu pau em minha boca. Que delicia, Pedro gemia e me mandava engolir tudo, que era impossível. Chupa sua vadia, dizia ele, engole ele todo, vai sua puta. Eu me sentia mesmo uma puta vadia. Eu ouvia aquilo e me soltava cada vez mais. Arriei toda a calça do Pedro que aproveitou e tirou seus sapatos e camisa ficando nu todinho pra mim Ele era um pedaço delicioso de homem, seu corpo todo peludo parecia um animal. eu me levantei e mas uma vez olhei pela janela e vi a Ana de quatro e meu marido socando com força e dando tapas em sua bunda, que era simplesmente perfeita deixando meu marid
o louco de tesão. Ela rebolava e pedia mais. Pedro vendo que eu ficava excitada ainda mais vendo os dois me pega pela mão e entra cabana a dentro indo direto pro quarto. Os dois nos olha e meu marido me chama pra juntar-se a ele e a Ana. Vem diz ela também vem aqui do meu ladinho. Pedro tira meu vestido e quando me deixa nua diz. Você é uma puta bem gostosa. Olho pro meu marido que fala. Eu também acho. Ana me pega pelo braço e me traís pra cama me fazendo cair de costas e de frente pra ela e sem me dar tempo cola sua boca na minha e me beija loucamente. Sinto o Pedro abrir minhas pernas e começa a me lamber apertando minhas pernas . Ana ainda de quatro sendo fudida pelo meu maridinho e me beijando apertando meus peitos. Meu marido me chama de vagabunda e que iria pagar muto caro por ser puta.Vai Pedro come essa vagabunda logo. Pedro não pensa duas vezes e pula encima de mim toda melada e começa a colocar seu pausão pra dentro. Parecia que eu iria partir ao meio. Eu gemia de dor e prazer. Pedro me chamava de gostosa e que ia me alargar toda pro meu corninho. Eu olhei e disse. Isso vem come sua vagabunda e me deixe toda fudida e arrombada pra esse corno do do meu marido. Pedro parecia um animal me pegava pela cintura e me trasia pra dentro dele fazendo minha boceta engolir seu pau quase todo. Vem dizia eu, vem seu puto me arromba toda. Ana gemia e agora pedia pro meu marido comer sua bunda. Ele tira o pau da boceta dela e começa a lamber seu cu pra logo começar a arrombar o cuzinhho de Ana que grita mas pede que ele soque com força. Pedro vendo aquilo me olha e diz que se o meu marido estava comendo a bunda da mulher eu teria que dar a bunda pra ele. Olhei pro meu marido e virei a bunda pro Pedro e disse. Vem devagar que minha bunda engole seu pausão todo. Pedro faz o mesmo que meu marido e começa a meter a lingua em meu cu. Eu já toda encharcada olho pra ele e pesso que vá com calma. Pedro cospe no meu cuzinho e mete um dedo, depois dois me fazendo rebolar e pedir que coloque logo sua vara. Ele começa a passar a cabeça de seu pau em minha xana e levantar até meu cuzinho pra começar a enfiar a cabeça. Ele tenta mas eu resisto pois a cabeça é muito grande e acho que não vou aguentar. Ele lambe mais um pouco e eu começo a rebolar em sua lingua, pra logo em seguida ele tentar mais uma vez e dessa vez com mais força. Quando começa a entrar meu cúzinho parece estar em brasa. Aperto a cama com muita força e olho pra Ana que também já esta levando pau na bunda. Ela ve meu rosto com expressão de dor e me beija vou relaxando e Pedro começa a enfiar cada vez mais. Entra e sai bem devagar até a dor ceder e eu começando a relaxar começo a rebolar e a empurrar a bunda pra trás fazendo seu pau entrar cada vez mais. Que bunda gostosa dizia Pedro. Eu aproveito e olho pro meu marido e falo. Viu corninho isso que é comer uma bunda. Sua puta! Sou mesmo, sou muito vagabunda, vc não come eu tenho que dar pros outros. Vou querer muito mais pau. Meu marido começa a socar o cu da Ana com mais força e goza dentro de seu cu fazendo-a se jogar na cama ficando de bruços e meu marido do lado. Pedro me olha e diz, vai ali no cu da Ana e lambe a porra de seu marido sua cachorra. E também numa estocada goza muito em minha bunda. Eu olho pra meu marido e falo. Eu lambu o o cuzinho da Ana se meu corninho lamber o meu cuzinho e tomar a sua porra Pedro.Pra minha surpresa e prazer meu marido não perde tempo e cai de boca no meu cu todo arrombado e começa a lamber toda a porra que escorria de minha bunda. Não pensei que faria isso e na mesma hora Pedro diz. Agora vai no cuzinho da Ana é a sua vez. Ana abre sua bunda com as mãos e eu meto a lingua e começo a lamber a porra de meu corrinho setindo ele metendo a língua no meu cuzinho também. Que delicia. deixei o cu de Ana limpinho e olho pra Pedro com porra ainda nos cantos da boca e peço um beijo. Sua porca, diz ele e me dá um tapa na cara pra em seguida me beijar. Que homem safado, gostoso, pausudo… Eu e a Ana ainda não haviamos gozado e era isso que mais queríamos naquele momento. Esperando nossos machos se refazerem começamos a nos beijar. Karla, disse Ana, seu beijo está com gosto de porra. Esta ruim? Não querida, está uma delícia. Sua língua parecia querer tocar minha garganta. Estávamos deitadas. Ana encima de mim me beijava e eu apertava sua bunda e alisava suas pernas. Ana começa a descer sobre meu corpo deslizando até sua boca tocar minha xana. Levanto meu quadril e facilito mais ainda pra Ana que começa a me chupar freneticamente. Hummm…. bom demais! Sua linguá me fodia com vontade eu rebolava segurando em sua cabeça, bom demais. Logo vi meu marido ir pra trás de Ana já com o pau duro. Ele se ajoelha atrás ela e abrindo sua bunda começa a lambe-la. Ana empina bem seu rabinho e meu marido começa a lamber sua xaninha já toda melada. Olho pra cima e dou de cara com o pau de Pedro, que abaixa e o coloca em minha boca. Aii muito bom, começo a suga-lo e lambe-lo fazendo Pedro sussurrar. Que delícia eu tinha uma lingua na xana e um pau na boca, mas eu queria era ter Pedro dentro de minha xana que já ardia de vontade de ser comida. Saí dali e Pedro me levou pro lado . Me colocou no sofá sentada pra depois se ajoelhar abrindo minhas pernas. Pincelou seu pausão em minha xana. Eu queimava por dentro de tanta vontade de ser fodida por aquele homem. Olhei pra ele e segurando seu pau com minhas mãos o levei até a minha xana e comecei a enfiar aquilo em mim. Eu comecei a escorregar e a cada descida seu pauu entrava mais em mim. Eu olhava aquela tora de pau rasgando minha boceta e não acreditava no que via. Só não doeu mais por que eu estava muito babada de tesão e da chupada da Ana. Pedro me pegava pela cintura e me puxava pra ele fazendo seu pau entrar cada vez mais. Eu gemia e pedia mais. Olhei pro lado e vi a Ana sentada no pau do meu marido que desaparecia dentro dela. Ela descia e subia segurando os seios e apertando. Meu marido as vezes a puxava com força fazendo seu pau entrar todo fazendo ela dar um gritinho de dor e de prazer. Pedro levantava minhas pernas segurando por trás de meus joelhos e socava ora lentamente e ora devagarinho olhando em meus olhos e dizendo que eu era deliciosa e safada. Você é que é seu pervertido, vem me faz gozar, quero muito sentir seu leite. Ouvindo isso ele começa a bombar com força. Meu deus, deixei o homem maluco, ele bombava com força. Seu pau tocava bem no fundo. Eu rebolava e olhava aquele pau que parecia que iria me rasgar ao meio. Suas mãos forte pegava agora ao lado de minha bunda e apertava com força. Pedro começou a me chamar de vagabunda , puta, piranha safada. Olha pro seu corninho ali vai. Eu desviava os olhos e via meu marido fodendo a Ana com força também e falando as mesma coisas em relação ao Pedro. Não estava mais dando pra segurar e praticamente juntos gozamos. Eu tremia toda e logo senti a porra quente de Pedro invadir minha boceta. Pedro caiu pro lado deitando no chão. Eu já i a caindo quando derrepente vi a Ana deitar-se entre minhas pernas e me puxar pelas pernas fazendo minha boceta ir em direção a sua boca. A porra de Pedro escorria direto pra sua lingua e boca que ficara toda lambuzada e me deixando limpinha. Estava-mos exaustos ao sair da cabana, já devidamente limpos e recompostos e voltando pra casa principal onde ocorria a festa me dei conta de quanto tempo havia-mos nos ausentados e antes que falasse alguma coisa quando entramos na casa levei um susto, pois todos os casais estavam trepando. Eu havia sido convidada pelo meu marido pra uma suruba! Passamos entre eles e fiquei admirada de ver tanta gente bonita e sarada e já fiquei imaginando como seria a próxima festa, rss Beijos Karla ( [email protected])

Esposa realizando o sonho do corno

Olá, me chamo Pedro, sou casado com a Flávia e vou contar a vocês, a maior surpresa que tive na vida. Sempre tive vontade de ser corno, lendo alguns contos eroticos de cornos e talvez por amar muito minha esposa, que é linda e extremamente gostosa. No dia em que nasci, fui “agraciado” com um pênis pequeno. E por ama-la tanto sempre me pego pensando se ela não mereceria, pelo menos conhecer um pau legal. Algo do tipo grosso e grande, um cacete que a preenchesse por inteiro. Minha mulher é loira, branquinha, seios médios durinhos, bunda empinada e boceta sempre lisinha.

Sogra do amigo que é a boa

Eu preciso contar pra você meu amigo que aconteceu noite passada num dia tranquilo de verão fui a praia, não era uma coisa muito comum de acontecer, apesar de morar no litoral não costumo ir a praia sou mais chegado em ir pra uma cachoeira ou algo parecido.

Comi a esposa e o cú do marido

Bem amigos agora na semana que passou,no sabado de carnaval,fui fazerum PG.SEM o meu amigo bruno,pois ele teria marcado um PG.COM UMA DOuTORA,QUE AS VESSES ELA NOS CONTRATA,PARA FAZER SEGURANÇA DO SEXO PRA ELA,MAS E OUTRA ESTORIA QUE DEPOIS EU CONTO,ENTAO FUI SOZINHO AO PG.com um casal nota 1000,na sua residencia em uma cida aqui perto da capita de sampa,

Final de semana na Pousada Liberal Esposa Coroa

já contei como a Paloma aproveitou meus presentes de aniversário de casamento (massagem), desta vez convidei ela para uma viagem ao nordeste, na Paraíba, seria uma semana de passeio e descanso, ela perguntou o que tinha por trás do convite, “já que depois das massagem e de ter me contado tudo o que fez, ela ficou meio sem graça e preferiu não fazer mais nada”, disse que nada, só um passeio, vamos curtir, é lógico que você vai usar aquele biquínis pequenos né, Paloma já começou a pensar no que poderia acontecer mais aceitou e fomos.

Esposa Mal comida

Meu nome é Reginaldo 35 anos, sou casado com uma Morena linda chamada Dayse, tem 28. Coxa grossa e um bumbum gigante. Bundão grande mesmo.

Parati, esposa , corno e 5 garotos

Eu Arnaldo , 39 anos e minha esposa Renata também 39 anos, mas com corpo de 30, linda, sexy, pes maravilhosos, esta usando um esmalte vermelho que deixa qualquer homen de pau duro, ela é brasileira mas nasceu em Buenos Aires.