maniacospor hentai

Minha tia tirou minha virgindade

Meu nome é Victor (nome fictício), tenho 21 anos, baixo e moreno com um pau de 15 cm. O que eu vou contar aconteceu a cinco anos atrás, eu tinha 16 anos na época. Eu tenho uma tia muito gostosa, branquinha, com um bundão e peitos pequenos, vou chamar ela de Andreia (nome fictício), na época ela tinha 38 anos. Sempre que meus pais saiam eles me deixavam na casa da minha tia, eu sempre reclamava pois achava que não precisava, já era velho o suficiente para ficar sozinho em casa.

Seduzi minha tia

Sou o Lucas, tenho 23 anos. Minha tia tem 62 anos e está solteira a pouco mais de 15 anos, solteira e sozinha e nunca teve filhos. Eu sempre tive uma tara pelas mulheres da minha família, exceto minha mãe. Como essa minha tia mora sozinha e não tem filhos, eu que sempre resolvo algumas coisas pra ela, até pq moro uma rua atrás da dela. Eu tinha ido com ela ao mercado, como de costume, ao chegar na casa dela, meu coração começou a acelerar e eu senti que precisava muito falar pra ela que eu a desejava, mas nunca tive coragem, mas nesse dia eu consegui. Falei que precisava contar um segredo, uma coisa muito seria e que não poderia sair dali, aí ela ficou muito curiosa e mandou eu falar logo, aí eu falei que

Minha irmã tá acabando comigo

Bom, meu nome é o nome da minha irmã serão mudados para fins de sigilo.

Comi minha coroa gostosa com a melhor amiga dela vendo

Olá pessoal já escrevi um conto aqui com minha mulher que é uma coroa safada o conto se chama “19 eu ela 36”

Orgia onde aconteceu de tudo

Olá este conto é real e aconteceu alguns anos atrás e pretendo narrar alguns acontecimentos . Bom conheci Kátia uma linda garota de 24 anos , bunda média,seios firmes e pequeno, uma buceta pequena e muito bem desenhada. Se tornamos amigos e sempre adorávamos fazer juntos um sexo bem gostoso. Rolava de tudo , no começo tudo normal , sexo oral delicioso, comia sua buceta apertada e algumas vezes seu cuzinho apertado. A intimidade foi crescendo e olhando alguns vídeos de sexo juntos , ela demostrava o interesse de fazer algo diferente entre nós , e me pediu pra realizar suas vontades e desejos. Até aí tudo tranquilo…. Certo dia ela me ligou e disse pra mim me depilar tudo e deixar minha bunda bem lisinha assim fiz . Mais tarde me liga novamente e diz se poderíamos fazer a festinha aqui em casa pra no máximo 6 pessoas concordei. Era 20 h Kátia chega com 4 amigas eu fiquei feliz me sentindo o único homem da festa, começamos a beber e dançarmos todos juntos. As vezes via a ou outra se tocando e rolando um beijo bem comportado que me deixava de pau totalmente duro, Kátia vinha no meu ouvido e só dizia que teria de aguentar mais um pouco que logo iria me satisfazer. Já não aguentado mais pedi pra irmos ao quarto, ela concordou e disse pra mim ficar pelado na cama e com a luz apagada, assim fiz… Passando uns 5 minutos aparece ela, me deus longos beijos e pediu pra deixar suas amigas participarem. Adorei a ideia. Quando elas aparecem estavam usando consolos enorme em suas sinturas , eu meio assustado fiquei, mas quando começaram a me beijar o corpo inteiro deixei rolar. Ela me chupavam a cada pedacinho do meu corpo, passavam a

Minha esposa é puta do me pai

Oque vou contar aqui é mais um desabafo pois só vivo com esse tormento porque eu n tenho opção, pois AMO MUITO a minha gata Meu nome é César tenho 28 anos ela se chama Carolina (nomes ficticios) 24 aninhos, morena, 1,55 de alt. Fofinha do de cintura fina e seios fartos( e q seios) ela é do estilo fofinha, gostosinha, baixinha oda durinha. Somos de campinha grande PB, municipio de lagoa seca. Quando conheci Carol ela tinha 16 aninhos, e já era um tesão, mais porem ainda virgem, n conseguia come-la nem ca porra, menina jogo duro. Quando ela fez 17 eu já conseguia passar a mão na xaninha, xaninha nada ela tem um bucetão bem carnudo, mais eu já conseguia passar o dedo no gelinho e mamar nos tetão dela. Mais fuder q era bom nada, ela tinha o dominio sobre mim. Até q apois quase 2 anos de namor finalmente eu conseguir tirar o cabacinho dela ( n sangrou talves pq eu já tinha dado tanta dedadaq eu tenha tirado o cabaço no dedo). Ela tinha sido criada pelos tios pois a mãe havia falicido e o pai foi embora pra são paulo. Já eu marava com meu pai até q depois de consegur comer então desidir nos casar. Comprei uma moto com a ajuda domeu pai e fui trabalhar de moto taxi e estava levando a vida numa boa, sai da casa d meu pai e aluguei uma casinha humilde mais com a grana do trampo dava pa manter. A um meio atrás sofri um assidente e como n pagava inss fiquei na merda, tive q entregar a casa pois n podia trabalhar estava com a perna ferrada e ia demora un 6 meses pra me recuperar, sem contar q a mot deu perca total, tive q ir morar com o velho. Meu pai tem 56 anos um coroa meio asqueroso, pois n é muito de se preucupar com sua higiene pessoal, em contar com o visio dao alcool (deve ser por isso q minha mãe no abandonou quando eu ira garoto (10 anos). Ele e muio tuncudão mais forte q eu , tambem a viva toda ele foi borracheiro de caminhão e eu nunca gostei de pegar no pesado. Certo dia eu estava em casa deitado no sofá de 3 lugares e minha esposa estava no de 2 lugares assistindo a novela das 20hs, meu pai chegou já bebado minha esposa pedio há ele para tomar um banho enquanto ela fazio seu prato, ele pegu e me falou. _Vamos dividir essa esposa ai meu filho. Eu e minha esposa demos risada de levammos na brincadeira, eu mau sabia q era verdade oq ele queria. Foi quando ele mandou ela ir até a cosinha e traser o prato dele, enquano ela estava na cozinha eu disse à ele pra pegar leve. Ele mandou eu tomar no cú e q enquanto eu estives em baixo do teto dele com minha esposa teria q acatar as ordens dele, eu como sempre morria de medo dele , fiquei na minha, acho q minha esposa n escutou nada. Ele sentou no sofá de 2 lugares e quando ela chegou com o prato dele, ela perguntou se ele n iria tomar o banho antes, ele respondeu q n havia nessecidade e perguntou há ela se ela estava encomodade ela com receio da ignorancia dele disse q não. Então ele ordenou q sentase do seu lado, enquano ele jantava mercebi q nos intervalos das garfadas ele descansava as mão nas pernas da minha esposa e cada vez subia mais e ela se apertando cada vez mais no canto do sofa, eu fingi q n estava vendo nada. Quando ela tentou se levantar ele a aguarou pelo braço e falou. _ Eu n dei ordem para vc levantar . Ela riu, e ele disse q falava sério e q se ela quisesse morar ali comigo ela teri q ser esposa dele tb e q ela teria q cumpri tudo q ele dissesse, ela me olho e eu abaixei a cabeça pedindo para q ela obedecesse pois nos n tinhamos escolha. Eu juro q se ela podesse volar pra casa dos tios dela ela voltaria mais como ela saiu brigada de la pois eles era contra o nosso casamento. Ela sentou no sofá e ele dizia _Isso é assim q eu gosto. Foi apartir desse ponto ele começo a ficar mais ousado, entregou o prato para ele e pedio para ela dar a comia na boca dele deixando as mão dele livre, então ele passava a mão nos seios dela e dissia. _ Que tetas gostosa tem essa vaca em filho, agora eu vou saborear essa puta tambem, pois eu já vi vc manando ela e vi a cara de tesão dela. e completou _ Vc tem um baita tesão nessas tetas ne minha esposa? Ela ainda meui q estatica n disse nada então ele deu um tapa no prato e disse. _ Vc é surda vagabunda? Ela respondeu _ Não n senhor Ele mandou ela limpar a bagunça e q fosse rapido, quando ela foi a cosinha eu tentei conversar. Eu só falei PAI e ele já respondeu. _ Cala a boca ninguem mandou vc ficar se esfregando com ela e me matando de tesão vc deixou as coisa chegarer a esse ponto então fica quieto e se prepara para oq vc vai ver. Quando ela voltou ele estava sentado no sofa, ela se abaixou pra limpar e quando foi levantar deu de cara com a pica dele, era o dobro da minha eu nem acrediei q a domeu pai eta tão grande e eu com certesa n puxei há ele deve se por eu ter fimose se estar um pouco acima do pesso. Ela tomou um baita susto q chegou a cair sentada e ele disse q agora ela irinha conheser uma pica de verdade pois ele sabia q eu tinha uma micharia. O pior n é isso pra tirar a virgindade da minha esposa foi muito difcil pois ela tinha a cavidade vaginal muito pequena, ela ate chegou a procurar um especialista pois ela sempre sentia dores quando tinhamos relação. comparando q só tenho 12cm e fino, o médico esplicou q era normal e quando ela ia fazer exame preventivo ele utilizava um aparelho q era para mulheres q tem esse problema, bom mais voltando ao assunto. Ela fiou boquiaberta com aquela rola ele já puou pelocabelo e enfiou aquela coisa q devia ter uns 22cm e era grosso como era grosso, eu só escutava ela entadando. Ele então puxou pela pra perto do me rosto e falou. _ Olha filho ela mamando, miha pica n cabe na boca dela olha. Ela estava quase vomitando por causa do tamanho e por causa do odor de pinto suado sem lavar, eu podia ver a cara de nojo dela. Minha esposa q tinha total controle de mim estava completamente submissa ao meu pai. Ele então mandou eu tirar a rou a dela _ Filho tira a roupa dessa puta q eu vou fuder ela. Mais eu n obedeci, então tomei um tapão no cara, q n pessei 2 veses deichei ela peladinha. Ele apertava muito as tetas dela percebi q ela começo a chora de dor ele deu um tapa na cara dela tb disendo. _Cala a boca puta n é pra vc chorar ainda eu ainda nem te fudi. Meu pai dava cada tapa na bucetinha da minha esposa e, q ela já era gordinha mais fico muito inchada. Foi quando ele deu uma escarada na buceta da minha bebe (na hora vi a cara de nojo dela, pois ela já era meio enjoadinha), ele tentou enpurar tudo de uma vez mais por ela ser muito apertada ele n conseguiu, o desgraçado ainda irronizou. _Vc n come essa delicia, eu n crieu um viadinho, ou sera q eu criei, não eu n criei se não vc não teria trasido essa delicia para mim. Na hora eu estava con tanto odio, ele deu outra escarada na buceta da minha esposa, ela só n vomitou pois a dor foi mais, ele havia conseguido empurra tudo de uma vez. Eu só escutava o choro da minha esposa ele bobando com uma violencia na minha esposa, fiquei com medo achando q ela iria morrer, pois aquela menina penininha sendo fudida de tal forma. Ela chorava muito e me chamava. _Amor ta doendo muito, manda ele parar. Eu tentava mais a voz n sais com o medo entalado na garganta. Nossa ele chingo tanto minha esposa quando ele gozou, chamando-a de puta, vaca tetuda, piranha, vagabunda e porai vai, eu sabendo q minha esposa n era nada disso. Meu pai largou ela com a buceta cheia de porra e mandou. _ Limpa essa bagunça piranha. e saiu Eu peguei a minha muleta e foi aé minha esposa nos abraçamos e choramos muito. Ficamos assim por mais de uma hora, eu hálimpei e fomos pro nosso quarto. Depois eu continuo a conta como esta sendo meu terror. meu email é [email protected]

Tirando o cabaço da novinha

Olá caro leitores, vou contar pra vocês como foi minha transa com uma virgem.

Amigo Urso de Pelúcia…

Oi, galera! Esse é o primeiro conto que eu escrevo. E é totalmente baseado em um dilema que eu vivo. Eu me chamo Igor, sou baixinho (tenho 1,60m), tipo físico normal (nem gordo e nem magro), cabelos pretos, coxas grossas e uma bundinha que meus amigos sempre elogiaram por ser saliente. Não sou gay assumido. Talvez por isso boa parte dos meus amigos seja de héteros. Me relaciono bem com todo mundo, mas meus amigos héteros me respeitam e gostam de mim pelo que eu sou. Na minha cidade, muito se suspeita se sou gay ou só sou “atrasado”. Não dou pinta de que sou gay. Mas, eu sei que eu gosto de meninos. Enfim…

Sexo na Rave

Olá, escrevo aqui uma das minhas historias de muitas que quero ainda

Sobrinha Seduzindo Titio e Virando uma Putinha Safada

Bem sei que já dei uma escapada com a cunhada, como relatado em outro conto, porém sempre tratei com respeito as mulheres da família, nem sequer pensei em algo fora do padrão salvo a cunhada safada.

Traí meu namorado com seu melhor amigo

Fernando e eu namorávamos há quase 4 anos, mas um deslize dele fez o nosso relacionamento ficar na corda bamba. Passar por uma traição não é fácil, confesso, e tivemos que deixar meu emprego, famílias e amigos de lado, pra morar em outro local. Fernando disse que aquela mudança poderia ser algo positivo, pra reconstruir nosso relacionamento.Eu havia chegado de um dia intenso de trabalho, naquela tarde só queria tomar um banho e deitar pra descansar. Eu sabia que Fernando, naquela hora, estaria trabalhando, então fiquei mais relaxada pra subir e refletir um pouco.Escutei um barulho vindo do andar de cima assim que fechei a porta, logo me apavorei, não era o Fernando, ele estava no trabalho, eu tinha ligado pra ele quando estava saindo da empresa. Me desesperei com o possível assalto, já que meus pais não tinham a chave de casa. Telefonei para a polícia e resolvi conferir enquanto eles não chegavam.

Negra, casada e muito gostosa

Tudo ocorreu quando mudamos o escritorio para um prédio novo, pois sou advogado, e sou noivo, no prédio pra onde mudamos eu e meu sócio, no andar de baixo, havia um salão de beleza, onde trabalha uma morena escultural, ela é manicure, mulher linda de 1.65 mais ou menos, negra seios médios deliciosos e uma bunda maravilhosa redondinha e no tamanho ideal, como nos viamos todo dia, pois a entrada do prédio é ao lado do salão, ela passou a me olhar e eu reciprocamente olhei, pouco mais de um mês que estavamos nessa troca de olhares ela veio trazer a fatura do condominio, então conversamos por cerca de cinco minutos, o suficiente para saber que ela era casada, mesmo assim ela se mostrou muito excitada em estar conversando comigo, fato que me levou a beija-la, a linda negra não esbossou

Meu marido não gosta de fazer sexo anal comigo

Meu marido não comia meu cu, então dei pro meu cunhado com o aval da minha irmã. Era um domingo, aniversário do meu marido, e todos na minha casa almoçando e tomando umas cervejinhas, mais tarde fomos pra piscina até que ficamos eu e minha irmã num canto conversando, quando seu marido chegou perto de nós nos oferecendo mais cervejas. Ele estava só de sunga pois havia acabado de sair da piscina, e pude observar pela sua sunga molhada o contorno da sua rola semi dura, pois ficava bem delineada, olhei pra minha irmã com um leve sorriso, e ela percebeu a situação, meio constrangida depois da saída dele me pediu desculpas, apenas falei: Sortuda você em!!! Rimos e começamos a falar de sexo comentando sobre o tamanho das rolas dos machos ali presentes. Comentei do meu marido e ela do dela, aí eu disse que a única decepção que eu tinha em relação ao meu, era dele não comer meu cu, pois eu tinha verdadeira loucura em dar o cu e ele não me comia, achava que era uma coisa suja, foi quando ele comentou que o seu marido era louco pra comer o dela, mas ela é quem não queria, pois ela certamente não agüentaria aquela tora do marido enfiada em seu rabo, pois todas as mulheres com quem ela conversava sobre o assunto

Gay dando bem gostoso no Carnaval

Sou bem másculo, 25 anos, o que vou contar aconteceu a cinco anos. Estava próximo do carnaval e estava com meus dois amigos de infância vendo tv e vimos um bloco de carnaval de homens vestidos de mulher. Achamos muito engraçado e combinamos de nos vestirmos assim no carnaval . Todos somos homens e sempre saímos juntos para pegar gatinhas, ninguém nunca pensou em transar com homem.

Comendo a Madrasta Safadona

Sempre imaginei comendo a madrasta, após a separação com a minha mãe, meu pai nunca teve uma outra mulher por muito tempo, namorava com algumas por um tempo mas nada muito sério. Hoje em dia, ele está junto com a protagonista desse conto, seu nome é Sonia, uma coroa que chama bastante a atenção não pela sua beleza, mas pela presença de mulher séria, alta e com belos olhos verdes.

Primeira transa com amiga gostosa

Quero contar que é meu primeiro conto erótico de sexo lésbico. Sempre gostei de contos eroticos de lésbicas e hoje decidi compartilhar o meu. Minha amiga Raquel sempre soube que eu ficava com meninas, mas ela nunca se interessou ( ou nunca mostrou ). Ela é uma loira gata de peitos naturais, corpo gostosinho e uma buceta bem peluda ( algo que eu particularmente adoro ). Eu sou moreninha, seios médios, bundinha gostosa e boceta mais raspadinha.

Comi a casada em Curitiba a pedido do marido

Conheci Letícia através de outros contos, ela me enviou um e-mail falando que se marido queria ser corno.

Dando banho na minha filha

Bom dia, o que aconteceu comigo nesse fim de semana, foi algo que eu nunca imaginei acontecer comigo, acabei até procurando sobre incesto depois do acontecido e preciso desabafar.. Eu tenho uma filha que irei chamar de Joana, ela vai fazer 18 anos em junho, eu tenho 36. Bom, eu moro sozinho e uma ou duas vezes por mês, minha filha passa o fim de semana comigo, no sábado fomos à uma festa e ela acabou bebendo, nunca havia bebido (pelo menos que eu saiba) e acabou passando do limite. Chegamos em casa e ela estava passando mal, falei para ela tomar um banho, ela disse que não precisava, eu insisti e fui abrir o chuveiro na água gelada pra ver se ela melhorava, sai do banheiro e falei pra ela ir, ela não estava aguentando ficar em pé. Eu pedi pra ela tirar a roupa e ficar apenas de roupa íntima, assim ela fez, eu já havia me trocado e estava apenas de bermuda (cueca samba-canção na verdade).

Comendo a minha cunhada gostosa na cachoeira

Minha cunhada é muito gostosa, ela tem 19 anos, uma bundinha perfeita, corpo torneado, peitos durinhos e uma carinha de ninfeta loira que deixa qualquer cara doido de tesão. Meu irmão sempre contou vantagem por pegar essa gatinha e vivia esculachando comigo sempre dizendo que eu nunca pegaria uma gata como a dele, que teria que me contentar com aquelas ripongas da minha faculdade.

Primeira vez com dois

Olá, meu nome é Gustavo tenho 45 anos, casado, passei vida com esse dilema! Adoro ser penetrado, mas sou casado. Vida que segue.

Minha Primeira vez com Raul

Me chamo Lucas, hoje tenho 32 anos. Sou moreno claro, tenho 184 de alt,95kg,olhos e cabelos castanhos, o que ire relatar aqui aconteceu quando eu era adolescente tinha meus 17 anos.

Sara minha devassa predileta

Tudo aconteceu quando eu estava viajando a trabalho.

Minha Primeira vez com uma mulher casada safada

Sou Gabriel, tenho 22 anos e venho contar uma experiência que ocorreu alguns anos atrás. Não sou nenhum 10/10, tenho 1, 72 de altura, corpo normal, porém, tenho pernas grossas e um bumbum durinho que chama atenção de muitas mulheres. Em uma tarde andando pelo bairro parar ir jogar uma partida de futebol, vejo uma mulher nova na rua do lado da minha, era uma baixinha de 1, 60; pernas grossas, cintura fina, cabelos cacheados, olhos verdes e um bumbum empinado. Fui saber um pouco mais sobre aquela mulher, pedi para um amigo que morava na mesma que pegasse o número daquelas mulher (QUE MULHER!). Conforme meu pedido ele trouxe o número (não sei como), trocamos mensagem e se conhecemos um pouco mais. Nome dela era Juliana, e tinha 22 anos, eu já estava doido para dar uns amassos naquela mulher, descobrir que ela era casada, porém, gostava de umas aventuras. Ela me contava que o marido dela deixava a desejar. Logo pedi para ela vim até a minha casa, conversamos bastante e rolava uns olhares safados, fiquei de pau duro só de ver aquela mina. Ela veio com um vestido que destacava seu decote e seu bumbum empinado. Fui chegando perto e até que nossas bocas se encontraram, nos beijamos muito, como se nunca tinha feito isso antes. Aquilo deixava ambos excitado, ela morava na rua do lado a qualquer momento o marido dela podia chegar. Nos beijamos tanto que meu pau tava pra explodir na bermuda, apertei aqueles peitos durinhos e chupei como se fosse o último da terra, coloquei minha mão na buceta dela que já estava enxarcada e brinquei com seu grelinho. Aquela buceta é um sonho, branquinha, raspadinha e muito gostosa. Não aguentando mais, cair de boca naquela buceta, chupei por alguns minutos até que ela gozou, que delícia! Logo depois ela se ajoelhou e abaixou minha bermuda mostrando meu pau duro como ferro, aquela safada caiu de boca como se não tivesse outra rola no mundo pra ela chupar. Mamava igual uma puta, babando todinho no meu pau e subia e descia (mulher casada tem uma experiência nisso). Quase aquela gostosa faz eu gozar, queira meter minha rola naquela buceta. Brinquei mais um pouco e coloquei meu pau na direção da entrada, coloquei a cabeça rosada e grossa, ela já gemia gostoso, enfiei todo meu pau naquela buceta. Metia naquela buceta com todo gosto, ela gemia alto e logo teria um orgasmo. Não demorou muito até que anúnciei que ia gozar, ela me pediu que gozasse na boca. Comi por mais alguns minutos aquela buceta e tirei meu pau daquela delícia e soltei um jato forte de porra na boca da safada, ela engoliu tudo e me olhava com cara de puta. Um detalhe importante, estava na casa dos meus pais e estava sozinho neste dia, fodemos na sala a tarde toda. Depois disso transavamos toda vez que tinha oportunidade.

Fodendo com o professor da academia

Depois que concluí o ensino médio, entrei pra faculdade , mudei de cidade conheci pessoas agradáveis, fiz novas amizades, novos “namoricos”- nunca nada sério, e minhas novas amigas mim convenceram a frequentar a mesma academia que elas. Elas sempre mim diziam que havia uns rapazes por lá que eram de encher os olhos. E olha….. Vou confessar que não era exagero da parte delas não, era cada um mais lindo que o outro. Mas o que mim conquistou mesmo foi o Professor. Ele era o sonho de qualquer mulher: lindo em todos os aspectos, gentil, atencioso, etc… Tão atencioso que em menos de um mês minhas amigas já diziam que eu havia conquistado o professor. Eu nunca tinha reparado em nada, mas depois do que elas falaram eu comecei a observar que durante os treinos ele não tirava os olhos de mim, estava sempre disposto a mim ajudar com os exercícios mais difíceis. Até que uma certa vez, eu não pude ir à academia na sexta-feira, então resolvi ir no sábado pela manhã. O movimento estava calmo, academia quase sem ninguém. Como de costume, ele estava sempre por perto mim ajudando e enquanto fazia os exercícios, conversamos muito. Depois de uma pequena pausa, ele mim disse…