gordinha do bucetao

Metendo com a Minha Tia Gordinha Safada

Bem…venho através desse site relatar um acontecimento em minha vida que até hoje me ecxita muito.Ao contrário do q muitos pensam o relato é real e até hoje me excito de relembrar e por isso quis detalhar bem o relato para que não faltasse nada…. Sou branco….1,88m….78kg,olhos e cabelos castanhos.Tudo começou num dia em que meus primos resolveram ir para a praia e me convidaram para passar o final de semana junto com eles.Iriam meus dois primos:Marcos de 19 anos,Ricardo de 15 e a minha tia de 48 anos.Minha tia(Neuza) tem mais ou menos 1,60m e uns 70 kg……é bem cheinha,mas com seios fartos e uma bunda enorme…..e com cabelos lisos na altura dos ombros..sempre foi muito caseira e sempre usou roupas “reservadas”,ainda mais pela idade… No primeiro dia na praia,todos fomos pegar um sol enquanto a minha tia ficou no apartamento preparando o almoço.Eu estava tomando um sol,quando derrepente lembrei que teria que ligar para a minha namorada que havia ficado em são Paulo e então resolvi ir até ao apartamento pois havia deixado o meu celular na mochila…..ao entrar no apartamento não vi sinal de minha tia e então fui a sua procura.Ao me aproximar do quarto ouvi uns gemidos ,mas como sabia que o meu tio estava trabalhando em são

Minha esposa é puta do me pai

Oque vou contar aqui é mais um desabafo pois só vivo com esse tormento porque eu n tenho opção, pois AMO MUITO a minha gata Meu nome é César tenho 28 anos ela se chama Carolina (nomes ficticios) 24 aninhos, morena, 1,55 de alt. Fofinha do de cintura fina e seios fartos( e q seios) ela é do estilo fofinha, gostosinha, baixinha oda durinha. Somos de campinha grande PB, municipio de lagoa seca. Quando conheci Carol ela tinha 16 aninhos, e já era um tesão, mais porem ainda virgem, n conseguia come-la nem ca porra, menina jogo duro. Quando ela fez 17 eu já conseguia passar a mão na xaninha, xaninha nada ela tem um bucetão bem carnudo, mais eu já conseguia passar o dedo no gelinho e mamar nos tetão dela. Mais fuder q era bom nada, ela tinha o dominio sobre mim. Até q apois quase 2 anos de namor finalmente eu conseguir tirar o cabacinho dela ( n sangrou talves pq eu já tinha dado tanta dedadaq eu tenha tirado o cabaço no dedo). Ela tinha sido criada pelos tios pois a mãe havia falicido e o pai foi embora pra são paulo. Já eu marava com meu pai até q depois de consegur comer então desidir nos casar. Comprei uma moto com a ajuda domeu pai e fui trabalhar de moto taxi e estava levando a vida numa boa, sai da casa d meu pai e aluguei uma casinha humilde mais com a grana do trampo dava pa manter. A um meio atrás sofri um assidente e como n pagava inss fiquei na merda, tive q entregar a casa pois n podia trabalhar estava com a perna ferrada e ia demora un 6 meses pra me recuperar, sem contar q a mot deu perca total, tive q ir morar com o velho. Meu pai tem 56 anos um coroa meio asqueroso, pois n é muito de se preucupar com sua higiene pessoal, em contar com o visio dao alcool (deve ser por isso q minha mãe no abandonou quando eu ira garoto (10 anos). Ele e muio tuncudão mais forte q eu , tambem a viva toda ele foi borracheiro de caminhão e eu nunca gostei de pegar no pesado. Certo dia eu estava em casa deitado no sofá de 3 lugares e minha esposa estava no de 2 lugares assistindo a novela das 20hs, meu pai chegou já bebado minha esposa pedio há ele para tomar um banho enquanto ela fazio seu prato, ele pegu e me falou. _Vamos dividir essa esposa ai meu filho. Eu e minha esposa demos risada de levammos na brincadeira, eu mau sabia q era verdade oq ele queria. Foi quando ele mandou ela ir até a cosinha e traser o prato dele, enquano ela estava na cozinha eu disse à ele pra pegar leve. Ele mandou eu tomar no cú e q enquanto eu estives em baixo do teto dele com minha esposa teria q acatar as ordens dele, eu como sempre morria de medo dele , fiquei na minha, acho q minha esposa n escutou nada. Ele sentou no sofá de 2 lugares e quando ela chegou com o prato dele, ela perguntou se ele n iria tomar o banho antes, ele respondeu q n havia nessecidade e perguntou há ela se ela estava encomodade ela com receio da ignorancia dele disse q não. Então ele ordenou q sentase do seu lado, enquano ele jantava mercebi q nos intervalos das garfadas ele descansava as mão nas pernas da minha esposa e cada vez subia mais e ela se apertando cada vez mais no canto do sofa, eu fingi q n estava vendo nada. Quando ela tentou se levantar ele a aguarou pelo braço e falou. _ Eu n dei ordem para vc levantar . Ela riu, e ele disse q falava sério e q se ela quisesse morar ali comigo ela teri q ser esposa dele tb e q ela teria q cumpri tudo q ele dissesse, ela me olho e eu abaixei a cabeça pedindo para q ela obedecesse pois nos n tinhamos escolha. Eu juro q se ela podesse volar pra casa dos tios dela ela voltaria mais como ela saiu brigada de la pois eles era contra o nosso casamento. Ela sentou no sofá e ele dizia _Isso é assim q eu gosto. Foi apartir desse ponto ele começo a ficar mais ousado, entregou o prato para ele e pedio para ela dar a comia na boca dele deixando as mão dele livre, então ele passava a mão nos seios dela e dissia. _ Que tetas gostosa tem essa vaca em filho, agora eu vou saborear essa puta tambem, pois eu já vi vc manando ela e vi a cara de tesão dela. e completou _ Vc tem um baita tesão nessas tetas ne minha esposa? Ela ainda meui q estatica n disse nada então ele deu um tapa no prato e disse. _ Vc é surda vagabunda? Ela respondeu _ Não n senhor Ele mandou ela limpar a bagunça e q fosse rapido, quando ela foi a cosinha eu tentei conversar. Eu só falei PAI e ele já respondeu. _ Cala a boca ninguem mandou vc ficar se esfregando com ela e me matando de tesão vc deixou as coisa chegarer a esse ponto então fica quieto e se prepara para oq vc vai ver. Quando ela voltou ele estava sentado no sofa, ela se abaixou pra limpar e quando foi levantar deu de cara com a pica dele, era o dobro da minha eu nem acrediei q a domeu pai eta tão grande e eu com certesa n puxei há ele deve se por eu ter fimose se estar um pouco acima do pesso. Ela tomou um baita susto q chegou a cair sentada e ele disse q agora ela irinha conheser uma pica de verdade pois ele sabia q eu tinha uma micharia. O pior n é isso pra tirar a virgindade da minha esposa foi muito difcil pois ela tinha a cavidade vaginal muito pequena, ela ate chegou a procurar um especialista pois ela sempre sentia dores quando tinhamos relação. comparando q só tenho 12cm e fino, o médico esplicou q era normal e quando ela ia fazer exame preventivo ele utilizava um aparelho q era para mulheres q tem esse problema, bom mais voltando ao assunto. Ela fiou boquiaberta com aquela rola ele já puou pelocabelo e enfiou aquela coisa q devia ter uns 22cm e era grosso como era grosso, eu só escutava ela entadando. Ele então puxou pela pra perto do me rosto e falou. _ Olha filho ela mamando, miha pica n cabe na boca dela olha. Ela estava quase vomitando por causa do tamanho e por causa do odor de pinto suado sem lavar, eu podia ver a cara de nojo dela. Minha esposa q tinha total controle de mim estava completamente submissa ao meu pai. Ele então mandou eu tirar a rou a dela _ Filho tira a roupa dessa puta q eu vou fuder ela. Mais eu n obedeci, então tomei um tapão no cara, q n pessei 2 veses deichei ela peladinha. Ele apertava muito as tetas dela percebi q ela começo a chora de dor ele deu um tapa na cara dela tb disendo. _Cala a boca puta n é pra vc chorar ainda eu ainda nem te fudi. Meu pai dava cada tapa na bucetinha da minha esposa e, q ela já era gordinha mais fico muito inchada. Foi quando ele deu uma escarada na buceta da minha bebe (na hora vi a cara de nojo dela, pois ela já era meio enjoadinha), ele tentou enpurar tudo de uma vez mais por ela ser muito apertada ele n conseguiu, o desgraçado ainda irronizou. _Vc n come essa delicia, eu n crieu um viadinho, ou sera q eu criei, não eu n criei se não vc não teria trasido essa delicia para mim. Na hora eu estava con tanto odio, ele deu outra escarada na buceta da minha esposa, ela só n vomitou pois a dor foi mais, ele havia conseguido empurra tudo de uma vez. Eu só escutava o choro da minha esposa ele bobando com uma violencia na minha esposa, fiquei com medo achando q ela iria morrer, pois aquela menina penininha sendo fudida de tal forma. Ela chorava muito e me chamava. _Amor ta doendo muito, manda ele parar. Eu tentava mais a voz n sais com o medo entalado na garganta. Nossa ele chingo tanto minha esposa quando ele gozou, chamando-a de puta, vaca tetuda, piranha, vagabunda e porai vai, eu sabendo q minha esposa n era nada disso. Meu pai largou ela com a buceta cheia de porra e mandou. _ Limpa essa bagunça piranha. e saiu Eu peguei a minha muleta e foi aé minha esposa nos abraçamos e choramos muito. Ficamos assim por mais de uma hora, eu hálimpei e fomos pro nosso quarto. Depois eu continuo a conta como esta sendo meu terror. meu email é [email protected]

Tio Safado Tirou Meu Cabaço e da Minha Prima

Cresci praticamente livre em um lugar que mais se assemelhava a um cortiço. Um terreno grande onde existiam 06 casas sem muros internos e com áreas de lazer comuns, mas apesar da pobreza do lugar, todos eram pessoas honestas e trabalhadoras e alem disso quando havia necessidade praticamente todos eram solidários no que podiam.

Comi a casada encima da mesa

Olha eu aqui de novo! Me chamo Anderson, hoje tenho 25 anos, sou moreno, magro, 1,70 de altura, 60 kg, não sou nenhum galã, mas tenho uma pegada muito firme e uma conversa boa! é o segundo conto que escrevo (tenho vários, caso gostem) peço desculpas qualquer coisa…