desenho animado incesto

Realizando nossas fantasias

Meu nome é Clara. Tenho 45 anos e sou casada há vários anos. Desde jovenzinha sempre fui muito fogosa, namoradeira e transei com todos os namorados que tive. Com o tempo é natural que o casamento dê uma esfriada no sexo e não foi diferente no meu caso. Eu e meu marido sempre tivemos uma vida sexual bem ativa, por isso quando a coisa começou a esfriar sentamos para conversar. Sempre fui mais atirada e como era para falarmos de desejos e fantasias, já fui logo dizendo:

O cuzinho da prima lésbica

Quem nunca focou no rabão da prima gostosa?? Ana era filha do meu tio Gerson, que constantemente frequenta minha casa por ser um irmão bem chegado do meu pai, e Ana a acompanhava em todos os momentos. Nós duas não passávamos tanto tempo juntas, eu ficava na minha, preferia comer ela com os olhos, com as roupas que ela usava, me dava tanto tesão que as vezes não aguentava, e tinha que correr pro banheiro pra bater aquela siririca.

Virei putinha safada de um desconhecido na boate

Estou em casa agora realizando um projeto e me lembrei de um fato ocorrido no ano passado, resolvi compartilhar com vocês. Bem eu sou casado, maduro, discreto, mas sempre gostei de sexo entre 4 paredes e, nas relações com outros homens gosto de ser a mulher, de ser passivo. No ano passado depois de um dia exaustivo, meus amigos insistiram para irmos numa boate para beber, daquelas que são frequentadas por mulheres, casais, homens solteiros. O lugar era bem escurinho e sentamos em uma mesa e bebemos muito. Num certo momento meus amigos sumiram e fui até o banheiro, estava bem tonto e resolvi sentar para fazer xixi e um cara me observou durante todo o tempo. Era um cara alto, gordo, meio moreno. Voltei para minha mesa e, de repente e sem cerimônia nenhuma ele sentou também e começou a conversar se insinuando todo. Eu estava meio grogue e não percebia suas investidas, mas reparei que ele começou a acariciar minhas coxas e metendo a mão por baixo até minha bunda (eu estava com as pernas cruzadas). Pouco tempo depois ele me convidou para irmos para uma mesa mais discreta que ficava atrás de um pilar, aceitei e ele pediu outra bebida, tomamos e sem perceber ele se sentou ao meu lado no estofado e me abraçou e foi logo querendo me beijar, recusei, mas ele era bem forte e me segurou o rosto e me deu um beijo passando sua língua pela minha boca inteira, senti um arrepio enorme e me deixei entregar a ele, ao mesmo tempo que acaricia minhas coxas ele dizia palavras que não entendia direito. Então ele pegou minha mão e a levou até seu pau que, a essa altura estava uma pedra e muito volumoso, acariciei por cima da sua calça, mas ele não se contentou e abriu o zíper e me mandou pegar, senti maior ainda, com muitas veias, latejante, quente, acariciei demoradamente e ele sempre me beijando na boca e acariciando minhas coxas, passando sua mão nas minhas tetas, apertando os mamilos, arrancando arrepios na minha coluna. Ficamos assim um longo tempo até que ele me disse que iríamos para um quarto no andar de cima, eu disse que estava bem tonto e ele me ajudou a caminhar até lá. Chegamos no quarto ele me jogou na cama, tirou minha camisa e calça e abaixou minha cueca, me deixando totalmente pelado. Tirou sua roupa e ficou no lado da cama, me mandou sentar e chupar seu pau eu não obedeci porque estava tonto e ele me deu um tapa na cara e ordenou que chupasse. Então obedeci e comecei a chupar o saco, colocando uma bola na boca, depois a outra e fui subindo o mastro, dando pequenas mordiscadas, ele gemia, cheguei a glade e lambi bem aquela pistola. Quando cheguei a cabeçona, estava muito quente, passei a língua em volta e coloquei demoradamente na boca, ele se arrepiou todo e deu um gemido, chupei muito aquele caralho gostoso até que senti um liquido quente e denso melar toda minha boca, em abundância, era o melzinho que está sendo largado pelo tesão dele. Ele pegou seu pau e esfregou em toda minha cara, me lambuzando todo, continuei chupando muito. Depois de um tempo ele me jogou na cama e me colocou de bruços, colocou uma almofada em baixo mantendo minha bundinha bem empinada, montou a cavalo sobre mim, abriu minhas nádegas e pincelou na portinha, colocou seu pau na entradinha, se deitou nas minhas costas, me amassando contra a cama (ele era bem gordo), segurou meus braços sobre minha cabeça, pressionou minhas pernas com as suas e estocou devagar, dei um grito, mas ele abafou contra o travesseiro e me mandou ficar quieto, forçando novamente, tentei escapar, mas a almofada me mantinha com a bunda empinada, e o peso dele não deixava me mexer e ele me disse ao ouvido que não adiantava eu reclamar, ele iria me comer de qualquer jeito e estocou com mais força e continuamente, com muita dor, senti meu cuzinho arregaçar e a cabeça da piça entrar, ele parou um pouco e manteve assim, beijando no meu ouvido e me chamando de putinha gostosa. Em seguida pressionou mais ainda e comecei a chorar de dor (seu pau era muito grosso) sentia meu cuzinho sendo arrombado e não conseguia evitar e nem me mexer, ele impetuosamente socava continuamente, seu pau era enorme e parecia não ter fim, já sentia dor nos intestinos e aquele brutamontes continuava empurrando, pedi desesperadamente para ele parar e tirar porque estava me arrebentando, mas ele só gemia e me dizia que ainda não tinha socado tudo e continuou. Já estava quase desmaiando quando senti seu saco bater na minha bunda e seus pentelhos duros como arames me roçarem o rego, seu pau parecia que estava empurrando meus intestinos, ele gemia alto e manteve tudo socado dentro de mim, ficando assim durante alguns longos minutos. Depois foi retirando, fiquei feliz por alguns instantes, ele tirou quase tudo e começou a socar novamente, agora num vai-e-vem continuo, o tesão dele era tanto que gemia e babava no meu pescoço, a foda ritmada fazia um barulhinho e ele socava com força, depois ele abriu minhas pernas e ficou no meio o que me deu mais dor ainda e ele socava sem parar, ora socando tudo até as bolas e ficando parado no fundo, ora retirava tudo e metia de novo, ficamos assim muito tempo e aquele animal não gozava. Eu chorava e ele dizia que era assim mesmo que as menininhas faziam, me fodendo sem parar. Tempos depois ele deu um gemido forte, urrou e senti seu pau inchar e latejar muito, ele socou tudo com força até as bolas e despejou toda a porra dentro de mim, eu contei 8 jatos muito fortes, densos, quentes e quando terminou ele ficou com seu pau no fundo, dando pequenos espasmos. Ficou assim um tempo e senti seu caralho diminuir um pouco, mas seu peso aumentou muito, porque ele foi relaxando e largando o peso sobre mim. Pedi que saísse de cima porque estava muito pesado, ele então juntou minhas pernas novamente e foi retirando seu cacete e quando saiu todo, uma enorme quantidade de leite quente e denso escorreu do meu cuzinho, derramou pelas pernas melando tudo. Ele esfregou eu pau na minha bunda e se deitou ao meu lado, me chamando de putinha gostosa e que queria me comer mais ainda. Depois dessa foda, ele me comeu mais duas vezes naquela noite, mas isso conto em outro texto.

Traí meu namorado com seu melhor amigo

Fernando e eu namorávamos há quase 4 anos, mas um deslize dele fez o nosso relacionamento ficar na corda bamba. Passar por uma traição não é fácil, confesso, e tivemos que deixar meu emprego, famílias e amigos de lado, pra morar em outro local. Fernando disse que aquela mudança poderia ser algo positivo, pra reconstruir nosso relacionamento.Eu havia chegado de um dia intenso de trabalho, naquela tarde só queria tomar um banho e deitar pra descansar. Eu sabia que Fernando, naquela hora, estaria trabalhando, então fiquei mais relaxada pra subir e refletir um pouco.Escutei um barulho vindo do andar de cima assim que fechei a porta, logo me apavorei, não era o Fernando, ele estava no trabalho, eu tinha ligado pra ele quando estava saindo da empresa. Me desesperei com o possível assalto, já que meus pais não tinham a chave de casa. Telefonei para a polícia e resolvi conferir enquanto eles não chegavam.

Comendo minha ex gostosa com o strap on

Então galera, to aqui pra contar pra vocês uma das minhas experiências sexuais. Pra quem não sabe eu tenho 23 anos, sou lésbica, cabelos pretos, olho escuro, tenho 1.70 de altura e sou bem gostosinha haha.

Dando meu cuzinho pro meu namorado

Me chamo I e meu namorado W somos jovens e adoramos sexo namoramos há quase um ano, tenho 23 anos e ele 24, sou loira, pele clara, tenho 1,70, e ele moreno claro, forte um corpo delicioso e muito gostoso! Sentimos muito tesão um pelo outro e quando estamos juntos é praticamente impossível nos mantermos longe um do outro, sem imaginar alguma putaria ou fantasia pra realizar na cama! Me senti atraída pelo W desde o momento em que o vi pela primeira vez, nossa química já era muito forte só pelo olhar! Vou contar a vocês a primeira vez que resolvi dar meu cuzinho a ele! Estávamos sem fazer nada no feriado em casa, então resolvemos reservar um quarto de hotel para passarmos a noite e lá relaxar, transar, relaxar e transar de novo como sempre fazemos! Havia reservado esse quarto de hotel,muito bonito por sinal!

Transei com meu vizinho safado

Olá, boa tarde! Me chamo Liny, tenho 24 anos,tenho olhos verdes, cabelo curto castanhos sou fofinha e casada a 4 anos. Bom tudo começou assim. Estava de boa na casa de minha mae, nao tinha ninguem na casa dela so Eu, ai meu vizinho B entrou e disse que queria ficar comigo,que sempre teve vontade so que nunca teve a oportunidade de falar pra mim que sentia vontande de ficar comigo… Ai começou a rolar um clima, começei a passar a mao no cassete dele, ele ficou louco de tesão, e começamos a nos beijar, fui ficando molhadinha, e com tesão, ai ele enfiou a mao dele dentro de minha bermuda e começou a me masturbar, nao pensei duas vezes vou chupar ele…. Então eu me abaixei e dei uma xupada gostosa no pau dele, ele gemia gostosooo, e passava as maos sobre meu cabelo e emburrava a minha cabeça com força para engolir o pau dele… O negoço estava esquentando, que tirei a minha bermuda e pedir a ele que me fudesse gostoso, ele entao de colocou com as mao na parede e me penetrou pro traz abrindo a minha buceta com tanto tesão que pude sentir a sua vara entrando com força, eu gemia, gemia, gemia, e era ai que ele metia a vara sem dor na xoxota gordinha, eu dei uma sentanda gostosa, e rebolava, ele pediu pra parar se nao iria gozar na minha buceta…. Entao eu parei, e fiz uma boquete pra ele, dei uma mordida na cabeça do pau dele, e continuei a chupar, ele então gozou na minha boca e me chamou de puta,safada…..adorei. Por hj é só, mais continuarei parte 2. BJOOOOSSS E BOA TARDE.

Cerveja, vodka e traição

Olá meu nome é Douglas(30) e minha esposa se chama (27)Jéssica ( mulata, 1.58m, 55kg, bumbum cheinho, seios pequenos) tipo índia, casados há 2 anos. Ela trabalha em uma loja de roupas aqui da cidade mesmo, tem uma amiga do trabalho(Duda 38) loira, magrinha, 1.65 +ou- , seios grandes, bumbum de tamanho normal e uma boca linda, sempre fantasiei ela chupando meu pau…ela namora um rapaz de outra cidade que todo fim de semana está com ela…moreno, alto, cabelos e olhos castanhos e uma condição financeira bastante estabilizada do tipo que gosta de ostentar… Vamos ao que interessa!

Quem vê cara não vê coração

Trabalho com caminhão já faz algum tempo. E vou compartilhar algumas aventuras que aconteceram comigo.

Transando com a coroa safada do bairro

Essa é minha história, apenas o nome renato é fictício.

Sonho erótico com o atendente negro

Eu e meu marido frequentamos uma tabacaria na nossa cidade, algumas vezes precisei ir lá sozinha e foi quando um atendente me despertou interesse, ele é um negro alto, forte , careca e barbudo. Na primeira vez que me atendeu sozinha, me comeu com os olhos, eu estava com um cropped decotado e precisei repetir duas vezes minha pergunta pois ele não tirava os olhos dos meus seios, eu sorri e ele ficou sem graça. Tenho 25 anos, sou branquinha, pequena, ruiva, falsa magra, seios pequenos e bunda grande! Depois disso comecei a reparar mais nele e hj tive um sonho erótico com este rapaz. Sonhei que tinha ido até lá e ele nao tirava os olhos dos meus seios, veio em minha direção e na frente de todos, rasgou minha blusa e começou a chupar meus seios e eu deixei estava gostando da sensação de ser possuída por aquele

Chantageado pelo primo

A minha vida sempre foi cheia de surpresas pois após a descoberta na minha infancia

Vontade louca pelo meu vizinho

Moro em uma apartamento e recentemente mudou um vizinho p/ cá que me deixa molhada só de ver ele chegar. Ele é alto, não é malhado mais é grande, cabelo e barba grisalha, deve ter uns 50 anos. Eu tenho 40 anos tenho 1,60 e 52 kg, sou branquinha e cabelos lisos e ruivos. Outro dia eu já tinha bebido um pouco e estava sozinha em casa, aaa sou casada, então desci p/ pegar meu celular que tinha esquecido no carro e ele tava chegando. O carro dele fica bem do lado do meu, ele estava parando o carro e eu ja dentro do meu procurando meu celular. Como ia apenas pegar meu celular desci com

Tive a melhor transa da vida

Tudo começou quando ele me deu aquele sorriso no primeiro dia de trabalho ,foi um sorriso diferente tinha uma mistura de inocência com safadeza ,era um puta sorriso.Nas primeiras conversas já dava pra notar o que ele queria ,mais ele era sempre cuidadoso com o que dizia ,porque sempre havia alguém perto de mais para que ele pudesse usar as palavras que ele realmente queria.

Aventuras desonrosas

Eu sou Hélio, tenho 33 anos, solteiro e bem gostoso, trabalho como funcionário público e sou um bon-vivant incorrigível, sou hétero e só tive aqueles famigerados troca-troca na adolescência com um primo mas depois me senti abusado por ele, embora não tenha rolado penetração, só felação e esfregação mesmo, mesmo assim mesmo tendo passado muito tempo não digeri bem aquilo.

Uma Bela Morena

Olá, venho a esse site contar uma das minhas aventuras, trabalho em uma grande empresa de Logística em Belém-Pa, tenho 51 anos, sou moreno claro,1,80m, 100kg, olhos e cabelos negros, sou casado a 26 anos, por isso só irei dizer a primeira letras dos nomes.

Delícia de Cunhada Casada

Olá… avisei a ela que iria enviar este relato e ela adorou… Sou Loiro de Olhos azuis…Alto…em forma apesar dos 39 anos…… bem dotado…Mas vamos aos fatos..Tenho uma Cunhada Baixinha… super gata… uns 35 anos… dois filhos…. super gostosa.. e que já abalava minha cabeça com fantasias…Um dia porem, estava na estrada quando recebi uma ligaçao dela querendo saber se eu estava chateado no aniversário na casa do filho dela. Achei estranho e falei que não que estava tudo bem.. e ela me perguntou se poderia fazer algo. Imediatamente respondi que sim.. que ela poderia se desculpar não sei pelo que..rs com um beijo na boca bem gostoso. A partir daí começamos a nos falar pelo fone, e-mail… e as

Vizinho tarado

Na época tinha 18 anos não podia dirigir, ai encarava o onibus. Entrei no ônibus que já estava lotado e fiquei em pé, como quase sempre ocorria. Não demorou muito e a minha bundinha empinada sob a sainha chamou a atenção de um homem mais velho que se posicionou atrás de mim, eu cansada e sendo chacoalhada para todo lado e de repente sinto que ele encostou de leve na minha bundinha, imediatamente senti um arrepio que subiu até a minha nuca, deixando meus pelinhos em pé, nunca tinha sentido aquilo no ônibus e não sei por que estava sentindo agora.

Transei com minha sogra safada

Sempre respeitei bastante a minha sogra, e nunca havia nem pensado em ter alguma relação com ela. Na verdade eu sempre a vi como uma 2ª mãe, e ela como um filho. Depois que casei com C. minha esposa, passei a frequentar menos a casa da minha sogra. Geralmente íamos visitar nos finais de semana. Certa vez numa sexta, eu e minha esposa chegamos cedo na casa da minha sogra, por volta das três da tarde, meu sogro não estava, tinha saído. Lá por volta das quatro horas da tarde, minha esposa saiu para um compromisso, mas eu decidi ficar na parte de fora da casa lendo um livro, e é aí que tudo começa.

Uma suruba de iniciação

Este é um conto erótico que relata o momento em que Lúcio tira o cabaço de Giulana numa orgia, e começou com uma simples provocação.

Dando para meu sobrinho

Bom, meu nome é Mariana, tenho 31 anos, mais aparento ter menos, sempre recebi muitos elogios pela minha aparência , sempre fui magrinha…toda pequena, uma verdadeira ninfeta insaciável na cama e nas minhas imaginações.

Tentação, Difícil ver, tocar e não comer 2

Bom, Todos já sabem quem sou, vamos ao que interessa, Ao final daquela sacanagem onde acabei gozando e melecando a buceta de Lilian, parte espirrou por acidente nos lábios, onde jpa tinha dito que ela passou a língua de forma tão sacana que impossível olhar para ela e imaginar que eu estava diante de uma puta, Lilian passava a língua nos lábios superiores, com uma mão ela passava na virilha dela espalhando tudo, quando achei que ela pegaria a calcinha doll para limpar a mão ela levou os dedos uma a um na boca, eu deitado atrás dela vendo o filme de putaria onde a Hellen Matheus fodia muito, Lilian assistindo e lambendo os dedos, logo que o filme acabou acabamos ficando por ali mesmo na minha cama, fiquei

A Noiva Gostosa na despedida

Oi, eu sou a Andresa e tenho 28 anos. Sou morena clara peitos grandes e durinhos natural tenho uma bucetinha da forma que todos homens gostam surreal molhadinha e resolvi publicar meu conto aqui, porque vou me casar ano que vem com corninho do meu noivo se você não leu os outros contos não perca tempo corre e ler.

Comi a vizinha e sua prima

Como vai rapaziada esse conto aconteceu no começo do ano no dia 18/01/2001.Vou comecar contar nesse dia fui dormir na casa de me amigo que se chama Carlos, ele tem uma irmã muito gostosa o nome dela e priscila(morena de 1,58 de altura, cintura fina, seios pequenos,coxas grossas, e uma bunda redonda)nesse dia eu nao sabia que a prima dela iria dormir la tb o nome da prima dela e Leticia(morena da mesma altura,cintura tb fina, coxas grossas, seios médios,e uma bunda pequena mas redondinha ) esqueci de sitar minha idade e das meninas eu tenho 16 anos a pri tem 14 e a le tem 15.

Tinder

Salvador, sábado, último fim de semana do verão de 2019. Acordo às 7hs. Café da manhã, corrida na orla do Rio Vermelho – como um bom soteropolitano- academia e missão cumprida! Agora, começo a curtir o sol intenso na praia da paciência. Dia lindo. Céu azul. Praia cheia! O sábado só estava começando e, pelo anda da carruagem, prometias boas surpresas. Junto com o final da tarde foi se aproximando um fantástico por do sol. Cenário perfeito para baianos e turistas contemplarem Salvador.