cuzinho suado

Arrombando o cuzinho da cunhada

Olá Sras. e Srs, tudo bem com vocês? Primeiramente, gostaria de agradecer a quantidade e-mail enviadas por leitores elogiando meus contos, fazendo perguntas ou até mesmo enviando fotos de suas aventuras (não publicarei os nomes aqui por respeitar o pedido de sigilo). Muito obrigado! Conforme pedido, segue mais uma historinha vivida com a minha ex-cunhada, com quem curti muitos bons momentos. Sou um cara que adora ver filmes e videos pornôs e muita coisa que vejo ali, procuro fazer com minhas parceiras. Certa vez, vi um video que me deixou maluco…rs. Pra variar, a historinha não fazia sentido nenhum, aliás, pra que historinha, não é? Duas amigas estavam sentadas em uma banqueta, na frente de um bar, uma delas com uma saia tao curta que sua bunda ficava a mostra! Um cara estava observando ao longe a conversa e

Comendo o Cuzinho Virgem da Safada

Como eu comi o cuzinho virgem da ritinha. Vou contar o primeiro de muitos contos, vamos lá… Sento-me no sofá, mostro-lhe a vara endurecida de tesão, acaricio-a lentamente, Ritinha liga a música começa a dançar, aproxima-se de mim, passa a mão pelo corpo, provoca-me com um sorriso malicioso, passa a língua nos lábios, tira a calcinha devagar, mostra bucetinha pequena.

Perdendo o cabaço do cuzinho

– Lu…(minha amiga, Vanessa)

Minha namorada pediu pra eu comer o cuzinho dela

Tínhamos marcado de nos encontrar as 19:30h, logo depois de eu sair do trabalho

Meu marido descuidou, virou corno

Sou Carla, mulher de 36 anos tipo atraente e bonita, em forma, profissionalmente satisfeita, adoro sexo em todas as suas possibilidades e sempre havia sido fiel ao meu marido. Até há algum tempo ele nunca houvera dado motivos para trai-lo ou desejar ter outro homem. Sou multiorgásmica, sempre fui assim desde a adolescência, namorei muitos rapazes e sempre exigi o máximo em nossas transas, máximo em qualidade – que na juventude não era tão boa – mas, principalmente em quantidade. Quando conheci meu marido, o Ailton, me apaixonei de cara e tivemos uma relação plena durante namoro, noivado e grande parte de nosso casamento. Mesmo durante a faculdade e o período de residência (fizemos medicina) estávamos sempre prontos um para o outro. Hoje estamos formados, exercendo nossa profissão e juntos há 16 anos.

Putaria no Metro de SP

Esse fato ocorreu em junho de 2017, quando fui a São Paulo para visitar alguns parentes e estava indo para a rodoviária da Barra Funda, peguei o metrô em Itaquera e junto comigo entro um rapaz alto por volta de 1,80m, cabelos curtos e pretos olhos pretos, sem barba, por volta de 25 anos no máximo se chamava Fernando, estava com uma bolsa nas costas, de social e fones de ouvido. Era segunda feira o metrô estava lotado, quase não consegui entrar, com muito esforço, entrei, fiquei de frente para ele, com os fones ele olhava para o horizonte enquanto eu o observava discretamente sentia sua respiração, que tesão. Por duas vezes nossos alhares se cruzaram, resolvi virar de costas para segurar melhor, ele estava encostado na porta, o vagão estava cheio, mas tinha espaço o suficiente para se mexer. O metrô balançava e as vezes nessas balançadas minha bunda encostava no pau do cara, no começo fiquei meio constrangido e tentei me ajeitar, porém, durante os balanços eu ainda encostava no homem, mesmo que sem querer. Aos poucos isso foi me exitando e eu ficava imaginando o que o cara estava pensando, será que estava gostando? Aquilo foi ficando gostoso demais a minha cabeça rodava um filme pornô. Não importava, gostando ou não gostando, continuei roçando nele involuntariamente até a estação Sé.

Fui comida no apagão por um mulato gostoso

Eu sou gamada em sexo oral, é algo que mexe com meu corpo, sinto um tesão enorme em chupar um pau e fazer um homem gemer e delirar com minha língua, aprendi, depois de muito pesquisar e ver filmes a fazer garganta profunda, amo sentir os jatos de leite quente na boca e me lambuzar todinha.

Sexo Gostoso no Ônibus

Estou por aqui de novo para contar uma aventura ocorrida la em meados de 2005. Bem sou o Lorenzo, e como não me apresentei em meu conto anterior, aqui vai um pouquinho de quem sou;

Se meu marido soubesse disso

Sei que sou bonita e que chamo muito a atenção dos homens, ainda mais que adoro exibir meu corpinho em roupas curtas e justinhas. Meu marido morre de ciumes, mas já disse a ele que não abro mão de me vestir como gosto. Vivo recebendo cantadas, inclusive de amigos do meu marido, mas nunca tinha caido em tentação, apesar de meu marido não me satisfazer sexualmente, por causa dos filhos e também por que casei virgem… Mas tudo aconteceu num

Foda frenética com o entregador de pizza

Olá, sou Bruna, tenho 1,65 de altura, seios fartos e bicudinhos apontados pra cima, coxas grossas, bunda grande redondinha e empinada além de cintura fina, chamo muito a atenção dos homens e adoro me exibir com shortinhos, vestidinhos e amo sair sem sutiã, na verdade não uso nunca pois tenho seios muito durinhos e firmes e sempre naturalmente ouriçados, adoro me exibir,

Virei uma puta

Eu sou uma mulher de 42 anos, divorciada, loira, baixa, meio gordinha, com uma bunda grande e peitos médios, moro com meu filho de 13 anos e todo final de semana ele vai para a casa do pai.

Meu melhor amigo me arrombou todinha

Olá, meu nome é Danielle e o conto que vou narrar abaixo é totalmente verídico. Sou de Campinas, interior de São Paulo. Tenho 1,62 de altura, 50 kg bem distribuídos, cabelos lisos e castanhos com luzes, olhos azuis, peitos grandes, bunda média e coxas bem definidas. Bom, meu melhor amigo, Pedro tem cabelos claros e cacheados, olhos verdes, magro, corpo bem definido e alto, um verdadeiro tesão. Sempre tivemos um relacionamento bem aberto, falávamos sobre tudo um com o outro. E em uma dessas conversas, estávamos falando sobre sexo. Ambos erámos virgens e ele me perguntou: ‘ Dani, com quantas anos você quer transar? ‘ – eu respondi: ‘ Não sei, ‘ ele: ‘ Se eu pudesse hoje mesmo hahahaha ‘ então eu disse: ‘ É, mas eu quero fazer sexo com alguém que eu confie e ame muito. ‘ ele: ‘ Tipo eu? ‘ e eu respondi: ‘ hahahaha é ‘ então conversa vai, conversa vem, Pedro disse: ‘ Vamos fazer um pacto? ‘ eu: ‘ Que tipo de pacto? ‘ ele: ‘ Vamos perder a nossa virgindade aos 16? ‘ eu concordei na hora e então ele selou o nosso pacto com um beijo. E ele beijava bem, e tinha uma pegada… Neste momento, mal sabíamos que iríamos concretizar o pacto muito antes disso…Passaram-se 2 semanas e havia uma festa na casa de um amigo nosso. Eu e Pedro fomos juntos e ele me disse que eu estava linda. Eu estava vestida com uma mini saia super curta branca de babados, que talvez se eu me abaixasse pra pegar alguma coisa, ela mostrasse toda a minha bundinha, com uma calcinha fio dental vermelha enfiada todinha no meu rêgo, e com uma blusinha rosa claro, sem sutiã e com um sapato de salto alto nude. Pedro estava com uma bermuda xadrez sexy, que deixava sua bunda tonificada mais gostosa do que nunca, sapatênis e uma blusa verde que realçava seus olhos. Chegamos na festa e eu reparei que o pinto do Pê estava duro debaixo da calça e ele me olhava com desejo. Deixei ele com os amigos e fui com minhas amigas. Uma meia hora depois, fui procurá-lo, mas não o encontrei. Decidi então ir ao banheiro. Porém, na casa do meu amigo há apenas um banheiro no andar de baixo. Então subi ao segundo andar e entrei no quarto do meu amigo, pois sabia que lá tinha um banheiro. Ao abrir a porta do quarto me assustei com a seguinte cena: Pedro, com o pinto pra fora da bermuda, se masturbando loucamente. Paralisei. E ele também. Fiquei hipinotizada olhando aquele menino lindo, segurando seu pinto grande de uns 20 centímetros e duro. Pedro se recompôs e disse: ‘ Dani, vem cá, eu não aguento mais ! Eu preciso transar com você, você só me provoca e me deixa cada vez mais excitado com essas roupas sexys e curtas e dançando funk até o chão lá embaixo na pista de dança ! Eu não aguentei e subi aqui em cima pra bater uma punheta ! ‘ Eu fiquei sem palavras, com o Pedro, de pinto na mão, se declarando pra mim. Sem dizer uma única palavra, sentei-me ao seu lado na cama e comecei a beija-lo. Ele se surpreendeu, mas logo correspondeu ao meu beijo. Ficamos nos beijando, e ele começou a passar a mão na minha bunda, levantando minha saia, mordendo meu pescoço e acariciando meus peitos. Eu já estava ficando molhadinha com aquilo, não perdi tempo e comecei a bater uma punheta pra ele. Ele então, com uma mão apertando meu peito, por debaixo da blusa, e com a outra afastou a calcinha de lado e ficou passando seus dedos no meu grelhinho. Lembrei-me que a porta estava aberta, interrompi seu beijo, me levantei e fui fechar a porta. Dei um sorrisinho safado e comecei a rebolar, ao som da música que tocava lá embaixo, até o chão e o pinto do Pedro ficava cada vez mais duro. Rebolando, comecei a levantar minha blusa, e Pedro, delirando, me puxou e colocou-me em seu colo. Começou a apertar loucamente meus peitos e a morder, lamber e chupar, deixando-me cada vez mais molhadinha. Louca de tesão, me agachei no chão e comecei a chupar seu pinto com ele dizendo: ‘ Isso, engole todo esse meu cacete, vai, enfia, enfia, aai que delícia, chupa ele todinho minha putinha linda. Mama, pega na minha vara e mama. ‘ E eu chupava todo aquele caralho com gosto, chupando até o final, com o Pedro empurrando minha cabeça pra baixo até as suas bolas. Até que ele anunciou ‘ Vou gozaaar, aiaiai vou gozaar, quer chupar minha porra? ‘ e eu respondi: ‘ Eu sou a sua putinha, só sua, vou chupar toda a sua porra! ‘ E então voltei a chupar, esperando o leitinho. Até que um líquido quente invadiu minha boca e eu ia chupando com cada vez mais gosto, chupei todo aquele gozo. Levantei-me e beijei Pedro e ele começou a me beijar e ia descendo por todo o meu corpo, tirou minha saia e a minha calcinha e até que chegou na minha bucetinha. Começou a passar a língua ali, que já estava toda meladinha. Eu gemia de prazer. Então eu disse: ‘ Tem uma camisinha ai? ‘ e ele respondeu: ‘ Claro, toda vez que eu saio com você eu levo camisinha, to louco pra te comer a muito tempo gata. ‘ Então ele levou a mão na bermuda que estava no chão e pegou uma camisinha do bolso, sabor morango. Pediu que eu colocasse. Sem muita prática, fui colocando devagar, enquanto ele chupava meus peitos. Consegui colocar a camisinha e passei a lubrificá-la com minha boca. Pedro então, sugeriu que nós fizessemos um 69. Cai de boca naquele cacete novamente, enquanto ele lambia minha xana, me deixando cada vez mais excitada, eu gemia de tanto tesão e estava gozando na boca dele. Sem conseguir mais aguentar eu disse: ‘ Vai meu gostoso, enfia logo esse cacetão na minha xaninha ! Tira a minha virgindade, fode, arromba minha xanaaa ! ‘ ele então me deitou na cama e colocou só a cabecinha. Eu já estava ficando completamente louca de tesão, e ele me provocava, me deixando louca. Até que não aguentou e começou a enfiar aquele pau na minha bocetinha. Eu estava tão louca de tesão que nem doeu, porém senti o hímem se romper e o sangue descer. Mas nem me importei. Pedro continuou enfiando o pau, devagarinho, num vai e vem contínuo. Então ele conseguiu enfiar o cacete todo. Puta que pariu, que prazer. Ele foi aumentando a velocidade e me fodendo gostoso, nós gemiamos juntos. Ele estava me arrombando inteira, penetrando até as bolas em minha xana. Eu não estava aguentando e gozei. Ele tirou o pinto e chupou. Porém ele ainda não tinha gozado. Então me pediu: ‘ Posso comer teu cu? ‘ fiquei com medo de doer, mas também estava excitada com a ideia. Disse: ‘ Pode, mas vai devagar ta bom? Pra não doer tanto. ‘ Ele já foi me virando e me mandou ficar de quatro, com a bundinha empinada. Ele ficou super excitado ao ver minha bunda toda arrebitada, de quatro pra ele, então começou a morder minha bunda e lambê-la, abrindo minhas nádegas e roçando seu pinto entre elas. Então, ele começou a me chupar, para lubrificar meu cuzinho, porém não era preciso, já estava lubrificado com toda a minha excitação. Ele pegou sua vara dura, e começou a forçar na entrada do meu cuzinho. Doía, mas ficava uma vontade de quero mais. Pedro começou a enfiar mais rápido e com mais força, pedi para ir devagar, embora excitada, pois estava doendo. Mas ele estava louco demais para parar e não se aguentando, me segurou pela cintura, me puxou por traz e meteu todo o seu cacete de uma vez. Urrei de dor misturada com tesão e ele começou a enfiar cada vez mais rápido, arregaçando as pregas do meu cuzinho, arrombando ele inteiro. Ele bombou até que anunciou que ia gozar. Pediu para tirar a camisinha e gozar dentro do meu cuzinho, eu permiti, pois estava louca de tesão também. Ele então tirou a camisinha rapidamente e enfiou o pau novamente no meu cu, bombou mais um pouco e finalmente gozou, enchendo meu cu com aquela porrinha quentinha e deliciosa. Estavámos suados e exaustos, entramos no chuveiro e lá transamos mais uma vez, fazendo sexo ainda mais selvagem. Terminamos e descemos, e Pedro me convidou para ir dormir em sua casa, pois seus pais estavam viajando. Liguei para os meus e disse que iria dormir na casa de uma amiga. Em sua casa, transamos muito, de todas as formas possíveis e em todos os cômodos da casa
, mas esses já são outros contos. Estamos namorando e inovamos toda vez que transamos. Espero que tenham gostado. Um beijo, Dani safada.

Como é bom ter seguro de casa

Acionei a seguradora residencial para verificar vazamento em válvula hydra no banheiro social de casa

Cabacinho Estourado com Sucesso

Olá eu sou a Caca, esse é meu primeiro relato aqui, e na época que aconteceu eu tinha 17 aninhos e ainda era virgem. Tinha e ainda tenho o mesmo fisico, 1, 60 , cabelos castanho claro, olhos mel, bumbum é seios médios bem redondinhos e durinhos…

Sexo com a Coroa Tatuada

Recentemente, conheci uma mulher muito linda que reside nos arredores do bairro. A primeira vez em que a vi, foi em uma manhã de segunda-feira, quando praticava minha habitual caminhada por uma praça que fica bem próximo da minha casa. Ela estava passeando com seu cachorrinho de estimação, o que, em princípio, me pareceu um hábito regular por parte dela. Fiquei observando-a enquanto caminhava e registrando sua beleza incomum: era uma mulher entre cinquenta e sessenta anos, porém nada denunciava esse fato. Tinha os cabelos médios ondulados com uma mecha lateral que a deixava ainda mais bonita. Seus olhos negros tinham um brilho incomum, diria, especial, e seus lábios finos eram realçados pelo batom de um vermelho discreto.

Era para comer mas fui comido

Sempre tive tesão por travestis desde o primeiro vídeo que assisti. Aquela voz rouca somada àquele jeito único de se comportar e a forma provocante de olhar sempre me deixam de pau duro. Rabo grande, liso, que aguenta a pressão e um pau pra brincar. Resumindo, acho que bonecas desse tipo foram feitas pra gente brincar com carinho e cuidado. Só que é muito difícil de encontrar com uma. Via muito em anúncios de jornal e aquelas descrições rápidas já me deixavam imaginando coisas.

Minha primeira transa lésbica

Olá, me chamo Fabi, tenho 20 anos, sou morena clara, olhos verdes, tenho um bumbum grande e durinho e seios pequenos. O que vou narrar aqui aconteceu a quase um ano quando conheci minha atual namorada, espero que gostem.

Minhas amigas bisexuais

O que vou contar aconteceu comigo verdadeira e intensamente no ultimo ano. Sou um rapaz de 21 anos normal mas abençoado por poder desfrutar de prazeres tão intensos como os que relatarei a seguir. A quase 4 anos namoro com uma loira linda que me satisfaz completamente, como todo homem a fidelidade não é uma de minhas virtudes e em meados de 97 comecei a me dedicar a conquista de uma nova mulher que já a muito tempo me fascinava. Que fique registrado aqui que até esta data, Greice não constumava sair para curtir a noite tanto quanto hoje, seu circulo de amigos aumentou juntamente com o seu conceito de Mulher Gostosa junto as pessoas que nos rodeiam. Eu já havia ouvido alguns comentários sobre seus gostos sexuais mas minha intuição me dizia muito mais a respeito dela. Com muito custo

Minha esposa com meu primo (ainda me viguei)

Olá sou Téo, tenho 24 anos este conto foi real e aconteceu a 2 anos atrás.

Comi a 10/10 que nunca achei que tinha chance

Me chamo Kayrio, tenho 26 anos.

Aguentando dois machos de uma vez

Depois do ótimo feedback do último conto, inspirada resolvi compartilhar mais uma de minhas aventuras eróticas com meus queridos leitores. Como vocês devem ter percebido, sempre tive o maior tesão de sexo com mais de um homem. Desde a adolescência, tinha fantasias de ser deflorada por vários ‘machos’ ao mesmo tempo.

Loira gostosa e os dois muleques em casa

Olá meu nome é Daniella 39 anos loirissima 75kg 1,59 de altura , e o resto vcs sabem rsrsrs, vou compartilhar uma deliciosa história com vcs .

Dois machos pra mim – Parte 1

Claudião, meu novo maridão, me esperava com um jantar simples, e com uma proposta: que tal se convidava o Bruno ?

Sol, praia e uma rola gostosa pra minha bucetinha… combinação perfeita

Fui a praia como sempre vou aos finais de semana… moro em frente ao mar, no décimo quarto andar de um prédio em Ipanema-Rio de Janeiro, adoro sol, verão, e isso me motiva a vestir shorts, blusinhas, minissaias, e todas essas roupas que ressaltam a beleza do meu loiro corpinho de ninfeta, com seios fartos, coxas roliças e uma bunda empinada bem gostosa em 1 e 60 de altura…