contos eróticos menininha

O lado puta da minha vida

Sou Maya, tenho 19 anos e como estou fechada em casa por causa da quarentena, resolvi contar minha história. Comecei cedo no sexo, nada de beijinho, já foi pica na boca e eu adorava. Tenho pele clara, olhos cor de mel, cabelo escuro, seios e bunda farta mas cara de menina.

Transa Gostosa no Carnaval

Bom, vou divulgar para você uma transa que resultou comigo no alvoroço.Não sou um cara admirável, porém minha alegoria confiabilidade, admiração, bom bate-papo, um pau difícil e uma dialeto sacana fazem sucesso com as mulheres.Minha família é de São Paulo, porém moro em outro estado. Posto isto, viajei para São Paulo no alvoroço. Não fiquei em casa de familiares, prefiro encontra-se em hospedaria. Dessa maneira tenho liberdade de ir e vir no momento em que quero.

Casada sexy sem ser vulgar

Esse fato aconteceu quando fomos pra Thermas de Ibirá , e como era uma cidade onde não conhecíamos ninguém resolvi expor minhas fantasias com ela , e ela aceitou. Desde que não fosse parecer vulgar.

As melhores picas do colégio

Eu me chamo Júlia, e vou relatar o que aconteceu comigo há quase duas semanas. Estou escrevendo o conto porque simplesmente não consigo parar de pensar naquela noite.

Seduzido pelas novinhas da familia

Feriado de Carnaval Você arranja Casa na praia Pra Passar a Temporada, Sempre aparece alguém,, querendo usufruir.. rs rs

Novinha Crente Casada Querendo Putaria

Olá pessoal, esse é o meu primeiro conto aqui, me chamo Victor 29 anos casado motorista aqui em Curitiba, Tudo começou há uns dois meses atráz, trabalho de motorista em uma grande emprese de Curitiba. Vamos ao que interessa certo dia estava reailizando uma entrega no bairro boqueirao aqui em Curitiba foi quando conheci a Mirian, uma evangelica novinha de 22 anos casada…. Logo que cheguei ao estabelicimento há vi meio desanimada logo lhe desejei bom dia e perguntei se estava tudo ok, quando me surpreendi com a resposta ela disse que poderia estar melhor… Fiquei calado terminamos a entrega fui embora, na outra semana cheguei ja um pouco mais intimos conversando com ela descobri que ela estava desanimada com o casamento, falei que era normal mas passava ele respondeu espero.. Há mais ou menos um mês consegui seu numero de telefone começamos a conversar por whatsapp, logo nas primeiras conversas ela foi se soltando e confessou que o seu marido não estava correspondendo ela na cama, disse há ela que poderia sojuda la mas isso teria que ser um segredo nosso, ela relutou e na quarta feira passada marcamos de se encontrar em um shopping aqui de facil acesso para nos dois, quando ela chegou nao acreditei linda magra baixinha seios fartos e longos cabelos lisos,nos encontramos no estacionamento conversamos bastante ate que rolou o primeiro beijo intensso quente aquela boca deliciosa me deixou louco, quando fui pegar nos seus peitos ela relutou mas deixou duros deliciosos ficamos mais um tempo ali e paramos… Hoje faltei ao serviço e ela estava de folga marcamos de nos encontrar pela manha se encontramos e fomos ao motel, ela ainda meio assustada e com medo mas com muito tezao estava mais uma vez linda, logo que entremos ao no quarto nos abraçamos intenssamente e nos beijamos prontamente levei a mao aoseu bumbum, que delicia durinho há levei até a cama tirei sua saia e seu sutien deixei ela apenas com seu fio dental chupei ela muito ela urrava de tezao isso foi me deixando cada vez mais louco de tezao fpi quando tirei o pau pra fora e coloquei ela pra mamar que boquinha deliciosa e um pouco inexperiente mas aos pouco ela foi se acostumando… Me. Disse que o marido nao deixava ela chupar pois a religiao deles é muito rigorosa…Coloquei ela de 4 e fui tirando sua tanguinha a primeira linguada foi no seu cuzinho ela estranhou no começo depois começou a deçirar na minja lingua depois de muito tempo ha chupando… Fui colocando o pau bem gostoso naquela bucetinha molhadonha de 4 pra mim bem apertadinha dei muitos tapas ela pedia cada vez mais de recatada ela foi se tornando em uma putinha maravilhosa, peguei ela no colo e coloquei pra cavalgar ela pulava e rebolava no meu pau como uma louca foi ai que ela gozou pela primeira vez, voltamos para a cama a deitei coloquei o calcanhar dela nos meus ombros encaixei a cabeça na sua bucetinha e soquei com força que delicia estava cheio de tezao tambem ficamos assim uns dez minutos ate que ela anunciou que iria gozar novamente acelerei para gozar junto nao demorou e enchi sua bucetinha branquinha de porra, nos abraçamos e ficamos deitados nos beijando como bons namorados depois fomos tomar banho juntos ela me disse que foi a melhor transa dela ate hj e vai querer mais… Fiquei vidrado naquele cuzonho virgem ele ainda vai ser meu..

Patricinha transando com PM

Patricinha, loirinha, comportadinha, orgulho do papai. So que não… rs

Torturando Um Iniciante No Swing

A Helen, mesticinha japonesa com cabelos loiros naturais, seios fartos, olhos claros mas o melhor muito sacana e safada, assim como eu.

Descobri que sempre fui corno

Venha desabafar e expor aos colegas como fui descobrindo que era corno.

Algemei meu namorado na cama

Olá me chamo daniela tenho 25 anos estava namorando o wagner há um tempinho e descobri que ele tinha outra fingi aceitar esse nosso casinho mas a verdade era que minha cabeça estava cheia de duvidas e se essa mulher descobrisse? logo passei a odiar a tal amanda e começei a me interessar por um outro carinha mas resolvi me vingar do wagner em um dia comum eu “sequestrei” meu namorado vendei-o dizendo que iria fazer uma surpresa botei ele no meu carro e só tirei a venda quando chegamos ao motel ele adorou a surpresinha eu pedi para ele tirar a roupa e convenci ele a ficar algemado na cama aí tive tempo para ir ao banheiro onde coloquei pó de gelatina dentro da hidromassagem e vesti uma roupa bem sexy uma meia calça preta, um sapato preto bem alto, uma calçinha minuscula fio dental e um sutiã pequeno pequei um daqueles chicotinhos e fui pra perto dele que arregalou os olhos e me olhou bem fundo aquilo me deu uma certa pena mas logo me lembrei do que havia feito comigo então dei-lhe uma boa chicotada na barriga e ele urrou e eu ordenei aos berros: -CALA BOCA!!!!! dei-lhe então outra e mais outra… abri bem minha bunda toda meladinha na cara dele e mandei ele meter a lingua dentro do meu cusinho e lamber ele e assim ele fez o pau dele já começava a endurecer eu sentei na barriga dele e começei a esfregar a bunda nele o pau dele latejava eu começei a chupa-lo a principio ele gostou mas eu começei a chupar ele com mais força e ele começou a reclamar de dor eu sentia pena mas a minha segurança para continuar era o que ele havia feito comigo enfiei o pau dele no meu cusinho eram estocadas firmes cada vez mais rápido até ficar exageradamente rápido eu castigava o pau dele dentro do meu esfincter se alargando e eu apertava o cu e gemia como uma vadia quando acabamos meu cu estava vermelho como um tomate maduro ele gozou e eu disse : -QUEM TE DEIXOU GOZAR?! como castigo eu bati nele com o chicote com vontade nessa hora acho que ele so conseguiu sentir dor porque o pau já não estava duro nisso aproveitei que estava dominado para beijar todo corpo dele e logo depois belisquei os bicos dos peitos dele e torci. ele reclamou mas eu não parei vesti ele com uma calçinha minha e tirei fotos dele pra lá de malucas logo depois soltei ele e agente brincou de banheira do gugu na hidromassagem com pó de gelatina dentro e a água quente sempre comigo dominando eu transei com ele com o játo da hidro-massagem acertando meu clitóris loucura total! eu amarrei ele numa cadeira vendei-o e deixei ele lá fui embora do motel levei comigo as fotos e o dinheiro dele… ele só não me processou por causa das fotos. e voçês meninos que já leram qual a fantasia de voçês? comentem! é verdade o que dizem que a maioria dos homens gosta de ser dominado na cama? tirem essa minha dúvida comentando este conto bjs

A noiva putona do meu cunhado

Eu moro em Salvador meu nome é Diogo sou casado há 8 anos, 36 anos negro com 1.84 de alt. E 92 kg bem distribuídos, sou bem dotado com um pau de 22 cm, cabeçudo cheio de veias. Minha vida sexual com minha esposa é muito boa. Ela é muito gostosa e bem safada na cama.

Safadezas Com Meu Tio Dotado

Ainda naquele feriado da semana de Páscoa, depois da visita inesperada do pai da Carol, nada mais de especial aconteceu.

Saudade da xaninha carnuda da minha amiga

Há 1 ano atrás conheci a camila e nos tornamos grandes amigas em um periodo muito curto.tinhamos um amigo em comum: o lucas, ele era declarado louco por mim e pra agradar-me começou a bancar nosssas baladas e caprichos.frequentávamos as melhores boates e zuávamos muito, tudo por conta do lucas.ao final de cada festa o lucas fazia de tudo pra me levar para o motel e eu sempre relutava, pois safadas como éramos, já tinhamos espionado o lucas tocando uma punheta e sua caceta coitado,era muito pequena.um certo dia a camila me chamou e me fez cair na real, camila disse que até quando eu achava que o lucas ia continuar bancando tudo pra gente sem eu dá minha buceta pra ele? no fundo a camila tinha razão, o lucas já estava se afastando da gente.então fizemos um trato, a partir daquele dia toda vez que fossemos sair com o lucas nós 2 iriamos dar uma surra de buceta nele pra agradá-lo.pois bem, fomos pra balada e bebemos muito como de costume e ao final da noite acabamos no motel, a camila como sempre foi safada, caiu logo de boca no pau do lucas, ele foi ao delirio é claro, eu mais envergonhada só o beijava e deixava ele tocar minha xaninha, a camila era uma louca, pulava na caceta dele e cavalgava, uma certa hora quando o lucas me chupava senti as mão de camila acariciando meus seios, nunca vou esquecer daquela sensação, tesão misturada com medo,nunca tinha reparado na camila, ela era uma morena linda, tinha uma boca sensual, seios em forma de gota e exalava sensualidade o tempo todo, algumas vezes, percebia o seu olhar diferente em direção ao meu corpo, mas jamais poderia imaginar que ela me desejava.deixei o medo de lado e deixei camila tocar meus seios, ela os chupava com tanto tesão e logo suas mão deslisaram rumo a minha xaninha, antes mesmo que ela descesse sua boca entre minhas pernas, não aguentei de desejo e a beijei, em seguida, abri suas pernas e a chupei com tanto prazer que ela gemia, deixando escorrer sua aguinha em minha boca, seu cheiro era delicioso, sua xana era carnuda, novinha, com umas beiras enormes e uma lingueta maior ainda, ha essa hora o lucas só fazia bater punheta, pois eu e camila tinhamos nos entregado uma a outra, meti paticamente toda minha mão na bucetinha da minha amiga, ela era forte e aguentou todinha, lambi seu cuzinho e o arregacei também com os meu dedos, a bucetinha da camila babava e pulsava muito e eu lentamente fiz uma gostosa siririca naquela cadela no cio.nossa como ela era putona, depravada, me lambia com força me deixando toda molhadinha.o lucas nos deixou em casa e prometeu não contar sobre aquela noite para ninguem,em casa sozinhas continuamos a trepar, como não tinhamos vibrador naquela noite camila pedia pra eu enfiar tudo quanto era roliço em sua xana( cenoura, pepino).foi uma loucura, naquela noite tinha me apaixonado por camila, porém abafei esse sentimento, apesar de termos nos chupado apenas mais uma vez depois daquele dia, camila se declarou pra mim…nossa amizade terminou, mas isso é outra história.por enquanto vou chupando as cacetas e imaginando por onde anda aquela xaninha carnuda.

Perdendo o cabaço do cuzinho para dois machos

Vou contar como rolou a perda da minha virgindade anal, no ano passado. Eu tenho 19 anos, sou morena, cabelos lisos, baixinha, pernas torneadas, seios médios bem durinhos e uma bunda redondinha. Moro em uma comunidade aqui do Rio e sempre fiz sucesso com os caras daqui, sempre correm atrás de mim, para recalque das minhas inimigas rs.

Fazendo Troca troca com o melhor amigo

Me chamo Jefferson, e vou contar uma história verídica que aconteceu comigo a alguns anos, com meu melhor amigo.

Minha sogra gostosa

Me chamo Cauan, sou casado pai de um casal de filhos. Minha esposa se chama Iane, tenho 33 anos minha mulher tem 38.minha sogra tem 62 mas muito bonita, corpo bem definido, cochas grossas bunda grande enfim, me sentia muito atraído por ela. Um certo fim de semana fomos pra casa da minha sogra quando acordamos no sábado de manhã meu sogro saiu cedo para trabalhar e minha esposa foi fazer umas compras pro almoço, minha sogra ainda ficou na cama, minha curiosidade não se aguentou e abri a porta do quarto dela e me deparei com aquela coroa dormindo pelada, meu tesão foi pras alturas, fechei a porta e me controlei, quando ela acordou minha mulher ainda não tinha chegado então comecei

Final de Semana Flagrante e Pecado

Oi, sou Ronaldo, tenho hoje 21 anos, moreno claro, 1.78, cabelos curtos, tenho uma irmã que se chama Juliana, morena jambo, baixinha, cerca de 1,62, usa lente de contato cor azuis claros, aparelho odontológico, cabelos encaracolados, eu a chamo carinhosamente de caxuda, por causa dos cachos, seios empinados, bunda empunhada e aparenta ser durinha, esse apelido de caxuda não é só pelos cachos e sim por ela ser uma ninfeta e eu que coloquei esse apelido nela, por isso não vou citar a cidade que moramos nossos pais acham que é somente pelos cachos dos lindos cabelos imponderado da morena, bom, Juliana e eu até hoje somos bem unidos, claro que nunca ouve nada demais, quando acontecia de falar sobre sexo ela fazia questão de falar em detalhes e exigia que eu desse detalhes, porém ela nunca havia me contado sobre ela ter experiência com uma amiga dela que mora no mesmo condomínio a historia que segue resultou em incesto uma relação entre eu e Juliana e sua amiga Camile, uma moreninha clara pouco mais de 1,70, cabelos lisos, olhos castanhos claros, lábios de boca pequena, a situação segue assim:

A dentista insaciavel

Ola, sou um homem casado, tenho 27 anos, 1,95m, 90kg, moreno claro, este relato aconteceu de fato no começo desse ano (2006). QUando eu e minha mulher fomos a uma dentista na cidade que moramos, Uberlandia, MG, como não conheciamos nenhum profissional dessa area, fomos logo na primeira que achei na lista. Chegamos para consultar juntos, entramos e conhecemos a Dra. Paula, aparentemente muito seria, até pegar na minha mão e sentir o meu calor. Naquele dia tudo foi tranquilo, conversamos sobre o que seria o trabalho dela e marcamos as consultas para a proxima semana. Como minha mulher estuda a tarde nossas consultas não foram no mesmo

Dividindo namorado da amiga

Olá meu nome Eliane tenho 24 anos, sou casada e já tenho um filho, sou baixinha, morena, cabelo longo ate a cintura, coxas grosas e bunda grande e seios pequenos, meu relato se passa no fim do ano passado, eu moro no interior de SP, era um domingo e minha amiga me chamou para seu aniversário, ia ser um churrasco numa chácara q ela alugou, ia ser só a família dela e uns amigos próximos, meu marido não foi porque já tinha combinado de assistir jogo na capital com os amigos dele, e levou nosso filho. Minha amiga se chama Nayla e seu namorado se chama Caio, ela é morena tem 19 anos, ela é bem gata, tem mais ou menos minha altura é bem gostosinha, seu namorado é um loirinho magrelo, eu achava ele

Gostinho de Quero Mais!

Um belo dia meu marido e eu fomos pra uma resenha em Rocha Miranda, chegando lá fiquei toda animada por ter música ao vivo e negoes interessantes também.

Coroa come uma novinha na praia

Felipe, engenheiro civil, casado, papai de 2 adolescentes, estando no afastamento da família, na praia do Guarujá, como não viu nenhum automóvel na garage, por sentir-se fora da estação, achou que não havia ninguém nos apartamentos acima e abaixo do seu, e se pôs realizar alguns serviços importantes, removendo alguns material, mesas, sofás e fixando alguns quadros nas paredes usando uma furadeira, no momento em que escutou batidas no abrigo de tok, tok, tok vindos do afastamento acima do seu. Logo após o interfone tocou e ele pode escutar uma voz feminina bastante adamado advento do outro lado, avisando-o de que ele não aparecia sem companhia e que aparecia fazendo bastante agitação e se podia corporificar o trabalho mais tarde. Desculpas pedidas, Felipe, combinou acabar o serviço em outra momento no qual ela não estivesse no afastamento. 2 dias em seguida, por acaso ou aprimorado do destino, já com os serviços realizados, os deuses resolveram presenteá-lo, cruzando o seu caminho com a moradora do afastamento acima do seu. Ao abrir a acesso do ascensor, Felipe deu de cara com uma aprazível jovem de dezoito anos, indo para a praia de boina grande sobre a cabeça, óculos escuros, com a parte de cima do biquíni alaranjado, modelando perfeitamente seus pequenos seios e a parte de baixo abafado pela canga similarmente da mesma coloração, com uma alforje na mão, um conserva astro na outra, cadeirinha na mão. Por isso, ele deduziu ser a moradora do afastamento do achar-se de cima e se pôs a exigir desculpas pelo o agitação, etc,etc,etc… logo após, já no saguão do bloco, se prontificou a provocar seus arranjo a praia aproveitando a aberta para conhece-la melhor. Já instalados e acomodados na aria com o conserva astro bem acomodado ela lhe perguntou: Já terminou o seu trabalho? – Efetivamente, já. Agora é apenas abronzar essa praia deliciosa. -Você é de no qual? Sou da agitação oeste de São Paulo e você? – Sou do Morumbi. E a menina, continuou: -Você faz o que dá vida? -Sou engenheiro civil, e foi aí que ele percebeu que ela gostava de abordar, por isso perguntou o que ela fazia sozinha na praia, e a escutou dizendo que havia acabado o treino médio e por duas vezes tentará entrar na aptidão de medicina, porém não abiscoitou sucesso e por isso resolveu levar o ano para estudar e como aparecia cansada resolveu levar uns dias de relaxamento no afastamento dos pais. Perante disso ela início a agiotar de tudo sobre a vida dele e acabou o surpreendendo perguntando: -Casado há bastante tempo? -Não, também não. Estou me dedicando aos pesquisas, já me formei e agora estou fazendo pós-graduação, uma vez que pretendo permitir aulas na aptidão, por causa disso estou aqui para arejar a cabeça… – Você é bem novinha né? Quantos anos? -Dezenove e você? – Tenho 35 anos. Você precisa ter vários garotos aos seus pés…já que é uma criança bastante bonita. -Eu não estilo de garotos mais novos, eles são bobinhos demais, estilo de homens maduros, e com actuação de homem inclusive, que não fique enrolando. Nessa coisa, Lucia, deixou cair o livro que aparecia lendo. Nessa momento, Rafael, ficou abalado visto que se tratava do primeiro volume da terno, Cinquenta Tons de Borralho, da inglesa E. L. James, acontecimento artigo de fundo sem precedentes que conquistou uma az de fãs em volta do mundo, ultrapassando a marca inédita de 40 milhões de exemplares vendidos por todo o mundo. No Brasil, mais de 900 mil livros foram comercializados em 80 dias, uma média de 468 exemplares por momento. -Sério? Ama homens mais velhos? -Geralmente efetivamente, porém na realidade, para mim o que importa é a cabeça do homem, não a idade, é que na maior parte dos garotos, a idade faz efetivamente a diferença, porém não é uma arquétipo. -Já ficou com homens bastante mais velhos que você? -Claro! Já fiquei com um homem de trinta e oito, com um de quarenta e 2, um de quarenta e nove… Nossa!!!-Estou abalado com você viu! E segurando o livro nas mãos continuou dizendo: uma menina mente aberta, que conversa bem, bonita e que ama bibliografia erótica. -Obrigado…você similarmente é bastante charmoso. Você similarmente curte este forma de gênero literário? Ela disse isto olhando-o com uma cara de safadinha, um olhar de tarada e com certeza aparecia com a buceta fervendo. – Não apenas estilo de ler, porém assim como também escrevo contos eróticos e publico-os em sites especializados. Ah é? Pode me mudar o direção do site? –Passo efetivamente. Rafael já aparecia de pau difícil e tentava de qualquer forma acobertar, porém a garotinha queria deixá-lo mais excitado também: -Nossa, olha aqui, já me queimei um tanto… Disse isto puxando a parte de cima do biquini para ele analisar a diferença na pele, aproximadamente que acusando os bicos de seus peitos…meu deus que menina dos infernos, pensou Rafael. E em seguida, mostrou a parte de baixo: -Olha aqui… E puxou a parte de cima da xoxotinha para baixo, similarmente aproximadamente acusando os pelos pubianos, aí ele não aguentou: -Deixa eu analisar mais…abaixa mais um pouquinho vai, quero analisar, e passou a mão em sua barriguinha e ela deixou ele alisá-la. Em seguida ele perguntou se ela não queria sair dali e dirigir-se para o seu afastamento acessar o site dos contos eróticos, ela disse que não, uma vez que seus pais estavam para alcançar para lhe realizar uma visitinha e que iriam ainda que também no inclusive dia e, então, a noite ele poderia ir em seu afastamento, após a saída dos pais. Trocaram o algarismo dos celulares e Felipe, mal poderia acreditar até de noite, foi permitir um afundamento para acobertar o tesao e a impaciência. À noite chegou e meio aflito ele foi no afastamento da menina que também aparecia de biquíni, o recebeu com beijinhos no anverso. Por isso ele disse: -Você é bastante afrodisíaco, possui um modo de garotinha bagunçado com mulher. Efetivamente por causa disso sou uma ninfeta não é inclusive? Rafael se aproximou e colocou a mão na parte de baixo do biquíni que ela usava abaixando-o aos poucos até que apareceu os pelos da xoxotinha dela, pelos loirinhos, uma alienação. Ela deitou-se no sofá já toda oferecida, e ele tirou todo o seu aparência de praia e começou chupando os bicos rosadinhos dos seus seios, uma maravilha…uma criança safadinha que queria deixa-lo adoidado de agradar. Rafael desceu até a buceta e a chupou bem bom enfiando a dialeto dentro daquela piriquita apertadinha, e é evidente, ela não era cabaço, porém ele queria chupá-la bastante. Depressa tirou seu pau para fora e sem camisa-de-vênus introduziu aos poucos seu bimba até a portinha de ouro, enfiou devagarzinho, uma vez que queria senti-lo entrando naquela buceta novinha…foi no momento em que ela o surpreendeu dizendo: -Gosta de alimentar-se uma novinha né…ama trepar com uma mulher mais nova? Que possui idade para ser sua filha né? Nessa coisa ele já tinha enfiado meio da pica lhe. -Claro que eu estilo, estilo de alimentar-se uma garotinha aproximado você, gostosinha e abundância de fogo na buceta. Nessa coisa penetrou-a e comeu-a no pai e mamãe e em seguida ela ficou de quatro, sem que ele precisasse exigir…e ele socou a vara com violência e desta vez a ouviu delirando… e ele disse: -E você ama um coroa né? E bombando mais acelerado… -Gosta de um homem casado e adestrado te consumindo todinha, não é inclusive? –Aiiii, eu adoro isto, um coroa, mete mais bom…vai fode minha bucetinha que está fervendo querendo achincalhar vai… Rafael a tirou achincalhar em sua rola e em seguida, na momento que ele ia esporrar, tirou e gozou na sua assento deliciosa. Depressa foi tomar um banho e puxou-a para baixo do chuva similarmente…mais uma vez chupou inteirinha aquela bucetinha… não se cansava de chupar e abalançar-se a rola, e ficaram na maior putaria ao longo horas, deixando a xoxota assada de tanto foder, e no final no momento em que ele apa
recia já querendo ir ainda que…querendo não né…ele tinha que ir, deu desejo outra vez e tirou a rola e colocou próximo de sua boca, ela não pensou duas vezes e abocanhou-o chupando bastante o cacete, as bolas, e ele socava forte até na sua garganta, colocava o bimba inteirinho dentro de sua boca, e bombava, segurando-a pelo cabelo, chamando-a de cachorra, putinha safada, querendo esporrar na sua boquinha para o serviço ficar completo e ela lambendo…até que esporrou, lambuzando o seu anverso todo com o seu leitinho. Naquela noite Rafael ficou abatido de tanto fazer sexo com aquela criança novinha e no dia posterior dormiu até meio dia. À noite, foi a vez dela lhe realizar uma visitinha em seu afastamento. Aparecia atraente, cheirosa, de banho adotado, com uma sainha blue jeans e blusinha. Rafael lhe ofereceu um vinhozinho e ela disse que adorava. Por isso serviu uma caneco e ela tomou. Gostou e começaram a abordar e ingerir mais enquanto assistiam um filme de amor com algumas cenas bem picantes, adotado a aptidão. Em seguida que o casal do filme tinha transado, Rafael olhou para ela e viu que sua respiração aparecia forte. Ela o olhou e disse que o filme era bastante bom e que tinha ficado “emocionada”. Pediu para ele aplicar a mão no seu tórax para analisar seu coração e pegou a mão e colocou lá. Se olharam nos olhos e ele foi para cima dela e deu-lhe um adorável em sua boca, no que ela similarmente retribuiu. Com a mão também no seu tórax ele começou a pegar nos seus seios durinhos e ela a mudar a mão em sua coxa próximo do seu afiliado, absoluto como ferro. Vendo que aparecia sem corpete, foi logo tirando sua blusa e observou seus seios pularem em sua frente e se pôs a apalpá-los, mamá-los, chupá-los, com ela deitadinha no sofá. Como uma bebedeira no calor ela geme bom e pede para não acabar. Ao inclusive tempo Rafael com a mão abaixa sua fora e vê que sua calcinha já está encharcada. Tirou a fora deixando-a apenas com a calcinha que era uma tanguinha atraente e continuou chupando seus seios deliciosos, lambendo os biquinhos e mordendo-os de rápido. Em seguida disso, foi descendo até alcançar na sua bucetinha. Passou a mão por cima da calcinha e a tirou e viu que a bucetinha, raspadinha, sem nenhum pelinho, também aparecia meio assada, automático da foda da noite antecedente. Rafael abriu suas perninhas e caiu de boca naquela xoxotinha atraente. Hummmm… que delicia que aparecia. Bastante cheirosa e gostosa. Toda molhadinha e ela passava a dialeto lhe todinha e a chupava bom, arrancando gemidos. Ela delirava de atração e não se aguentou bastante gozando em poucos minutos na boca dele que sorvia o seu melzinho com bastante agradar. Sem necessitar aconselhar, ela ficou de 4 com a bundinha bem empinadinha, em uma nítida apresentação de que queria provocar rola no cuzinho. Rafael cai de boca e inicia a beijar toda sua assento atraente. Abre e vê seu cuzinho rosinha piscando para ele, implorando para ser carcomido, devorado, dilacerado. Com toda a experiência de um homem adulto, ele passa a linguinha no abertura e ela se delira de agradar falando que aparecia adorando aquela coisa tudo. Ele chupa mais um tanto e não aguentando mais aponta a cabecinha do pau para o cuzinho e vai empurrando para dentro da sua bucetinha molhada. O cacete já sabia o caminho e vai entrando devagarinho sem defensão até abandonar as bolas na assento com ela gemendo alto e ele bombando, cada vez mais acelerado, enquanto a ouve gemer de atração. Em seguida dessa preliminar ele atilho o pau da xaninha toda lambuzada e bota na entradinha do cuzinho e vai empurrando e como ela está bastante excitada e relaxada ele vai entrando. Ela faz carinha de dor, porém não pede para acabar. Adestrado, ele mete lentamente até as bolas. Descansa um tempinho e inicia a bombar de novo de rápido. Ela vai gostando da foda e inicia a rebolar de novo. Não atraso bastante aparecia metendo bom no cuzinho dela e ela pedindo para abalançar-se mais acelerado que iria achincalhar. Ele falou que similarmente já aparecia chegando, por isso ela pediu para gozarem

Comendo a minha cunhada gostosa na cachoeira

Minha cunhada é muito gostosa, ela tem 19 anos, uma bundinha perfeita, corpo torneado, peitos durinhos e uma carinha de ninfeta loira que deixa qualquer cara doido de tesão. Meu irmão sempre contou vantagem por pegar essa gatinha e vivia esculachando comigo sempre dizendo que eu nunca pegaria uma gata como a dele, que teria que me contentar com aquelas ripongas da minha faculdade.

O Dia que comi uma mulher de verdade

Bem neste relato vou contar como perdi a minha virgindade, e comi uma xoxota pela primeira vez. Tudo começou quando trabalhava em uma locadora de video, em são paulo, e conheci uma senhora, bem mais velha que eu que ia praticamente todos os dias lá, alugava 2 filmes e 1 porno, e isso se repetia diariamente, exceto aos sábados que a quantidade era dobrada pois não abria-mos de domingo.

Tirando a virgindade da Priminha Safada

Olá, vou contar a vocês a história de como tirei a virgindade da minha prima, usarei nomes fictícios para preserva a integridade de ambos, essa história é veridica ok! Me chamo roberto tenho atualmente 23 anos, sou um cara normal com aparência física normal nada extravagante com um dote de 17 cm, essa história começou quandos eu estava com 18 anos, nessa época estava namorando com uma priminha que tinha na época 13 anos isso mesmo 13 anos, vou chamala de Rubia, Rubia era uma menina linda com um corpo bem desenvolvido para sua idade, a gente começou a namorar e quando fizemos um mês de namoro comecei com as investidas, nos amassos rolavam mãos bobas não só minhas mas dela também e o tesão só ia almentando eu sempre queria mais só que Rubia ainda tinha medo de ir mais adiante em certo momento conversando com ela na varanda de sua casa entre amassos eu sugeri.