compadre comendo a comadre

Garotão da praia em SP

Num fds, tinha poucas coisas para comprar e resolvi ir a pé até o mercado perto do metro Jabaquara

Minha filha se descobrindo com o padrasto

Ola sou casada com um homem maravilhoso ;q me faz muito feliz em todos os sentidos já tivemos umas fantasia ….essa náo e bem uma fantasia o q vou contar àq pois tenho uma filha bem dotada de corpo e quando eu descobrir q ela perdeu sua vingidade fiquei brava pois queria q ela me contasse para poder orienta la. tudo começou quando ela me disse muito tempo depois q sua esperiencia foi ruim ai eu pensei ela deve tar com os hormonios a flor da pele pois ela me disse q não sentiu nem tesão e nem orgasmos ai eu pensei já sei oq vou tentar fazer para ela virar uma mulher realizada. uma vez falei

Virando corno manso pela primeira vez

Tenho 37 anos, me chamo José Carlos e sou casado com a Adriana a 5 anos, mas antes disso namoramos bastante e ela sempre teve fama de safada, minha família até foi contra o nosso casamento mas eu era doido por ela, até hoje sou. Minha esposa é muito gostosa, sempre foi uma patricinha vaidosa e metida, eu sempre dei tudo do bom e do melhor pra ela e ela me retribuía fazendo muita sacanagem gostosa na cama.

Casal iniciante no mundo liberal

Depois que comecei a escrever contos eróticos, e deixar meu e-mail, já recebi contatos de gente do Brasil inteiro. Não dá pra conhecer todo mundo pessoalmente, mas dá pra conversar. Muitas das mensagens são de casais que querem iniciar no mundo liberal, mas não sabem como. E como já vi, li e ajudei muitas vezes, já vi de tudo: geralmente é o marido que quer, a mulher tem mais medo; em geral o medo é por não saber se o outro vai respeitar e as mulheres não se sentem confortáveis em transar com outro porque estão fora de forma. Aliás esse último é um desprestígio pro marido. Uma vez que ela considera que tem que estar super gostosa pro comedor, mas pro marido ela dá com o corpo fora de forma mesmo…

Levei a vizinha pra cama e minha mulher adorou

Tudo aconteceu em janeiro passado. Sou casado, tenho 40 anos e minha mulher 37. Nos damos muito bem em todos os sentidos, e principalmente na cama. Minha sinceridade é tanta, que quando vejo uma mulher bonita e gostosa na rua ou mesmo na praia, comento com minha mulher o que achei. Moramos em um condomínio, e no mesmo prédio em que moro, tem uma mulher que passei a observá-la com maior atenção. Uma morena bonita, corpo bem definido, cabelos lisos, olhos verdes, enfim, um tesão de mulher. Com minha sinceridade toda, acabei comentando com minha mulher sobre nossa vizinha. Ela concordou comigo o quanto ela era bonita realmente. Os dias foram passando, até que em janeiro, descemos para a piscina, e lá estava ela, de biquini normal, nada exagerado.

Nunca imaginei que aconteceria

Minha mulher e eu tivemos umas diferenças no passado e quase nos separamos. Encontrei com uma amiga e saímos para distrair um pouco e esquecer os problemas no meu casamento. Acabou qeu não fizemos nada neste passeio. Sequer dei um beijo nela, não que não quisesse, eu queria e muito inclusive ter transado com ela, era magrinha, uma morena linda e gostosa demais.

Dei a buceta pro amigo de trabalho

Ola, meu nome é Camila, tenho 22 anos, sou negra com coxas bem grossas e bonitas, bumbum nornal mas bem redondinho e seios discretos mas bonitos, sou do tipo gostosa natural, sem exageros e hj conto a vcs a vez que meu namorado pediu pra eu transar com outro e aceitei.

Comi minha prima tesuda enquanto ela dormia

Me chamo Rafael, tenho 19 anos e vou lhes relatar o que me aconteceu. Era início de janeiro, e fomos viajar para o Rio Grande do Sul, passar nossas férias nas praias.Fomos eu e 2 irmãos meu, e no outro carro foram meus tios e minhas duas primas, a Tifane de 25 anos e sua irmã Talita de 19 anos que era um tesãozinho de prima, mas era extremamente timida. Com sua bundinha arrebitadinha e uns peitinhos relativamente grandes durinhos e empinados, tinha um rosto lindo, cabelos lisos e compridos, e pernas bem torneadas. Ficamos numa casa de dois quartos mais uma sala bem espaçosa, e meus tios ficaram num quarto, minhas primas no outro e eu e meus irmãos ficamos dormindo no chão da sala. A nossa programação era sempre ir à praia de manhã e a tarde,e de noite, eu e meus irmãos e minhas primas, ficávamos todos deitados nos colchões da sala assistindo TV até pegar no sono, isso quando não ficávamos brincando de lutinha todos contra todos, nessas brincadeiras, comecei a reparar na minha prima Talita, sempre que ela tinha oportunidade, ela passava a mão nas nossas bundas, nossas pernas e nossos paus como se fosse sem querer, todos ali não davam bola pensando mesmo que era sem querer, mas as suas pegadas me deixavam com tesão. Talita era mais timida que sua irmã e não sabia se tinha malicia em suas mãos. Naquele dia, meus tios depois do almoço estavam dormindo no seu quarto e todos na sala haviam dormido, somente eu e Talita que não, então peguei um lençol, e fui me deitar do lado de Talita alegando que queria dormir, me cobri e comecei a fingir que estava dormindo, passaram-se uns 20 minutos e eu senti a mão dela pousar sobre minha perna e ir em direção à minha virilha, ela parou um pouco para ver se eu não acordava, vendo que eu nem me mexi, ela pousou sua mão sobre meu pau e começou a dar leves apalpadas, aquilo me deixou louco de tesão e meu pau ficou duro. Ela então começou a colocar sua mão por dentro do meu calção massageando meu pau delicadamente e seus movimentos me proporcionavam tanto prazer que eu tive que me concentrar para não gozar, ficou nisso mais uns 25 min. Comecei a achar que ela sabia que eu estava fingindo dormir, pois estava bem avançada e sem medo. Até que o pai dela entrou na sala para nos chamar para ir à praia, ela tirou rapidamente a sua mão, eu fingi que não reparei e ninguém na sala viu, pois o lençol escondia, ela se levantou e foi para o banheiro e nós ficamos nos arrumando. Estávamos quase saindo, mas minha tia veio me pedir para ficar esperando Talita pois ela estava no banheiro passando creme no cabelo, disse à ela que não tinha problema que eu ficava esperando para ela não ir sozinha depois, eles então foram a praia e eu fiquei na sala pensando algum propósito para entrar naquele banheiro, peguei meu barbeador e bati na porta pedindo para entrar, que precisava me barbear e falei que não tinha problema, pois eu não conseguiria vê-la através do box. Ela me deixou entrar, estava tomando um banho e eu comecei a me barbear e conversar com ela:

Dividindo namorado da amiga

Olá meu nome Eliane tenho 24 anos, sou casada e já tenho um filho, sou baixinha, morena, cabelo longo ate a cintura, coxas grosas e bunda grande e seios pequenos, meu relato se passa no fim do ano passado, eu moro no interior de SP, era um domingo e minha amiga me chamou para seu aniversário, ia ser um churrasco numa chácara q ela alugou, ia ser só a família dela e uns amigos próximos, meu marido não foi porque já tinha combinado de assistir jogo na capital com os amigos dele, e levou nosso filho. Minha amiga se chama Nayla e seu namorado se chama Caio, ela é morena tem 19 anos, ela é bem gata, tem mais ou menos minha altura é bem gostosinha, seu namorado é um loirinho magrelo, eu achava ele

Traição no meu Sítio

Olá tudo bem? Me Matheus, 25 anos, casado com Jéssica, 22 anos. Somos casados há pouco mais de um ano. Não temos filhos. No último mês de dezembro resolvemos sair de férias e visitarmos a Bahia.

Boquete no banheiro da faculdade

O fim desse semestre na universidade trouxe muita tensão. E como quando se tem tensão, se quer descarregar, né?! Tentei jogar, assistir série, e um bocado de baboseira. Tudo falível. O que me ajudou mesmo foi o que rolou na quarta-feira, justamente antes da prova mais foda (estatística). Uma novinha me deu um gostoso motivo pra inaugurar essa categoria de conto.

Perdi o cabaço com meu tio

Meu nome e barbara tenho 23 anos , sou morena tenho seios fartos e bubum arrebitado bem uma delicia.

Realizada e sodomizada pelo vizinho gordinho

Olá… Meu nome é Tatyelle, sou paulista do ABC, tenho 37 anos, aproximadamente 1,56m de altura, pele bem branquinha, olhos e cabelos castanhos (com o comprimento no ombro, gosto de fazer luzes e reflexos), me considero gordinha, apesar de cuidar bem do meu corpo e sempre fazer academia (Sabe? Tenho um pouco de vergonha disso… não considero o meu corpo perfeito, tenho um pouco de celulites e estrias naturais, como a maioria das mulheres, então procuro não usar roupas que mostrem demais). Tímida, evito ir na piscina do meu prédio e, até mesmo, em praias (e olha que o meu marido sempre está viajando para litoral com os amigos… eu raramente aceito acompanhá-lo). Sou bastante vaidosa, gosto de me vestir bem, com roupas que são naturalmente sensuais sem ser vulgar. Cuidadosa, mantenho as minhas unhas das mãos e dos dedinhos dos pés tratadas e bem-feitinhas. Não carrego na maquiagem e sempre estou usando brincos, pulseiras e anéis… Me sinto bem mantendo essa minha postura de mulher feita, empoderada e decidida.

Comi a colega casada

Bom, eu sou Guilherme e esse fato aconteceu quando eu tinha 17 anos. Eu era estagiário em uma concessionária de veículos aqui no RS e acabei conhecendo a Vanessa, que recém havia começado a trabalhar na empresa. A Vanessa era uma loira de 1,65 de altura, bunda grande e peito médio, tinha 35 anos e era casada, eu tenho 1,70, corpo atlético e 18 cm de rola grossa. Eu e Vanessa viramos amigos, éramos do mesmo setor na empresa, falávamos de diversos assuntos, até que um certo dia começamos a falar sobre relação sexual e ela me disse que o marido não tinha energia, andava desligado e de repente ela me diz: Ah Gui, se tu fosse mais velho.

Prima Vadia querendo uma pica dura na bucetinha

Sou o mais novinho entre meus irmãos e quase todos os meus primos. Enquanto eles na adolescência curtiam as matinês e beijavam as meninas no colégio, eu era o cara que ficava jogando bola na rua ou videogame em casa. Entretanto, tinha uma prima que frequentava essas baladinhas com eles e desde cedo, já se mostrou como seria adulta…uma tremenda vadia. Ela tem 4 anos a mais que eu aproximadamente e lembro que quando tinha 13 anos, ela me deu meu primeiro beijo e deixou que eu apertasse seus seios e então nunca mais rolou nada, a não ser sorrisinhos e provocações que sempre partiam dela.

Fiz amor com minha ginecologista

Olá! me chamo Pamela, tenho 20 anos e sou judia. Bom! A história que vou contar para vocês é verídica e aconteceu comigo. Desde a puberdade minha mãe me levava à ginecologista, para ter certeza que estava tudo bem comigo, pois antes mesmo de menstruar, eu sentia muitas cólicas. Eu sempre fui muito tímida e bastante reservada, sempre tive muita vergonha das consultas ginecológicas. Minha médica tem mais ou menos a idade da minha mãe, uma mulher linda e dona de uma inteligência surpreendente, tipo de mulher que encanta e cativa qualquer um. Ela sempre me acompanhou desde os 12 anos e sempre me orientando sexualmente, chegando até a tentar me convencer a me masturbar (eu não podia nem

Minha namorada sendo arrombada na festa

Vou contar uma experiência que achei incrível e maravilhosa. namorei uma menina a quem vou chamar de “pequena”. ela era uma delicia de morena, pele branquinha, seios grandes – daqueles que saltam em qualquer roupa – empinados, coxas roliças e grossas – ela gostava de usar uma sainha bem curta quando saíamos para as festas – mãos macias e bem feitas, sempre com unhas bem acabadas, compridas do jeito que eu gosto, boca carnuda e sensual, cabelos castanho claro e uma bunda do tamanho certo.

Aventura caliente numa casa de swing

Sou casado há mais de dez anos e, já há algum tempo, mantenho um relacionamento muito legal com uma amiga que mora fora da minha cidade, também casada. Sempre que possível, damos um jeito de nos encontrarmos, pois ela costuma vir a minha cidade a trabalho. Também costumo dar um jeito de viajar até a cidade dela.

Transando com a amiga lésbica na festa

Oiiiii tudo bem? Vou contar essa história mega erótica que aconteceu comigo, Era a festa de uma amiga nossa, estava tudo bem animado, todos nossos amigos e tudo mais.

Ganhei um boquete da casada safada

Olá! podem de chamar de Petter, tenho 31 anos sou casado tenho 1,75 de altura peso uns 77 kilos e a protagonista da história podem chamar de Barbara, 32 anos casada 1,60 de altura, branca, cabelos pretos na altura da cintura de olhos castanhos pesando uns 70 quilos, muito atraente principalmente pelo belo sorriso e simpatia, além de ter ums enormes peitos.

Swing delicioso na fazenda

Olá, vou utilizar um nome aparente: Elaine, sou loira e bem parecida com a Madonna no inicio da ala, a historia que vou montar, resultou em 2005 em Osasco-SP. Trabalhei numa Empresa juntamente com meu atual ficante vamos chama-lo de Regee e outro casal colega nosso, que similarmente faz parte da historia.

Sou corno e gosto demais

Olá pessoal, sou o gringo e estou aqui para contar mais uma história da minha gostosa e linda mulher, que me transforma no corno mais feliz. Tenho um colega de trabalho que é muito safado, um dia ele nos encontrou e ficou encantado com minha mulher, passando a ligar para ela e a cantando para uma saída. Ele imaginava que eu não sabia, mas minha mulher sempre me conta tudo, pois assim eu fico altamente excitado com a situação. Até que um dia ela chegou para mim e disse que iria transar com ele, eu concordei com uma condição, que durante a transa ela inventasse alguma desculpa e me ligasse. Eu sabia que meu colega iria gostar da situação, pois sendo safado, ele iria adorar a situação, enquanto comia a

Minha festa de casamento

Oi amigos, eu fiz aniversário de casamento, nesse final de semana que passou e estávamos meio fora de sintonia, meu Thiago sofreu um acidente de moto e se ralou e está todo enfaixado, tadinho.

Cunhada Totalmente Insaciável

Frequentemente no momento em que vemos qualquer história de cunhadas elas são aproximadamente toda vez mais novas, safadas, cheias de más intenções e doidas por coito. Geralmente não se importando com o feito de sermos namorados/maridos de suas irmãs e várias vezes são até mais bonitas e interessantes. Claramente que isto se encaixa nos padrões importantes para se desenvolver uma ótima caso sobre o apresentação “cunhadas”, no qual o fetiche impera em absoluto por conta dessas qualidades. E não vou abalar desses aspectos, tirando o feito de que a minha ex-cunhada não era nenhuma ninfeta, e efetivamente uma mulher já divorciada, no entanto, abundância de atração pra permitir e vender.

Minha esposa fez boquete no cinema

Como contei no descrição antecedente minha mulher possui 21 aninhos de pura carne e virou a putinha dos priminhos. Nossa segunda bagagem foi numa sexta bazar a noite sem nada outra vez pra realizar convidei-a para pegarmos um cineminha, com uma requisito falei: eu escolheria a roupa que ela usaria, ela topou – peguei um vestinho blue jeans que ela possui curtinho com um reco que vai de cima a baixo e apenas, ela riu e perguntou como vou sem um corpete? meus seios são grande vou ficar aproximadamente tudo pra fora. Você topou, coloquei uma calça de moleton sem nada tambem por baixo. Sentamos bem no fundo mais aberto (filme pornô evidente) com o mudar do filme fui abrindo o vestinho dela e os seus seios saltaram fora do diminuto abafado, tirei meu pau e ela começou a massagear nessa coisa senta um cara ao lado nao deu pra analisar direito uma vez que ela ficou no meio e aparecia meio escuro não me contive e abri todo o rego do abafado deixando-a nuazinha o cara meteu a mao na bucetinha da minha mulher e começou a abalroar uma pra ela que me avisou falando no meu ouvido – Possui um cara enfiando a mao na minha xota, eu disse desfruta e goza o cara pegou a outra mao dela e colocou no pau dele e na sequencia puxou pelo pescoço e a tirou chupar fazendo-a ficar naquela posicao até eliminar a ultima gotinha de porra na boquinha dela, ele gozou se levantou e saiu, até hoje não sabemos quem era. Na saida fomos pra casa e no caminho parei num posto de gasolina próximo dos caminhões estacionados a coloquei em cima do capô e comi aquela bucetinha se alguem viu não sabemos tambem.