comendo o cu da enfermeira

Tio Safado Tirou Meu Cabaço e da Minha Prima

Cresci praticamente livre em um lugar que mais se assemelhava a um cortiço. Um terreno grande onde existiam 06 casas sem muros internos e com áreas de lazer comuns, mas apesar da pobreza do lugar, todos eram pessoas honestas e trabalhadoras e alem disso quando havia necessidade praticamente todos eram solidários no que podiam.

Meu médico me comeu perto do meu marido

A um mês tirei um cálculo renal.Foi operada por 3 médicos, mas dois deles chamou minha atenção por serem novos e lindos.

A Rainha do Boquete

Olá, vim hoje não apenas contar um conto, mas compartilha com todos minha história de vida, sem muita cerimônia, contar como me tornei a Rainha do Boquete, como meu marido me chama. Me chamo Clara (nome mudado para manter a privacidade), tenho 29 anos, um pouco baixinha 1,56m, 50 kg, cabelo ondulado, bumbum pequeno, e seios lindos e grandes, empinados e com os mamilos pretos que contrastam com minha pele morena clara, chamam atenção de qualquer homem e todos adoram porque ainda tenho leite do meu filho de três anos que ainda mama, ah se meu bebê soubesse do tanto de homem que também mama nos seios da mãe dele (risos).

De virgem a puta num piscar de olhos

Luciana, a Lu com 14 anos. É uma linda jovem, de cabelos negros. Olhos vivos, de tom azul bastante acentuado. Pele clara e macia. 1,55 m de altura e um corpinho bem distribuído para sua estatura. Lábios, vermelhos e carnudos em um rostinho muito atraente e uma bunda de causar inveja em todas suas colegas. É uma adolescente ingênua, imatura e muito tímida. Na escola, apesar de ser cobiçada pela rapaziada, não dá bola para nenhum deles. Lu só tem olhos para os estudos. Cultiva a amizade de poucas meninas, que apreciam seu modo de ser e agir. Dentre todas, Margô e Luiza, são as mais chegadas, pois moram num condomínio na mesma rua e frequentam sua residência e as famílias das três se conhecem.