boquete da irma

Depois da trepada virei putinha safada

Sempre saia com minha amigas para as festas só para beber com as amigas, beijar e ficar atrás dos banheiros fazendo boquete, passei a mirar em homens mais velhos que tivessem carro e me levassem para um motel para me matarem o tesão que eu tinha, me sentia uma putinha.

Meu irmão e meu primeiro anal

Olá meu nome é Mia e esse é a segunda parte do conto, espero q tenham gostado da primeira parte e q gostem desta tbm

Viciada em Sexo Anal

Conheci muitas mulheres naquele chat. Fiz a volta na grande PoA só conhecendo mulheres. Todas elas gordinhas deliciosas.

Assistindo o meu filho enrabando sua tia safada

Antes de começar, quero falar que meu filho sempre foi um tarado em sua adolescência, sempre tentou fazer sexo comigo, eu me dava por inocente e caia um pouco na tentação, mas nunca rolou mais do que punheta ou uma gozada nos meus seios.

Dando um trato na casada devassa

Conheci essa mulher no badoo uma mulher casada com 5 anos a mais do que eu que nem ama mais o marido, bonita e sexy na cama é um furação, muito devassa igual a me… tínhamos nos encontrando antes conversado tomamos uma sorvete e conhecemos um pouco do outro logico a característica de cada um, mas marcamos mesmo para agente fuder, transar foi num sábado dia 4/8/18 nesse dia fomo logo de manhã por centro da cidade de Manaus para um motel ela de vestido acima do joelhos e sem calcinha safada me mostrou quando estávamos no corredor do motel eu apenas de

Depois da porta arrombada pelo Dudu

Depois da porta arrombada a porteira que passa um boi passa uma boiada” um dos ditados mais certos do mundo.

Irma cheia de malícia

No conto erotico de hj vou contar a historia da minha irmã, como o resto da minha família “quase toda” ela também é bem promíscua.

Separada, meu irmão cuidou de mim…

Após a separação confesso que fiquei um pouco abalada, mesmo eu sabendo que isso um dia iria acontecer, o fato…

Enrabada na Festa da Empresa

Vestidinho colado, coxas de fora, calcinha enfiada n bunda, saltão alto pra fiar empinadinha. Milhares de olhares pras minhas pernas e bunda.

Amor, deixa eu dar para ele?

Essa é uma pergunta que nos deixa sem reação. Sou casado com Thaysa, uma linda mulher de 34 anos, 1,77m e um corpo muito malhado da academia, que ela frequenta no mínimo duas vezes por semana.

O dia em que a cunhada perdeu o recato e deixou de ser santinha!

Na família sempre fui bem discreto, lido de boa com tudo, entretanto as vezes as coisas mudam…!!

O amigo do meu irmão me penetrou gostoso

Olá me chamo Paulo tenho 26 anos, sou negro, 1m69 com 79 kg e quero relatar a vocês agora o que aconteceu exatamente três dias atrás. Estava acontecendo a festa de 19 anos do meu irmão Ed e havia vários dos seus amigos na casa dos meus pais ( no interior). Preferi subir para o meu quarto mais cedo porque já estava ficando meio ruim, estava sem sono e decidi ficar na Net vendo uns pornozão e batendo uma punheta… Minutos depois o amigo gostoso do meu irmão, que se chama Gustavo porém conhecido como Guiga entra no meu quarto para me pedir uma camiseta emprestada já que a dele estava encharcada de cerveja e para minha surpresa ele me pega de pau duro batendo punheta e assistindo um pornô de dois negões… Vixeee, lascou.

Eu e a cunhada se entregamos ao proibido!

Vez por outra lemos um conto aqui, que acaba fazendo com que fiquemos com tesão e vontade de fazer o mesmo.

Comendo a minha cunhada por engano

Pessoal, minha história se passou este ano de 2017. Sou uma pessoa comum, sou casado a 10 anos e contando namoro e noivado são aproximadamente 15 anos de relacionamento. Tenho uma vida sexual bem ativa e minha esposa e eu temos predileção por sexo anal, ao ponto de fazermos raramente sexo vaginal (sou sortudo rss). O fato ocorreu em uma quarta feira, fui trabalhar e devido a rotina familiar atual em que tenho 2 filhos pequenos atrelado a correria de trabalho fiquei sem fazer sexo por volta de 5 a 6 dias com minha mulher. Ela estava com rotina de trabalho apertada além das coisas de casa, crianças vocês sabem como é. Ela me enviou uma mensagem de texto dizendo que hoje estava com vontade e que mesmo se eu chegasse tarde era para acorda-la. Fiquei com bastante tesão, porém era meu dia de futebol e fiz como de costume, fui para o lazer e depois rolou um churrasquinho, bebi umas cervejas e fui para casa por volta de 00:45 meio bêbado só que cheio de tesão. Conforme toda semana cheguei em casa e evitei fazer barulho, a luz do quarto estava apagada e bem escuro (tenho cortina blackout), tomei um banho e deitei ao lado da pessoa que julgava ser minha esposa que a principio conforme combinado era para fuder, ela dava sinais que sim, pois quem é casado conhece sua mulher que tem, como o quarto é bem escuro percebi que ela estava deitada de lado com a bunda virada para o meu lado e isto é um sinal quando ela quer me dar. Naquele exato momento eu não sabia, porém não era minha esposa. Vou explicar. Minha esposa é da área de saúde e trabalha de plantão, não era seu dia e ela foi chamada as pressas para ir para o trabalho, como minha cunhada estava de visita ela pediu para ela dormir na minha casa para ficar com as crianças e eu ir para o futebol, já que ela estava com consciência pesada por me deixar na mão novamente. Minha cunhada depois me disse que colocou as crianças para dormirem e como tinha ligado o ar condicionado e estava no meu quarto acabou ficando, a TV desligou sozinha pois fica programada para desligar certa hora. Não reparei que não era minha mulher por que elas são de certa forma parecidas, a diferença que minha cunhada tem um peito grande e minha mulher pequeno, porem a bunda é idêntica. minha cunhada é loira de cabelo curto, tem um pouco de barriga, bunda empinada e grande, ela diferente de minha esposa tem gênio forte, não casou e teve diversos casos, namorados enfim, deu foi muito. Nós tivemos diversos problemas de relacionamentos familiar, inclusive paramos de nos falar diversas vezes. Voltando, tudo escuro deitei ao lado dela, ergui o edredom e senti que ela estava de lado de camisola que estava embolada acima do quadril, expondo a bunda. Ao sarrar naquela bunda achei estranho pois a calcinha era minuscula (minha esposa usa grande principalmente para dormir), achei que devia ser para me agradar. Como estava com tesão, sarrei naquele rabo gostoso e percebi que ela estava meio dormindo e sarrou de volta jogando a bunda para trás, minha pica estava dura devido a promessa de sexo e o tempo de abstinência. Como sou casado a muito tempo o que vou relatar pode ser defeito e tal, só que muitas vezes se a rola esta dura não tem nem preliminar eu meto gozo e pronto, principalmente nesta situação de estar tarde da noite e que iremos trabalhar no dia seguinte. Voltando, como ela sarrou e o pau estava duro eu estiquei o braço no criado mudo e peguei o lubrificante, falei para ela “fica de quatro que esta duro”. Ela devagar retirou o edredom de cima sem tirar a camisola que estava embolada no tronco e se posicionou e colocou a calcinha para o lado, eu lambuzei a pica e me posicionei encaixando o quadril, como sempre faço, encostei a cabeça e fui empurrando devagar para dentro do cu. Sempre demoro e fico parado alguns segundos antes de começar a socar, conforme ia entrando percebi que estava um pouco mais apertado e a respiração bem ofegante dela, após alguns segundos comecei a socar, gosto de estocar lentamente no inicio tirando até a cabeça e enfiando tudo, achei estranho por que minha esposa se masturba durante a penetração e desta vez não estava, isso me deu tesão, coloquei a mão na perna dela e senti que ela estava ensopada na buceta, o que me deu muito tesão então gozei no fundo do cu, percebi que quando gozei na hora do jato ela gemeu forte. Meio tonto (devido a cerveja do futebol) fui para o banheiro dentro do nosso quarto para o banho, quando estava no box e ensaboado percebo que minha “pseudo” esposa estava sentada no vazo sanitário, desligo o chuveiro abro o box e quase caio para trás, era minha cunhada, fiquei atônito e sem palavras, ela olha e tenta explicar “Eu vim visitar para ver as crianças, o trabalho da Maria ligou e ela teve que ir as pressas e não te avisou, (ela explicou conforme eu disse no inicio por que estava no meu quarto) percebi que você estava sem saber que era eu e meio bêbado por causa do cheiro de cerveja, como eu estava dormindo e estou sem transar a tempos acabei me deixando levar e fiz merda..Por favor vamos botar uma pedra nisso, já sou mau vista na família devido as putarias só que gosto muito da minha irmã”. Perguntei por que ela se submeteu ao sexo daquele

Dei Pro Amigo Do Meu Irmão

Olá, meu nome é Amanda. Esse é meu primeiro conto, espero que gostem! Atualmente tenho 18 anos. Sou morena, tenho bunda e seios grandes, um corpo que sempre chama atenção. Consideravelmente gostosa, podemos dizer.

Em nome da mãe e do filho

O fator isolamento, faz com que as pessoas tomem atitudes inesperadas, decisões que mudem o futuro completamente. Moramos apenas minha mãe e eu, e como adultos, somos muito responsáveis. Sempre tive um bom relacionamento com a minha mãe, sempre procurei ser um bom filho. Somos muito unidos, sempre conversamos e somos abertos um com o outro. Ela sofria com depressão há algum tempo, desde que ficou viúva, até então nunca se relacionou com ninguém, e com todos os problemas que estamos vivendo atualmente, eu andava muito preocupado com ela, e faria de tudo para vê-la feliz novamente.

Flagrados pela cunhada

Tudo teve inicio já se fazem alguns dias, uma Irma de Marli a flagrou fazendo um boquete logo no café da manha.

Me tornei amante da minha mãe

Me chamo Vanderlei e minha mãe a protagonista da história se chama Verônica , estamos tendo um caso amoroso há mais de 2 anos , hoje estou com 32 anos e ela com 51 ,minha mãe viveu com meu pai durante 14 anos e se separou dele quando eu e minha irmã éramos muito novinhos , minha mãe estava com 31 anos , meu pai tinha 45 anos ele era caminhoneiro e viajava bastante , dizem que minha mãe vivia traindo ele com outros machos , só viemos mesmo saber depois da separação dela com meu pai , minha mãe já estava prenha do amante um homem de 42 anos que minha mãe conheceu e tiveram um relacionamento , o homem era separado da esposa e minha mãe na época acabou ficando com ele , ele se chama Jorge .

Ferias picantes com meu meio irmão

Quando eu tinha meus 17 anos fui para casa de meu pai passar minha ferias escolares eu Emily morena clara cabelo preto cacheado com um corpão 1,58 de altura rs.chegando la me deparei com o Luccas filho da minha madrasta, 18 anos moreno claro sorriso maravilhoso todo sarado,eu fiquei la por alguns dias ja com o pensamento malicioso de dar pra ele, ele tambem tinha cara daqueles bem safado logo quando chegou meu pai e minha madrasta sairam para o super mercado eu e ele asos naquela casa pra que melhor ?, eu estava de short Curto cropet bem decotado.Estavamos sentados no sofa quando percebi o volume na bermuda e seus olhos Fixados nos meus peitos nao desperdicei a oportunidade e deixei meu

Saudades da sacanagem

Olá meus amigos acredito que todos teem vontade de voltar aquela época gostosa da vida sem, compromisso muito cério, e sem muitas preocupações. Morando sozinho, tinha tudo que queria, paz, sossego e ninguém pra dar satisfação.

Tirando o cabaço de minha cunhada virgem

Eu tenho 36 anos e me chamo Renato (fictício). Minha esposa tem uma irmã de 19 anos que vou chamar de Solange, ela desde os 15 anos se tornou evangélica, o que é uma pena pois ela é uma morena cor de jambo muito gostosa com uma bunda e seios maravilhosos. Ela diz para a irmã que é virgem e os seus namoros nunca passaram de beijos.

A Rainha do Boquete

Olá, vim hoje não apenas contar um conto, mas compartilha com todos minha história de vida, sem muita cerimônia, contar como me tornei a Rainha do Boquete, como meu marido me chama. Me chamo Clara (nome mudado para manter a privacidade), tenho 29 anos, um pouco baixinha 1,56m, 50 kg, cabelo ondulado, bumbum pequeno, e seios lindos e grandes, empinados e com os mamilos pretos que contrastam com minha pele morena clara, chamam atenção de qualquer homem e todos adoram porque ainda tenho leite do meu filho de três anos que ainda mama, ah se meu bebê soubesse do tanto de homem que também mama nos seios da mãe dele (risos).

Dando gostoso para 4 sobrinhos no reveillon

Sou Raquel, 41 anos, casada a 6, moreninha clara, peitinhos grandes que gosta uma chupada, cuzinho e buceta assanhados.

Perdi minha virgindade com minha irma safada

Quando eu era mais jovem, (atualmente tenho 25), eu costumava viver com meus pais e a minha meia-irmã, ana paula, que era minha irmã somente por parte de pai. Ela é 5 anos mais velha que eu, então na época devia ter seus 18 ou 19 anos. Morena, pele um pouco parda, olhos castanhos, cabelos compridos, um sorriso encantador, seios grandes e uma bela bunda. A mulher que todo cara, quando vê, tem uma vontade gigantesca de “dar uns pegas”. Eu, no entanto, era gordinho, e estava na minha fase da puberdade: espinhas crescendo, estilos mudando, e uma vontade incessante de poder transar. Mas, claro, qual garota se interessaria por um gordinho? A resposta é um tanto óbvia: ana paula.